perspectivas

Sexta-feira, 23 Setembro 2022

O Macron e a avó, no funeral da Rainha

Filed under: A vida custa,Esta gente vota,França,Macron — O. Braga @ 4:30 pm

Só lhes faltava irem vestidos com fatos-de-treino.

macron e a avó web

Domingo, 13 Fevereiro 2022

Emmanuel Macron vai ter morte macaca

Filed under: França,Macron — O. Braga @ 8:27 pm
Tags:

O que se está a passar em França — mas que é escondido pelos me®dia e jornaleiros portugueses — é inacreditável, em um Estado de Direito.

je me suis emmerde macron 500 web

Para que o leitor tenha a informação sobre a França que os me®dia escondem, siga os seguintes canais no Telegram:

Há mais canais que nos dão informação sobre o que se passa em França, mas através destes dois consegue-se a informação essencial. Saiba aqui como instalar o Telegram no seu computador.

paris-macron-web

Quinta-feira, 3 Fevereiro 2022

A estaurofobia judaica de Èric Zemmour

Filed under: França,laicismo — O. Braga @ 9:51 am
Tags:

zemmour laico web

Se Èric Zemmour for eleito presidente da república francesa, diz ele que irá proibir os cristãos franceses (que existem no país desde há mais de dois mil anos) de usar, na via pública, o crucifixo ao pescoço.

Sábado, 8 Janeiro 2022

Em França, os “emerdados” [de Macron] reagem

Filed under: França,Macron — O. Braga @ 5:23 pm

emerdados franceses web¿Como foi possível que a maioria do povo tenha chegado ao ponto de concordar com a ideia de o Estado ter legitimidade para poder injectar os cidadãos com os químicos que a elite quiser?

“A tirania é a perversão do igualitarismo, porque trata a esmagadora maioria dos cidadãos como igualmente insignificantes.”

→ Hannah Arendt

Sábado, 11 Dezembro 2021

Em França, a ciência é aquilo que a elite política quiser

Filed under: França,Macron,vacinas — O. Braga @ 10:36 am
Tags:

Em França, o Macron mandou fechar todas as discotecas, alegadamente por causa do COVID-19; mas os clubes de “swingers” (clubes onde se trocam casais) não foram fechados pelo Macron.

Por aqui podemos ver o Poder discricionário da elite política: a ciência é aquilo que a merda dos políticos quiserem.

clubes swingers web

Segunda-feira, 6 Dezembro 2021

Èric Zemmour: o homem da Direita francesa que meteu Marine Le Pen no bolsinho das moedas

Filed under: França — O. Braga @ 6:44 pm
Tags: ,

Èric Zemmour criou um partido político para o apoiar nas eleições à presidência francesa: o partido chama-se “Reconquista” (pesquisem a conotação histórica da palavra).

reconquista web

Marine Le Pen tem muitas virtudes, mas faltam-lhe os colhões…

eric-zemmour-finger-web

Quinta-feira, 30 Setembro 2021

O globalista Macron, a construção paulatina do leviatão da União Europeia, e a sovietização da política na Europa

Filed under: França,Globalismo,Macron,União Europeia — O. Braga @ 9:45 am

O estudante de 19 anos que atirou um ovo ao Macron (que desperdício!) na passada Segunda-feira, em Lyon, foi internado compulsivamente em um hospital psiquiátrico.

Paulatinamente, a Europa (e o Ocidente, em geral) cada vez mais se parece com a defunta URSS.

Putin certamente que se ri com estes idiotas globalistas — e o idiota euro-federalista Paulo Rangel deve andar feliz e contente com o exemplo do Macron.

macron-urss-psiquiatria-web

Quinta-feira, 23 Setembro 2021

A questão dos submarinos franceses cancelados pela Austrália, é uma grande treta do porco Macron

Filed under: Estados Unidos,França,Macron — O. Braga @ 8:10 pm
Tags:

  • Os submarinos franceses cuja compra foi cancelada pela Austrália, eram submarinos movidos a diesel / baterias.
  • Os submarinos vendidos pelos Estados Unidos à Austrália são submarinos movidos a energia nuclear, com uma autonomia incomensuravelmente maior do que os submarinos movidos a diesel.
  • Os Estados Unidos venderam os seus submarinos nucleares praticamente ao mesmo preço unitário dos submarinos a diesel franceses. Se eu fosse australiano, não hesitava um segundo em mudar de negócio.

Sexta-feira, 3 Setembro 2021

Macron; e a cidade de Marselha — “Capital Europeia da Cultura”.

Filed under: França,Globalismo,Macron — O. Braga @ 9:58 pm

macron-marselha-web

Macron, fotografado (em baixo)  na sua recente visita a Marselha — a alegada

Capital “Europeia” da Cultura.

macron-cultura-francesa-web

Sexta-feira, 13 Agosto 2021

O prometeanismo de Emmanuel Macron, o totalitarismo suave em França, e o abaixamento do QI da população

A França do Macron transformou-se em uma sociedade em que a elite política (a que está ligada a Macron) é presentista; tem o maior desprezo pelo passado (histórico), e revela (ironia do destino!) um sincretismo ideológico entre o globalismo neoliberal, por um lado, e o marxismo cultural, por outro lado (sinificação).

numeros-romanos-webTrata-se de um presentismo que vê no passado (na História) uma ameaça ao prometeanismo pós-religioso da sociedade que se pretende construir, controlada pelo globalismo neoliberal, em aliança tácita com uma certa minoria elitista, caceteira, autóctone e marxista.

Tanto os marxistas culturais como os globalistas (não confundir “globalismo” e “globalização”), acreditam que o mundo é feito pelo ser humano, e que nada lhe é dado, à partida. Esta ideia tem raízes em Francis Bacon.

Para o ser humano prometaico, o passado (histórico) não passa de uma colecção de crimes e de loucuras, e o mundo é a matéria-prima da conquista humana (futura) da perfeição — não existem limites para o destino/futuro do Homem, nem limites para a maleabilidade da Natureza Humana; e não existe uma dimensão trágica da vida humana.

Segundo a mente prometaica (que, basicamente, é, por assim dizer, uma versão alargada da mente revolucionária), o ser humano pode fazer, de si próprio, o que quiser e é, por isso, passível de se tornar perfeito; ou seja: partindo do pressuposto de que “o Homem é aperfeiçoável”, o prometaico conclui (ou infere) que “o Homem tem que se tornar perfeito” (trata-se de uma obrigação ontológica e moral que decorre de uma condição prévia).

Esta perfeição prometaica não é espiritual: é uma perfeição Hic et Nunc (aqui e agora), inerente ao mundo material (presentismo).

A libertação — para o prometaico Macron, por exemplo — é a conquista da felicidade imutável, permanente e total; em que os escolhos (culturais) provenientes do passado, e os inconvenientes existenciais (como, por exemplo, a morte, ou os conflitos inerentes à Natureza Humana) são banidos.

É o LIMITE, entendido no Absoluto Simples, que o prometaico rejeita — e não um qualquer pequeno “limite”, subordinado, e em particular.

(more…)

Segunda-feira, 9 Agosto 2021

O Macron vai obrigar os não-vacinados a andar com a sineta de leprosos

Filed under: França,Macron,vacinas — O. Braga @ 8:24 pm
Tags:

Tal como acontecia na Idade Média com os leprosos, Macron irá certamente obrigar os não-vacinados do COVID-19 a andar com uma sineta, para avisar os seres humanos puros e saudáveis da proximidade de outros, alegadamente impuros e pútridos.

Enquanto isso, um imigrante ilegal que tinha posto fogo na catedral de Nantes, não foi expulso do país — porque, a julgar pelo regime de Macron, é o povo autóctone francês que tem que ser reprimido e oprimido, e não os imigrantes ilegais. E esse mesmo imigrante ilegal ruandês, não sendo nem preso nem deportado, acabou por assassinar um Padre católico.

Para o Macron, o problema francês são os novos leprosos que andam  por aí sem sineta — porque a matança do povo e a destruição da sua  cultura antropológica, às mãos de imigrantes ilegais, não passa (para ele) de um dano colateral no esforço globalista de destruição sistemática do Estado-Nação.

sineta-do-leproso-web

Domingo, 9 Maio 2021

Em França, 1 nova mesquita é construída a cada 15 dias

Em França, 1 nova mesquita é construída a cada 15 dias; e uma igreja ou capela cristã é destruída nesse mesmo período de tempo.

Entretanto, a socialista Ana Catarina Martins escandalizou-se, no paralamento, quando André Ventura defendeu a ideia segundo a qual a imigração islâmica para Portugal deve ser evitada a todo o custo.

São estas as “socialistas feministas”.

mau-halito-islamico-web

Página seguinte »

%d bloggers like this: