perspectivas

Segunda-feira, 17 Janeiro 2022

A evolução da Esquerda

Filed under: A vida custa,Esquerda,Esta gente vota — O. Braga @ 6:39 pm

evolucao da esquerda web

Sábado, 15 Janeiro 2022

O Chico diz que “tomar a vacina é um acto de amor”

Filed under: A vida custa,papa Chico,papa-açorda,vacinas — O. Braga @ 6:38 pm
Tags:

acto de amor chico web

Terça-feira, 11 Janeiro 2022

A vida custa

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 6:52 pm

morreu atropelado web

A comunidade dos Amish demonstrou ser imune ao COVID-19

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 9:58 am
Tags:

comunidade amish covid19 web

Quinta-feira, 30 Dezembro 2021

A “Era Moderna”, em uma frase

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 10:43 am

A Era Moderna é essencialmente caracterizada pelo confronto entre dois tipos de pessoa: a que acredita em Deus; e a que acredita que é deus.

Quarta-feira, 29 Dezembro 2021

Marta Temido foi ao psiquiatra

Filed under: A vida custa,Esta gente vota — O. Braga @ 11:02 am
Tags:

marta temido no psiquiatra web

Terça-feira, 28 Dezembro 2021

Os nossos verdadeiros inimigos

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 10:36 am

robert f kennedy jr web

Segunda-feira, 27 Dezembro 2021

O estado a que isto chegou…

Filed under: A vida custa,Esta gente vota — O. Braga @ 9:17 pm

mascarada web

Moralidade e obediência

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 4:51 pm

moralidade e obediencia web

Sexta-feira, 24 Dezembro 2021

Votos de um Feliz Natal

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 8:53 am

natividade web

Quinta-feira, 23 Dezembro 2021

As “Teorias da Conspiração”

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 4:52 pm

teorico da conspiracao

Quarta-feira, 22 Dezembro 2021

Um bom exemplo do Argumentum Ad Verecundiam (ou falácia da autoridade)

Imaginem que alguém diz:

“O Cristiano Ronaldo usa combustíveis da marca SHELL nos seus carros, e por isso essa marca de combustíveis é a melhor do mundo”.

Temos aqui um exemplo do Argumento Ad Verecundiam  ou falácia da autoridade.

ad vericundiam web

O que é mais grave, nisto tudo, é o facto das elites ditas “intelectuais” (por exemplo, o José Pacheco Pereira, ou os jornaleiros nos me®dia) fazerem passar a ideia de que é perfeitamente normal que um matemático se pronuncie sobre epidemiologia.

Página seguinte »

%d bloggers like this: