perspectivas

Segunda-feira, 4 Julho 2022

O ecologismo progressista em uma imagem

Filed under: ecofascismo,ecofundamentalismo,Esquerda Neanderthal — O. Braga @ 9:13 am

ecologismo progressista web

Domingo, 5 Junho 2022

A RTP e o alarmismo escatológico e soteriológico do “Arrependei-vos!, vem aí o fim do mundo!”, alegadamente devido ao Aquecimento Global Antropogénico infanticida

É uma questão de tempo. Os actuais responsáveis pela RTP terão que ser julgados pelos tribunais; e se já não estiverem vivos, serão julgados pelos manuais de História, e serão a vergonha dos seus próprios descendentes.


“A estatística é a ferramenta de quem renuncia a compreender para poder manipular.”

Nicolás Gómez Dávila 


pordata fraude

E o mesmo se aplica à PORDATA, fundada pelo malogrado Alexandre Soares dos Santos que apoiou sempre e explicitamente a agenda política e ideológica da extrema-esquerda portuguesa, em uma aliança contra-natura entre a Esquerda Neanderthal e o grande capital.

Na PORDATA, as estatísticas conduzidas pela Esquerda Neanderthal são feitas propositadamente para enganar o povo português: a ideia propalada pela PORDATA segundo a qual as temperaturas em Portugal são hoje mais altas em 2,1 graus centígrados do que em 1970, é uma manipulação estatística escandalosa. E ninguém tem a coragem de vir a terreiro denunciar a desinformação que a PORDATA (assessorada pela RTP) veicula.

ecotop-web

Fascist Ecology: The "Green Wing" of the Nazi Party and its Historical Antecedents

Recordo que a PORDATA e a Fundação de Alexandre Soares dos Santos promoveram, em um passado recente, publicações de ideólogos da extrema-esquerda que defendiam a eutanásia, a legalização do infanticídio (na sequência das ideias de Peter Singer: por exemplo, Pedro Galvão que publicou um livrinho na Fundação do Alexandre Soares dos Santos, com o título “Ética Com Razões”, em que o autor do opúsculo defende a legalização do “aborto de uma criança já nascida”), o eugenismo, etc.


Um exemplo de manipulação estatística: a NASA diz que o continente antárctico está a perder 147 Gigatonnes de gelo por ano :
(1 Gigatonne = 1 mil milhões de metros cúbicos).

Naturalmente que esta notícia alarma os povos do mundo; e o Carlos Fiolhais (do Rerum Natura)  fica orgulhoso por (alegadamente) ter razão.

Porém, acontece que a Antárctida tem estimados 27 milhões de Gigatonnes de gelo — o que significa que a actual perda anual de gelo é de 0,0005%, e o que significa que a Antárctida ficará sem gelo daqui a 200.000 anos…! — e isto se o misantropo Carlos Fiolhais tiver razão quando diz que o Aquecimento Global Antropogénico é inevitável e perene, enquanto existirem seres humanos no planeta!

Nos Estados Unidos, ¼ dos casais sem filhos diz que não tem filhos por causa do Aquecimento Global Antropogénico — e o misantropo Carlos Fiolhais esfrega as mãos de contente!

Estes ideólogos radicais não são pessoas de bem, e terão que ser julgados em juízo de Direito, por fraude e alarme social.

Quinta-feira, 14 Abril 2022

Vem aí uma recessão económica na zona Euro. E quem se lixa é o mexilhão.

Filed under: ecofascismo,ecofundamentalismo,economia política,Globalismo — O. Braga @ 10:31 am

Com uma recessão económica na zona Euro, toda a gente vai perder — incluindo os países da OPEP.

O aumento do preço do petróleo já vinha de antes da invasão da Rússia à Ucrânia: a Esquerda, na União Europeia (que inclui os partidos sociais-democratas e mesmo o partido da “direitinha” de Angela Merkel ), conseguiu guindar artificialmente o preço do Brent para os 100 US Dollars o barril — este é o preço “fetiche” do petróleo preconizado pelos antónios guterres deste mundo…

O Brent teve um aumento de 28% desde há três meses (ainda não havia guerra)… um aumento de 61% no último ano (ainda não havia guerra)…e apenas 1% no último mês (depois da invasão russa da Ucrânia). Portanto, os grandes aumentos do crude já se verificavam antes da guerra na Ucrânia.

Os actuais preços dos combustíveis (nas bombas) são artificiais, ou seja, foram criados e fomentados pela elite globalista que controla os Estados.

Por outro lado, a chamada “bazuca” da União Europeia (mais "Quantitative Easing" na zona Euro) soma-se à inflação natural causada pelo aumento artificial dos preços dos combustíveis. A elite globalista está a f*der o nível de vida dos povos da Europa, causando propositadamente uma inflação cujas consequências são difíceis de quantificar neste momento, e com o intuito de potenciar mais-valias e sacar da economia à fartazana.

O resultado da sobreposição da inflação causada pelo aumento artificial dos combustíveis + a inflação propositada causada pelo "Quantitative Easing" brutal (a “bazuca” europeia), é uma recessão que se aproxima.

Tomem nota. Vem aí uma tempestade perfeita. E quem se lixa é o mexilhão.

Sexta-feira, 25 Março 2022

O futuro rosa e os “amanhãs que cantam” da energia verde: o ecologismo esquerdopata que demonstrou ser ruinoso para a sociedade

O Henrique Sousa escreve acerca “Da traição alemã com a Rússia”, que serve de premissa para este verbete.


Esquerda Neanderthal web

Perante uma falsa emergência climática, que alegadamente pretende “salvar o planeta” mas que, em boa verdade, apenas pretende acabar com a liberdade económica (e com a liberdade em geral), os políticos de quase todos os países europeus adoptaram uma política energética demencial, penalizando as energias nuclear e fóssil, mentindo aos seus povos acerca de uma putativa “energia verde” que não só é mais instável e prejudicial para os interesses geo-estratégicos do continente europeu (que se vê, assim à mercê de tiranos como Putin), mas que é também muitíssimo mais cara. (more…)

Segunda-feira, 29 Novembro 2021

Não tarda muito, e os peixes irão ser considerados “sensientes”

Filed under: ecofascismo,ecofundamentalismo — O. Braga @ 7:19 pm

A agenda política minoritária dos vegetarianos e dos Vegan avança: no Reino Unido, os moluscos e os crustáceos marinhos são considerados “sensientes”, e por isso, passam a ser protegidos por lei.

sensientes web

O consumo de polvo, lagosta, caranguejo, etc., poderá ser proibido no futuro próximo.

Sexta-feira, 22 Outubro 2021

João Pedro Matos Fernandes para a cadeia, já !!!

Filed under: animalismo,Aquecimentismo,ecofascismo,ecofundamentalismo — O. Braga @ 6:43 pm

Domingo, 17 Outubro 2021

O exemplo da política “ecológica” alemã que Portugal devera seguir: meia dúzia de bicicletas e “um mundo melhor”

A cidade alemã de Berlim é controlada politicamente pelo partido ecologista “Die Gruenen”, que resolveu mandar cortar 61 árvores de uma determinada rua da cidade, com o intuito de ali construir uma pista “ecológica” para bicicletas.

Depois de os “ecologistas” mandarem cortar as árvores, chegaram à conclusão de que não era necessário construir a pista para as bicicletas.

rua conde de avranches web

Ora, este é um bom exemplo que o Rui Moreira deveria seguir na cidade do Porto: não há nada mais “ecológico” do que cortar as árvores das ruas da cidade para construir pistas de ciclismo achinesadas por todo o lado.

Por exemplo, o ecologista Rui Moreira destruiu a beleza da rua Conde de Avranches, no Porto, para construir uma ciclovia por onde passam meia dúzia de bicicletas por dia! “Seis bicicletas por dia, e um mundo melhor …!”

O caso Selminho transformou o Rui Moreira em um “ecologista”, da noite para o dia. Ele há milagres do diabo…!

rua conde de avranches ecologica web

Quarta-feira, 31 Julho 2019

A hipocrisia das palhinhas de plástico dos restaurantes de hambúrgueres McDonalds

mcdonalds-palhinhasHá muito tempo que não eu não entrava num restaurante McDonalds; hoje entrei e pedi um hambúrguer e uma cola zero.

