perspectivas

Quarta-feira, 31 Agosto 2022

O totalitarismo endógeno do José Pacheco Pereira

Filed under: José Pacheco Pereira,vacinas — O. Braga @ 3:21 pm
Tags:

“O negacionismo é uma atitude política que deve ser tratada politicamente. Ele é um dos traços do actual populismo, que vive da desconfiança com os “poderosos”, incluindo os cientistas e o saber.”

José Pacheco Pereira, referindo-se à vacina do COVID-19 que não vacina nada nem ninguém.

O Pacheco chegou a defender o isolamento profiláctico dos não-vacinados e a sua restrição da liberdade, à semelhança do que está a acontecer na China comunista.

jpp-vesgo-web


Agora, vamos aos factos:

Mortes oficialmente reconhecidas devido à administração das vacinas tipo mRNA (“vacinas” que  não imunizam nada nem ninguém!), na União Europeia e até 29 de Novembro de 2021:

Moderna: 2.283 mortes confirmadas (ver ficheiro PDF)
PFIZER: 1.653 mortes, idem
AstraZeneca: 695 mortes, ibidem
Janssen:  284 mortes, ibidem

TOTAL: 4915 mortes confirmadas. 

Este número TOTAL refere-se apenas a mortes confirmadas pela burocracia da União Europeia — estima-se que os números reais de mortos sejam muito maiores.


Para informações diárias sobre as mortes devido às vacinas mRNA, é seguir o canal

https://t.me/Covid_Vaccine_Deaths_Worldwide

no Telegram.

Ficaria bem ao Pacheco uma retractação em relação à merda que escreveu.

Terça-feira, 15 Fevereiro 2022

El Fidelito Castro faz jus ao seu epíteto

Filed under: Canadá,Justin Trudeau,Sinificação,Trudeau,vacinas — O. Braga @ 2:15 pm
Tags:

¿Quem manda?! ¿Quem manda?! El Fidelito Castro!

left china already web

Quinta-feira, 10 Fevereiro 2022

A próxima luta da Esquerda Neanderthal: proibir o cidadão de respirar muito, para não gastar o ar

O raciocínio da Esquerda Neanderthal é o seguinte: o risco de apanhares uma miocardite (por exemplo, nos jogadores de futebol) não vem das vacinas de tipo mRNA que induzem uma imunodeficiência; em vez disso, a miocardite que venhas a sofrer é consequência de respirares muito, durante o dia: vais ter que respirar menos, para poupar o ar e salvar o planeta.

salvar o ar web

A imunização passou a significar “protecção “

“Imunização” vem de “imunidade” que, segundo o dicionário, significa: “propriedade de um organismo vivo que tem mecanismos de defesa contra determinados elementos, geralmente patogénicos, o que lhe permite, por exemplo, ficar isento de determinada doença.”

Porém, a Esquerda Neanderthal (aliada ao neoliberalismo plutocrata, globalista e transumanista), alterou a noção de “imunidade”, que passou a ser simples “protecção” biológica:

«… a definição de “vacinação” era “o acto de introduzir uma vacina no corpo para produzir imunidade a uma doença específica”, segundo as más línguas subversivas. Agora, a palavra “imunidade” foi alterada para “protecção”.»

foi o covid web

Quarta-feira, 9 Fevereiro 2022

Há gente que acredita muito na “ciência”

Filed under: Cientismo,vacinas — O. Braga @ 1:50 pm
Tags:

vendedor das muletas web

O FaceBook fez um “fact-check” ao British Medical Journal

Filed under: Ciência,Facebook,vacinas — O. Braga @ 10:29 am
Tags: ,

O FaceBook censurou um artigo do British Medical Journal acerca do COVID-19.

Diz o FaceBook que se tratou de um “fact-check”, em defesa da verdade e contra as “fake-news”.

Para o FaceBook, o British Medical Journal não é credível; o FaceBook prefere acreditar no João Bidé.

Não tarda nada, iremos ver o Polígrafo afirmar que a Ordem Dos Médicos de Portugal não tem autoridade para falar de medicina — e tudo isto invocando o Grande Babush Monhé.

vamos seguir a ciencia web

Terça-feira, 8 Fevereiro 2022

O Poder discricionário do General Alcazar, da República das Bananas da Madeira

Filed under: vacinas — O. Braga @ 9:37 pm
Tags: ,

general alcazar web

«O Governo da Madeira, de coligação PSD/CDS, reafirmou hoje que vai continuar a exigir teste antigénio negativo às crianças não-vacinadas contra a Covid-19 para participarem em actividades desportivas extra-curriculares, noticia a Agência Lusa hoje, 8-2-2022.

“Não vamos ceder. As crianças têm de ser vacinadas a bem da saúde pública e se não estiverem vacinadas têm de apresentar teste negativo para participar em actividades extra-escolares desportivas”, afirmou o chefe do executivo madeirense, Miguel Albuquerque. “E daqui não saímos”, reforçou.»

Sábado, 15 Janeiro 2022

O Chico diz que “tomar a vacina é um acto de amor”

Filed under: A vida custa,papa Chico,papa-açorda,vacinas — O. Braga @ 6:38 pm
Tags:

acto de amor chico web

Quinta-feira, 13 Janeiro 2022

O truque do negócio das vacinas

Filed under: vacinas — O. Braga @ 4:17 pm
Tags:

truque vacinal web

Quarta-feira, 12 Janeiro 2022

Covid-19: o governo de António Costa já está atento à próxima vaga

Filed under: vacinas — O. Braga @ 9:18 am
Tags:

proxima vaga socialista web

Terça-feira, 11 Janeiro 2022

A “lógica” covideira do Kosta

Filed under: vacinas — O. Braga @ 10:09 pm
Tags:

logica covideira do kosta web

Domingo, 9 Janeiro 2022

Não acreditem nisto: é uma Teoria da Conspiração e “fake news” (perguntem ao Polígrafo)

“Les chiffres sont là, tétus et implaccables : le Professeur Patrick Meyer de l’université de Liège démontre que la vaccination anti-Covid fait exploser la mortalité. Il a croisé pour ce faire les données sur les 18 pays européens.

La toxicité des vaccins utilisés ne fait à ce jour plus aucun doute : c’est un empoisonnement globale de la population qui est en cours avec des conséquences gravissimes dont l’observation n’en n’est qu’à ses débuts.

La poursuite de la vaccination devrait donc qualifiée d’homocide volontaire.”

teorista conspirativo webTrata-se de uma notícia falsa (perguntem ao Polígrafo) segundo a qual um professor da universidade de Liège demonstra que a vacinação contra o COVID-19 faz aumentar o índice mortalidade.

Em primeiro lugar, a universidade de Liège não existe (perguntem ao Polígrafo e ao monhé); nem sequer existe uma tal localidade chamada “Liège” (pura Teoria da Conspiração).

Em segundo lugar, não existe um tal “professor Patrick Meyer” da universidade de Liège — o Polígrafo informou-se já junto da universidade de Liège e verificou que não existe por lá um tal “professor Patrick Meyer”.

Esta notícia provém da extrema-direita (perguntem ao Polígrafo, ao José Pacheco Pereira e à Catarina Martins): só um fassista inventa uma estória de uma universidade que não existe e de um professor que não existe nos quadros de uma instituição tão importante como é a universidade de Liège.

Página seguinte »

%d bloggers like this: