perspectivas

Domingo, 17 Novembro 2013

Síria: Jihadistas decapitam comandante jihadista por engano

Filed under: Islamismo,Islamofascismo — orlando braga @ 8:10 am
Tags:

 

Islamisten enthaupten aus Versehen anderen Islamisten: „Wer arbeitet, macht Fehler“

 

 

Segunda-feira, 15 Julho 2013

A Universidade Católica de Lovaina vai formar imãs islâmicos

A Universidade Católica de Lovaina, na Bélgica, vai criar um curso de Teologia Islâmica no sentido de formar imãs muçulmanos que possam dirigir as mesquitas da Bélgica. Segundo o ministro socialista belga da Juventude e da Educação, trata-se de “uma etapa importante para a criação de um quadro académico para o Islão da Flandres”.

« À la rentrée 2014, le master « Religions du monde, dialogue interreligieux et études religieuses » proposé par l’Université catholique de Louvain comportera une nouvelle option de « théologie islamique ». C’est ce qu’a indiqué vendredi 12 juillet 2013 le ministre flamand de la jeunesse et de l’enseignement, Pascal Smet (socialiste), qui a présenté cette mesure comme « une étape importante dans la création d’un cadre académique pour l’islam en Flandre », rapporte le quotidien De Morgen . »

Eu não posso afirmar com certeza, mas a julgar pela tendência, a Universidade Católica de Lovaina irá brevemente abrir um curso de Religião Antropofágica do Bornéu e da Papua-Nova Guiné, para acomodar culturalmente os canibais imigrantes na Bélgica.

Quinta-feira, 11 Julho 2013

A estupidez da utopia do progressismo católico aliado ao Islamismo

Aconselho ao blogue Logos que leia, e que não se limite a transcrever textículos. Por exemplo, que leia este texto:

« A few days ago Daniel Pipes, director of the Middle East Forum, wrote an article, “Can Islam be reformed?”. As a good neoconservative, Pipes believes that Islamic culture will ultimately be able to adapt to western standards and that a reformed, reinterpreted version of Islam will emerge from the contacts with western democratic influences.

In his article, he expressly shows Islamic civilization in a very un-civilizational light: the issues in Islamic history are made to appear a variation on what happened in the history of other cultures, namely an endless sequence of wars and political upheavals, according to the classical pattern of rise and fall: the extremism that plagues the Islamic world is in fact a reaction to the decline of Islam since its golden age, and will wither away once a democratic, economically successful alternative has been offered; in this sense, the Islamist movement is not unlike communism and fascism, both ideologies cashing in on political and economic hardship.

Moreover, Islam is not all that different from Judaism and Christianity: both religions have in the past embraced views we would now find unacceptable: Islam can adapt to modernity like other religions have. Pipes concedes that Islam today poses many problems and not all of its tenets are very humane, but he believes that Islam could be, as it were, absorbed by the west. In his most recent commentary on the military coup in Egypt, he reiterated his view that Islamism is just an extremist political fraction vying for influence among the electorate, and that the majority of the population are moderate Muslims desperately in search of answers to the crisis of modernity. »

(Ler o resto)

A ideia segundo a qual o mundo islâmico passa por um processo histórico similar ao que passou o mundo do Cristianismo, é uma ideia não só de um absurdo anacronismo, mas é também uma estúpida ucronia. Quem pensa assim é estúpido. Literalmente estúpido. O blogue Logos merecia um pouco mais do que essa estupidez rasteira; e, quer o Blogue Logos queira ou não queira, este Papa Francisco I é um dos menos intelectualizados de sempre, e em toda a história da Igreja Católica.

Terça-feira, 9 Julho 2013

O Papa Francisco I incentiva a imigração islâmica na Europa

O lema deste Papa parece ser o seguinte: “cada cavadela, cada minhoca”.

Uma coisa é defender a protecção da vida dos imigrantes clandestinos; mas outra coisa, bem diferente, é incentivar a imigração islâmica e tecer loas ao maometanismo. E enquanto são assassinados, às mãos dos mouros e todos os dias, cristãos na Síria e no Egipto, este Papa exalta a epifania do Ramadão!

«The pope chose to visit Muslims on his first papal visit rather than Christian refugees from Syria or Egypt, who are victims of vicious Muslim violence. Furthermore, Francis believes more should be done to provide a “dignified life” for these mostly Muslim refugees, but does not explain. Does the Holy Father really believe it wise to accept even more Muslims in a de-Christianized Europe?

Finally, Pope Francis gives validity to Ramadan. This Muslim holy month celebrates the “revelation” of the Koran to Mohamed. This same Koran declares that Jesus is not the Son of God, didn’t suffer Crucifixion, and the Resurrection didn’t occur. St. Paul said that if Christ did not rise from the dead then our faith is in vain, yet Francis is providing legitimacy to a hostile, alien religion that openly declares that the Christian faith is not only vain, but blasphemous and sinful.»

A Revolutionary Pope Extends Greetings to Muslims in Lampedusa

ramadao-400-web.jpg

Um ‘ramadão’ é uma grande ‘ramada’

Sábado, 25 Maio 2013

Afinal, os desordeiros na Suécia não são portugueses…

Filed under: politicamente correcto — orlando braga @ 3:51 pm
Tags: , ,

“Following an announcement by the Stockholm chief of police that they were not going to fight the rioters, nationalists in Sweden began organizing patrols. Muslim immigrants, largely Somalians, have been rioting and setting fires since Sunday night.
Reports are being posted online that large numbers of young Swedish men are now patrolling Stockholm and battling with the Muslim rioters.
The Swedish media states that a large number of police mobilized to prevent “50 right-wing extremists” from patrolling the streets of Tumba, a suburb of Stockholm.
This picture is allegedly Swedish nationalists who gathered in Stockholm to patrol the streets, after the police chief admitted they were dong nothing to stop the riots.”

Swedish nationalists reportedly battling Muslim rioters

Sábado, 27 Outubro 2012

Os candidatos da Esquerda às eleições na Bélgica

Filed under: Europa,Islamismo — orlando braga @ 4:19 pm
Tags: ,


(more…)

Terça-feira, 5 Junho 2012

Medalhas para as mulheres francesas com mais filhos

Filed under: cultura,Europa,Islamismo — orlando braga @ 8:13 am
Tags: ,

“Anne-Marie Aubrun (huit enfants) et Horiya Zaknoune (douze enfants) ont reçu la médaille d’or. Nezha Charafi (cinq enfants) et Fatima Stittou (quatre enfants), ont eu droit à la médaille de bronze remise par les élus présents à la cérémonie.”

via Il y a des femmes qui font des enfants… : Le blog d'Yves Daoudal.

Quarta-feira, 10 Agosto 2011

Os turcos não esquecem a História, mas a Europa só vive no presente

A Turquia sempre negou o genocídio arménio, mas isso não impede que um alto político turco venha a terreiro exigir que a “islamofobia” seja considerada como um crime contra a humanidade.

Naturalmente que o turco não se referiu aos cerca de cem mil cristãos que são assassinados, em todo o mundo e todos os anos, às mãos dos islamitas; nem se lembrou a miserável condição feminina nos países islâmicos — para não falar na forma como os homossexuais são tratados nesses países. O turco apenas se serviu da tragédia perpetrada por Anders Behring Breivik para exigir ainda mais facilidade de imigração islâmica na Europa — naturalmente com o beneplácito da Esquerda mais radical.

Ainda estou para saber como é que o Bloco de Esquerda concilia, por exemplo, a sua defesa da livre imigração islâmica, por um lado, com a defesa dos direitos das mulheres, por outro lado; mas não vale a pena sequer tentar entender o Bloco de Esquerda.

Ao longo da História, os portugueses — com a única excepção, talvez, de José Sócrates, que apreciava particularmente os homens turcos, e até teve um “guarda-costas” turco — nunca se deram bem com os turcos. Onde existisse um português e um turco havia logo bordoada. E, pelo que se vê, a saga vai continuar.

Quinta-feira, 9 Dezembro 2010

Os judeus holandeses são bem-vindos a Portugal

Filed under: Política — orlando braga @ 5:05 am
Tags: , , ,



Tem sido notícia a existência de manifestações públicas na Holanda contra a presença de judeus naquele país, e com a presença de políticos e deputados (entre eles o líder do partido holandês VVD, Frits Bolkestein).

Queira Deus que a situação na Holanda acalme, mas se isso não acontecer, talvez possa existir uma oportunidade de os portugueses se redimirem da História, oferecendo a nossa conhecida hospitalidade (principalmente no norte de Portugal) aos judeus que entenderem por bem abandonar esse país cada vez mais islamizado.

Sexta-feira, 3 Dezembro 2010

A agenda política turca em relação à Europa

A Wikileaks cita o embaixador americano na Turquia, Eric Edelman, que escreveu ao governo americano a 30 de Dezembro de 2004:

«We have also run into the rarely openly-spoken — but widespread belief among adherents of the Turk-Islam synthesis — that Turkey’s role is to spread Islam in Europe, “to take back Andalusia and avenge the defeat at the siege of Vienna in 1683”, as one participant in a recent meeting at AKP’s main think tank put it.»

O partido AKP da Turquia é o partido político que está no Poder naquele país, e o partido que defende a entrada da Turquia na União Europeia. Enquanto que o Ocidente cristão se preocupa com o choque de civilizações, os turcos — e os islamitas em geral — promovem sem pudor esse mesmo choque de civilizações.

Sábado, 6 Novembro 2010

A França está metida numa carga de trabalhos islâmica

Para quem não a faz ideia do problema do Islamismo em França, aconselho a visualização de uma série de vídeos no seguinte local :

http://www.youtube.com/watch?v=7vuY0v7mt_E&feature=related

O problema islâmico “francês” chegou a um ponto tal que a comunidade islâmica local se dá ao luxo de ocupar ilegalmente várias vias públicas — por exemplo, a Barbés Boulevard, em Monmartre, pleno centro de Paris, e em outros pontos do centro da cidade —, fechá-las ao trânsito pedonal e automóvel sem autorização do município de Paris, para depois se realizar uma cerimónia religiosa colectiva do rito islâmico. Tudo isto é feito na via pública, não permitindo a circulação de pessoas e sem autorização do Estado francês. É caso para dizer que a França, com 9% de muçulmanos em relação à sua população total, está metida numa carga de trabalhos.

Segunda-feira, 18 Outubro 2010

Angela Merkel e a falência do multiculturalismo na Alemanha

« A chanceler alemã, Angela Merkel, lançou nova acha para a fogueira do debate em curso no país sobre a imigração e islamismo, avaliando que a tentativa de criar uma sociedade multicultural na Alemanha “falhou redondamente”. »

in Público

Eu sou insuspeito para falar de Angela Merkel; por várias vezes já escrevi aqui que ela é boçal e expliquei por quê. Não vale só dizer o que uma pessoa é; é necessário explicar porque é que ela é.
(more…)

Página seguinte »

The Rubric Theme Blog em WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 447 outros seguidores