perspectivas

Terça-feira, 6 Junho 2017

Madrid instala semáforos contra a homofobia

 

madrid-semaforos-web

Sexta-feira, 2 Junho 2017

Os jornaleiros do Público passam a vida a mentir

 

Há uma jornaleira de merda do jornal Púbico que dá pelo nome de Andrea Cunha Freitas que, como a esmagadora maioria dos jornaleiros portugueses, é mentirosa quando escreve:

Enquanto se discute sobre quem fica fora e dentro do Acordo de Paris, o mundo aquece, o Árctico derrete e a Antárctida fica um bocadinho mais verde. Não são projecções ou especulações, são constatações que estão em relatórios de cientistas que continuam a medir os efeitos das alterações climáticas no planeta Terra”.

accumulatedmapOu seja, parece que a NASA anda a mentir, e quem tem razão é o Carlos Fiolhais e os coimbrinhas todos juntos.

Segundo dados oficiais da NASAé de notar que a NASA, quando comparada com o coimbrinha Carlos Fiolhais, é uma merda “the vast majority area of Greenland has seen surface snow and ice gain over the past 9 months. Moreover, Arctic temperatures for now are below normal.”

A teoria malthusiana do Aquecimento Global Antropogénico é uma estratégia política que pretende justificar a necessidade do globalismo plutocrata (sinificação do planeta) e da abolição de fronteiras e dos Estados soberanos.

Um estudo da NASA de 2015 — NASA que é uma merda quando comparado com o Carlos Fiolhais e portugas quejandos, que são mais intelijumentos que a NASA toda — revelou que a massa de gelo na Antárctida está a aumentar:

“A new NASA study says that an increase in Antarctic snow accumulation that began 10,000 years ago is currently adding enough ice to the continent to outweigh the increased losses from its thinning glaciers.

The research challenges the conclusions of other studies, including the Intergovernmental Panel on Climate Change’s (IPCC) 2013 report, which says that Antarctica is overall losing land ice”.

NASA Study: Mass Gains of Antarctic Ice Sheet Greater than Losses

Portanto, ó Andrea Cunha Freitas, em vez de fazeres perder tempo às pessoas, vai apanhar onde apanham as galinhas!


É claro que o clima muda; sempre mudou. Desde que existe uma proto-atmosfera no planeta Terra, o clima mudou sempre. Mas a ideia — por exemplo — do politicamente correcto segundo a qual “os incêndios em Portugal se devem ao Aquecimento Global Antropogénico” só pode vir de gente que, ou é atrasada mental, ou é de uma perversidade infinita. A Andrea é atrasada mental.

Ou seja, a alteração do micro-clima em uma determinada região do globo terrestre não significa necessariamente que exista um Aquecimento Global Antropogénico.

Em 1570, na Holanda, aconteceu uma inundação marítima monstruosa no dia de Todos os Santos (1 de Novembro) com ventos fortes que mataram mais de 20 mil pessoas. Imagine agora, caro leitor, as vidas que se teriam poupado em 1570 se existissem naquele tempo o Acordo de Paris e “taxas de carbono”. ¿Já imaginou? Puta-que-os-pariu!

Segunda-feira, 29 Maio 2017

Baizuo

 

Segundo o dicionário urbano, Baizuo é um termo chinês que significa “esquerdista branco” que advoga a paz e a igualdade apenas para satisfazer o seu ego e justificar a sua superioridade moral.

Um Baizuo apenas se preocupa com assuntos como a imigração, as minorias, os LGBT (Lesbian-Gay Bullying Totalitarian), o Aquecimento Global Antropogénico, etc., e vivem obcecados com o politicamente correcto ao ponto de importarem os valores do Islamismo e da Sharia em nome do multiculturalismo. baizuo-web


“In China for instance, they have a word for these people. They are called “baizuo” or the “white left” on social media. Which is interesting, because even though China has its fair share of socialists and communists, they don’t have a direct equivalent to our liberal snowflakes. Most of the Chinese are still fiercely nationalistic and anti-immigrant, regardless of political affiliation. That country just doesn’t have a large population of politically correct, affluent liberals (presumably, they were all killed off during the Great Leap Forward). So what does this term mean to the average Chinese citizen?

It might not be an easy task to define the term, for as a social media buzzword and very often an instrument for ad hominem attack, it could mean different things for different people. A thread on “why well-educated elites in the west are seen as naïve “white left” in China” on Zhihu, a question-and-answer website said to have a high percentage of active users who are professionals and intellectuals, might serve as a starting point.

The question has received more than 400 answers from Zhihu users, which include some of the most representative perceptions of the ‘white left’. Although the emphasis varies, baizuo is used generally to describe those who “only care about topics such as immigration, minorities, LGBT and the environment” and “have no sense of real problems in the real world”; they are hypocritical humanitarians who advocate for peace and equality only to “satisfy their own feeling of moral superiority”; they are “obsessed with political correctness” to the extent that they “tolerate backwards Islamic values for the sake of multiculturalism”; they believe in the welfare state that “benefits only the idle and the free riders”; they are the “ignorant and arrogant westerners” who “pity the rest of the world and think they are saviours”.

"Baizuo" Is The New Derogatory Term Millions Of Chinese Are Using To Describe America’s "White Left" Regressive Liberals

 

Sexta-feira, 26 Maio 2017

A liberdade gay é maior do que a liberdade do cidadão normal

 

No texto, os deputados do Bloco de Esquerda sustentam que duas alunas da Escola Secundária de Vagos “terão sido vistas “a beijarem-se por uma funcionária da escola” e depois “chamadas à direcção da escola, onde terão sido informadas que não se podem beijar em público porque isso ‘incomoda pessoas’”.

“A actuação da direcção da escola visou especificamente a orientação sexual das alunas. Os alunos da Escola Secundária de Vagos realizaram hoje um protesto contra a homofobia e contra a presente situação em concreto”, expõem os deputados bloquistas, acrescentando que, “de acordo com relatos de alguns alunos e alunas, a polícia terá sido chamada e os estudantes ameaçados de processo disciplinar”.

Alunos de Vagos protestam contra “homofobia”, BE pede explicações

Vemos aqui em baixo um exemplo da “liberdade gay” na via pública.

liberdade-gay-web

Quarta-feira, 17 Maio 2017

A simbologia da “libertação” da mulher vale mais do que a vida de qualquer homem

 

An "extraordinary" Oxford University student who stabbed her ex-boyfriend in the leg may avoid jail as it would affect her career prospects, a judge has said.

Oxford student Lavinia Woodward ‘may avoid jail’ for knife attack

A estudante de medicina em Oxford, Lavinia Woodward, espetou uma faca da cozinha no seu namorado. O juiz inglês decidiu não lhe aplicar pena de prisão para não prejudicar os seus estudos de medicina.


Numa sociedade machista, como é a sociedade ocidental — machista, sexista, homofóbica, transfóbica, patriarcal, etc. —, temos que manifestar a nossa admiração por aquele juiz que, entre dois valores — uma faca espetada num homem, por um lado, e um curso superior de uma mulher, por outro lado —, escolheu o mais elevado, porque a ferida da facada acaba por sarar, ao passo que a interrupção do curso de medicina retiraria àquela mulher a hipótese de pertencer à futura elite da sociedade.

E mesmo que o namorado tivesse morrido em consequência da facada, ela não deveria ser presa, porque a simbologia da “libertação” da mulher vale mais do que a vida de qualquer homem.

Domingo, 14 Maio 2017

¿Por que é que o Salvador ganhou o festival da Eurovisão?

 

Há “coisas” que ajudam muito!

salvador-ganhou-web

Dantes era a t-shirt do Che; hoje é a t-shirt dos “refugiados” Maomerdas. É chique! Está na moda! Fica bem! Ajuda muito a ganhar a Eurovisão.

Quarta-feira, 10 Maio 2017

Os burros confundem “globalização”, por um lado, e “globalismo”, por outro lado

 

burro com oculos 300 webSão burros de propósito; burros voluntários, imbuídos de uma estupidez natural; temos hoje as elites culturais mais estúpidas de que há memória na História de Portugal.

Globalização” não é a mesma coisa que “globalismo — como pretendem dizer o André Azevedo Alves e um tal João Carlos Espada (ver ficheiro PDF, para memória futura). Burrice. Burros que pretendem enganar a populaça.

G. K. Chesterton escreveu: “Sem educação, encontramo-nos em um perigo mortífero e horrível que consiste em levar a sério as pessoas educadas”.

É urgente que o povo se eduque para que possa ver que os Alves e os Espadas deste país vão nus.

Macron e a esposa dele passaram férias no Algarve, no Verão de 1983

Filed under: Esta gente vota,França,Macron — O. Braga @ 1:18 pm

 

macron-e-esposa

 

Há dois escolhos da realidade que são intransponíveis: a diferença entre os sexos e a diferença entre gerações.

Terça-feira, 9 Maio 2017

O estúpido Adelino Maltez

 

“O analista político Adelino Maltez defendeu hoje à Lusa que a vitória de Emmanuel Macron nas presidenciais francesas revela uma inversão de ciclo político e dá oportunidade à Europa para "levantar a cabeça com entusiasmo".”

França/Eleições: Ciclo político na Europa inverteu-se – Adelino Maltez


O Maltez faz lembrar o padeiro que sai da padaria, apressado, e com a farinha da pá bem marcada nas costas, e berra para a mulher que está lá dentro: “E para a próxima vez levas mais!”

A Front Nationale tem vindo a subir a sua votação, eleição após eleição, e o burro do Maltez diz que “se inverteu o ciclo”. A Marine Le Pen foi à segunda volta das eleições presidenciais e conseguiu um recorde de 34% dos votos para um candidato da Front Nationale; e o estúpido diz “o ciclo político na Europa inverteu-se”.

Esta gente (a maçonaria) é tão miserável nos seus propósitos políticos, que irá chegar ao ponto de festejar uma qualquer vitória por 1% — de vitória em vitória, o burro do Maltez acelera para a derrota final.

Ainda iremos ver o “liberal” Maltez defender a sinificação do leviatão europeu.

Sexta-feira, 5 Maio 2017

#MulherNãoEntra : o que elas querem é só o “bem-bom”

 

Bangladesh sewer cleaner has to dive into liquid filth to claw out blockages

mulher-nao-entra-web
Quando uma feminista vier com a “cumbersa” do costume, diz-lhe para ela ir fazer o trabalho deste porco machista.

Quarta-feira, 3 Maio 2017

Como cancelar as subscrições por email dos blogues instalados em WordPress.com

Filed under: A vida custa,Esta gente vota — O. Braga @ 10:49 am

 

Este verbete é dedicado a pessoas com QI abaixo de 80 que subscreveram (voluntariamente, obviamente) a publicação deste blogue através de envio por email — ou seja, sempre que é publicado um novo artigo no blogue, é enviado uma notificação por email para o subscritor.

1/ se você tem um blogue no WordPress.com, visite o blogue que você pretende cancelar a subscrição e clique em “Unfollow” na barra superior do blogue.

2/ em alternativa, clique na ligação “unsubscribe” no rodapé de cada artigo do blogue, para cancelar a recepção de emails.

3/ se você não tem um blogue no WordPress.com, vá até ao seguinte sítio: http://subscribe.wordpress.com/ — e entre com o seu email (não precisa fazer “login”) e cancele a subscrição.

Boa viagem!

Terça-feira, 2 Maio 2017

Alexandre Costa, um burro que escreve no Expresso

 

Vejam o título de um artigo do Expresso escrito por um tal Alexandre Costa — ao que parece, feminista, homófilo, e anti-patriota.

burro-do-expresso-web

Hoje, quem não oferece o cu, é “homófobo”; quem é patriota, é “racista”; e quem não é efeminado e feminista, é “misógino”.

Página seguinte »

Site no WordPress.com.