perspectivas

Terça-feira, 15 Julho 2014

A SIDA/AIDS é monstruosamente homófoba, reaccionária, conservadora e ignorante

 

A SIDA é ignorante; e homófoba!, (todos os homófobos são ignorantes).  

gayroller-webNo seguimento de uma “explosão da epidemia” homófoba que atinge os “grupos de risco” que são vitimas da homofobia da SIDA, a OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que “homens que têm actividade sexual com homens” tomem medicamentos retrovirais — à custa de todos os contribuintes homófobos —, como “método suplementar de prevenção”, para que dessa forma se possa atenuar a homofobia da SIDA.

Actualmente, e devido ao conceito homófobo de “SIDA”, os pobres homossexuais — que não passam de vítimas da SIDA homófoba — têm 19 vezes maior risco de serem contaminados, quando comparados com o resto da população que é, por definição, também homófoba. Por isso, a OMS (Organização Mundial de Saúde) aconselha que os homossexuais tomem diariamente uma pílula que combina dois tipos diferentes de retrovirais — para além do preservativo —, alegadamente no sentido de diminuir os riscos de contaminação de 20 a 25%, o que alegadamente significa “evitar um milhão de novas infecções homófobas nos próximos dez anos”.

Os retrovirais diários contra a homofobia da SIDA serão pagos, como é óbvio, pela esmagadora maioria da população que é homófoba e ignorante.

Eu penso que se deveria retirar o termo “homofobia” dos dicionários, e proibir que se falasse de “homofobia” em público, para que automaticamente a SIDA desaparecesse. Porque tudo isto é uma questão de linguagem: se o conceito de “homofobia” não existisse ou fosse proibido, a SIDA também não existiria!

Sexta-feira, 2 Maio 2014

O parlamento inglês é controlado por invertidos

 

Uma candidata inglesa ao parlamento europeu, pelo partido English Democrats, afirmou publicamente que existe um excesso de invertidos no parlamento inglês. Julia Gasper disse que existem centenas de fanchonos no parlamento, em todas as posições importantes e prestando favores uns aos outros.

homo-fascismSendo que os fanchonos constituem cerca de 1,5% da população — denunciou Gasper —, a proporção justificaria eventualmente cerca de 10 deputados; no entanto, existem centenas de panascas no parlamento inglês, o que constitui uma violação da democracia.

Este fenómeno de estiolamento da democracia inglesa — através da crescente influência de um partido homofascista não declarado e que não concorre abertamente às eleições, e que se mantém como eminência parda do sistema político — já não é só um fenómeno inglês: países como o Canadá, os países anglo-saxónicos em geral, os países nórdicos da Europa, parecem sofrer do mesmo tipo de estiolamento. E até em Portugal começam a aparecer sinais de alarme: se contarmos os deputados e deputadas invertidos, e se compararmos proporcionalmente em relação à população portuguesa, verificamos que existe já essa tendência em Portugal.

Domingo, 9 Dezembro 2012

Padre homossexual preso no Fundão por abuso sexual de menores

Filed under: Pedofilia — orlando braga @ 6:32 am
Tags: , ,

Alguns habitantes do Fundão mostraram-se hoje surpreendidos e incrédulos com a detenção, pela Polícia Judiciária (PJ), do vice-reitor do seminário local por suspeita de abuso de menores.

O responsável pelo seminário, um padre de 37 anos, é o presumível autor de “vários crimes de abuso sexual de crianças e de menores dependentes sobre os quais detinha funções de educação e protecção”, refere a PJ em comunicado.

via Fundão surpreendido com detenção de padre por abuso de menores – Sociedade – Sol.

O acto pedófilo é, na maior parte dos casos, um fenómeno de violência intergeracional adquirida por aculturação: o pedófilo foi ele, muitas vezes, também vítima de abuso sexual continuado na sua infância ou pré-adolescência. Podemos dizer que se trata de um círculo vicioso maléfico e intergeracional, porque as vítimas de abuso, quando chegam a idade adulta, passam a ser os perpetradores do abuso sobre a nova geração de crianças.
(more…)

Domingo, 25 Setembro 2011

Ingaysição na Pátria-dos-Rotos: “o Novo Testamento é insultuoso e homofóbico”

“Police in Lancashire have told the owner of a Christian café to stop displaying Bible texts on a video screen, because it breaches public order laws.”

via Video: Police ban Bible from Christian café | News | The Christian Institute.


Um proprietário de um café em Inglaterra (a pátria dos rotos) foi abordado agressivamente pela polícia pelo facto de passar um DVD com mensagens do Novo Testamento. A notícia pode também ser lida no Daily Mail. Segundo a polícia, a passagem em DVD da mensagem de Jesus Cristo é considerada pela lei inglesa como sendo “insultuosa” e “homofóbica” (sic).

A Inglaterra é a Terra-dos-Rotos, onde um casal de cristãos não pode adoptar uma criança, mas um gay pode. A Inglaterra é país do Ocidente onde a liberdade de expressão e a liberdade religiosa cristã estão mais ameaçadas, em função da acção política totalitária dos rotos organizados. O gayzismo é um movimento político elitista e totalitário bastante perigoso.

Quarta-feira, 24 Agosto 2011

A sexualização da criança avança com o “progresso da opinião pública”

À medida que avançamos na história contemporânea vamos dando razão aos eticistas antigos e medievais: o desejo humano pelos “fins próximos” não tem limites e transforma o outro em um mero meio de procura de satisfação de desejos que nunca acabam, quando o outro devera ser um fim em si mesmo. Tratando-se de crianças, o problema ético ganha uma dimensão radical que é assim traduzido nas palavras de Jesus Cristo:

«Neste momento os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram-lhe: “Quem é o maior no Reino dos céus?” Jesus chamou uma criancinha, colocou-a no meio deles e disse: “Em verdade vos declaro: se não vos transformardes e vos tornardes como criancinhas, não entrareis no Reino dos céus. Aquele que se fizer humilde como esta criança será maior no Reino dos céus. E o que recebe em meu nome a um menino como este, é a mim que recebe. Mas, se alguém fizer cair em pecado um destes pequenos que crêem em mim, melhor fora que lhe atassem ao pescoço a mó de um moinho e o lançassem no fundo do mar. Ai do mundo por causa dos escândalos! Eles são inevitáveis, mas ai do homem que os causa!”» [Mateus, 18, 1-8]


«Deixai vir a mim as criancinhas e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se parecem com elas. Em verdade vos declaro: quem não receber o Reino de Deus como uma criancinha, nele não entrará.» [Lucas, 18, 16-17]


(more…)

Sexta-feira, 19 Agosto 2011

2% da população é homossexual, mas é responsável por 61% de novas infecções de SIDA / HIV

«The U.S. Centers for Disease Control has estimated that homosexual men account for 61% of the new HIV infections in the United States while they only amount to about 2% of the country’s population.»

via CDC: Homosexual men account for 61% of new HIV infections but only 2% of population | LifeSiteNews.com.

Lá se vai o mito segundo o qual “não existem grupos de risco de SIDA / HIV” …!

Terça-feira, 19 Julho 2011

Para os políticos actuais, a medida do verdadeiro bem é a vida animal

O Homem moderno não consegue distinguir o “utilitário” do “útil”; para ele, o útil não faz sentido se não for utilitarista. O útil passou a ser um fim em si mesmo, e por isso, passou a ser utilitário.
(more…)

Domingo, 10 Julho 2011

A marcha do orgulho paneleiro — edição Porto 2011

O folheto aqui ao lado (clique na imagem para aumentar) foi distribuído aos transeuntes da Baixa da cidade durante a Marcha de Orgulho Gay realizada ontem no Porto.
(more…)

Sexta-feira, 1 Julho 2011

You missed the point, baby!

Cara Martha (com H): o casamento não é uma questão apenas religiosa e que diga somente respeito aos padres e bispos. Aliás, as religiões apenas adoptaram e assimilaram a instituição do casamento que sempre existiu desde que existe humanidade. E desde que existe humanidade, nunca houve “casamento” gay.

O absurdo com pernas

O Estado também chamou a si o poder sobre a instituição do casamento (que já existia antes de existir o Estado) por uma razão muito simples: por causa do futuro da sociedade por via das crianças que nascem; porém, o casamento é anterior ao Estado e à Igreja Católica. Ora, acontece que o “casamento” gay, por sua própria natureza, não produz a próxima geração.

O simples facto de se aplicar, neste caso, um adjectivo a um substantivo, revela que este último passa a ser outra coisa, ou não é a mesma coisa. Por exemplo, quando se diz “casamento gay”, a adjectivação deste tipo de “casamento” revela que não se trata, efectivamente, de casamento, mas de outra coisa (trata-se de uma coisa diferente de casamento, alegadamente de “casamento” gay).

O casamento é essencialmente uma questão antropológica, e ética (filosofia). Reduzir a problemática do casamento à religião é uma perfeita estupidez corroborada por gente desta índole — que, ou são estúpidos, ou fazem-se de estúpidos para enganar meninas como a Martha (com H).

Gentalha como esta não está interessada em esclarecer as meninas como a Martha (com H), porque deveriam explicar à menina que o casamento não é “uma instituição pertencente e criada pelo Estado”. Gentinha como esta deve ser combatida com todas nossas forças — porque são um factor de implementação de um novo obscurantismo na nossa sociedade — e se necessário, com recurso à violência.

H/T : Paio Com Ervilhas


Adenda: entretanto, a Martha (com H) fechou o seu blogue a estranhos, notoriamente em reacção negativa à crítica. Porém, eu guardei o postal da Martha (com H) em PDF que pode ser lido no seguinte endereço:

http://espectivas.files.wordpress.com/2011/07/martha-com-h.pdf

Quarta-feira, 15 Junho 2011

Por que é que os activistas gay insultam invariavelmente quem não concorda com eles?

(more…)

Terça-feira, 14 Junho 2011

O “problema gay”

Este artigo no semanário SOL revela a verdadeira natureza do “problema gay”: a tentativa sistemática de transferir para a sociedade a resolução de um problema subjectivo e intrapsíquico.
(more…)

Sexta-feira, 10 Junho 2011

Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay!

É certo que não podemos dizer que todos os homossexuais são pedófilos, porque seria uma afirmação não científica. Tão pouco podemos dizer que todos os pedófilos são homossexuais, porque existem evidências de comportamento pedófilo por parte de pessoas que não se dizem homossexuais. Porém, é uma verdade incontestável que o movimento político gayzista é o único grupo político/cultural que assume a legalização da pedofilia como “orientação sexual”.

O candidato presidencial irlandês, David Norris — um militante de uma organização política gayzista irlandesa — defende a ideia segundo a qual não deve existir uma idade de consentimento sexual legal para as crianças.


«DUBLIN, June 9, 2011 (LifeSiteNews.com)
– Homosexualist Irish presidential hopeful David Norris is fighting to maintain his candidacy amidst even more revelations that he supports “classical pedophilia” and opposes any law specifying an age of consent for sex.

On its front page yesterday, the Irish Daily Mail ran the headline, “I don’t believe in an age of consent,” and said that Norris had given an interview last year in which he said (in the words of the paper) that “prostitution and all drugs should be legalised,” and “he was pro-abortion and advocated pederasty.”»

Página seguinte »

The Rubric Theme. Create a free website or blog at WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 490 outros seguidores