Quando me sentei para comer, verifiquei que o copo (de plástico) com a coca-cola, não trazia a necessária palhinha (de plástico).

Fui ao balcão pedir a palhinha, e disseram-me que o McDonalds já não fornece a palhinha aos clientes (porque a palhinha pode furar um olho a uma tartaruga marinha). Mas, diz-me a funcionária, que eu posso ir buscar uma palhinha “ali ao lado do micro-ondas”.

Ou seja, o McDonalds não fornece palhinhas de plástico (porque a palhinha pode furar o olho-do-cu de uma marmota), mas podemos ir buscar a palhinha (que o McDonalds não fornece) “ali ao lado do micro-ondas”.

Em suma: por um lado, o McDonalds não fornece palhinhas; mas, por outro lado, o McDonalds fornece palhinhas.

Note-se que a cadeia de fast-food McDonalds simboliza o píncaro do sistema capitalista. Ora, é esta hipocrisia “ecologista”, oriunda da Esquerda mais radical, que é adoptada religiosamente pelos herdeiros do capitalismo americano.

Quarta-feira, 23 Janeiro 2013

Um exemplo concreto do fanatismo da teoria do Aquecimento Global

Eu guardei este verbete em PDF, não vá o autor da “notícia” eliminá-la. O verbete é importante porque nos dá uma ideia da irracionalidade da teoria do aquecimento global.

Greenland Meltdown Devastation   Real Science web

A “notícia” diz-nos que, “de acordo com a NASA, a Gronelândia perdeu 85% do seu gelo este Verão, pressagiando um aumento do nível do mar. E depois, acrescenta: “Podemos ver a evidência disso em Nova Jersey, onde os satélites mostram que o nível do mar baixou dois centímetros desde que o derretimento sem precedentes ocorreu”.

A pessoa que escreveu aquilo não se deu conta da contradição: o fanatismo da teoria do Aquecimento Global é de tal forma que até aquilo que, em si mesmo, é contraditório, adquire um significado lógico e inteligível.

Sábado, 29 Dezembro 2012

Os “crimes contra as gerações futuras”

É preciso ter muito cuidado com os intelectuais em geral, mas com os de Esquerda em particular.

É sabido, por este exemplo, que a Esquerda (intelectual) é contra a pena-de-morte em relação aos crimes de sangue, incluindo os assassinos em série; mas, por outro lado, é a favor da pena-de-morte para as pessoas que negam o aquecimento global. E o mais interessante é o conceito escatológico de “crimes contra as gerações futuras” que justifica a pena-de-morte para os negacionistas do apocalipse “aquecimentista”.

Para a Esquerda, a noção de “probabilidade” é irrelevante. A Esquerda tem certezas. Trata-se de uma fé imanente, porque só a fé tem certezas. Por exemplo, neste texto de Galopim de Carvalho:

“Posteriormente a esta crise de frio, a temperatura do planeta subiu para os níveis actuais e vai continuar a subir, agora potenciada pelas emissões antropogénicas do dióxido de carbono e dos outros gases com efeito de estufa.”

Este “vai continuar a subir”, do Galopim, é uma certeza, e não uma probabilidade. É uma fé. Ou melhor: é uma fézada. Se fosse uma probabilidade, o “vai continuar a subir” seria objecto de discussão científica; mas tratando-se de uma certeza, transforma-se em dogma que pode justificar, para alguns, a pena-de-morte para os hereges. Não se trata de ciência: em vez disso, é uma espécie de religião.

O mais extraordinário é que o Galopim constrói, em primeiro lugar, um discurso acerca das variações térmicas do planeta ao longo de centenas de milhares de anos — ou seja, ele parte de uma certeza acerca do passado —, reconhecendo que as temperaturas globais estão sujeitas a mudanças que não dependem do Homem. Mas nem reconhecendo que as mudanças climáticas foram, no passado, imprevisíveis e independentes do Homem, ele não deixa de ter a certeza de que a temperatura “vai continuar a subir” por culpa do Homem. Trata-se de um novo tipo de “pecado original” que fundamenta uma nova religião imanente e escatológica.

merdia-aquecimentista

Em ciência, mesmo que os dados do passado — as estatísticas — estejam correctos, em princípio nada nos garante que exista uma probabilidade de 100% — a tal “certeza” — de que os mesmos fenómenos verificados pela estatística ocorrerão no futuro. Embora o universo tenha sido concebido com grande estabilidade física, a ponto de ser possível a construção de leis (da natureza) por parte da ciência, essa estabilidade física não é total nem absoluta, e por isso nada nos garante que todos os dados da natureza tenham sido descobertos pelo Homem, por um lado, e por outro lado, nada nos garante a 100% que as próprias leis da ciência não tenham que ser alteradas no futuro.

Segundo cálculos efectuados por eminentes matemáticos, a probabilidade de o planeta Terra deixar de orbitar o Sol e passar a orbitar uma outra estrela do universo não é de Zero. Ou seja, não existe a certeza de que o planeta Terra não possa ser sujeito a um salto quântico e passe para a órbita da estrela Sírius, por exemplo. E no entanto, Galopim tem a certeza de que “a temperatura do planeta vai continuar a subir por culpa do Homem”, enquanto outros intelectuais concebem os “crimes contra as gerações futuras” que justificam a pena-de-morte.

Sexta-feira, 21 Dezembro 2012

Religiões imanentes: a cientologia, os extra-terrestres e o aquecimento global

Yes. Surely we can do better in protecting today’s children from random acts of violence. But surely we can also do better in protecting tomorrow’s children from suffering that, however distant and theoretical it may seem to us now, will yield just as many broken lives and broken hearts.

via Newtown: Tragedy, empathy, and growing our circle of concern | Grist.

No Canal História passa diariamente um programa sobre extra-terrestres, que eu penso ser subsidiado por uma religião imanente: a cientologia. A coisa funciona mais ou menos assim:

1/ ¿Você acorda todas as manhãs? Só pode ser devido à influência dos extra-terrestres! Segundo os teóricos da ciência dos extra-terrestres, os extra-terrestres modificaram o genoma humano de forma a que o Homem pudesse acordar todas as manhãs.”

2/ Segundo os teóricos da ciência dos extra-terrestres, Jesus Cristo foi um extra-terrestre que viajou numa nave espacial depois de ter sido crucificado. A imagem e o simbolismo cristãos da ressurreição de Jesus Cristo é apenas fruto da ignorância humana.”

3/ Segundo os teóricos da ciência dos extra-terrestres, a torre Eiffel em Paris não foi construída por Gustavo Eiffel: trata-se de um disfarce da política dominante para esconder a verdade acerca dos extra-terrestres. Em vez disso, a torre Eiffel foi construída por extra-terrestres para servir de ponto de referência física para as viagens inter-galácticas dos extra-terrestres.”

E por aí afora. Tudo o que existe tem a ver com extra-terrestres.

De um modo semelhante, o ecofascismo — ou “aquecimentismo”; são sinónimos — é uma religião imanente. É assim, por exemplo que a causa do recente massacre da cidade americana de Newton é atribuída pelos ecofascistas ao aquecimento global.

Domingo, 28 Outubro 2012

Com o Pernalonga no Poder, surgiu uma nova geração yuppie

“O constante aumento do preço dos combustíveis de origem fóssil e o agravamento do efeito estufa são oportunidades que os empresários devem agarrar para investir nas tecnologias verdes, como os painéis fotovoltaicos, turbinas eólicas, mas também redes inteligentes de informação e comunicação.”

via Pedro Norton de Matos: 'O actual modelo de crescimento está falido' – Vida – Sol.

Quando Francis Fukuyama decretou o “Fim da História” com a vitória final do Neoliberalismo de Hayek — tal como Karl Marx já o tinha feito antes com a “vitória final” do comunismo marxista —, foi também o tempo em que Cavaco Silva foi primeiro-ministro; e incentivada por este, surgiu a geração dos “homens de sucesso”. Foi essa geração que logo a seguir escavacou Portugal, seguindo o modelo dos yuppies americanos que escavacaram a Bolsa de Nova Iorque em finais da década de 1990.
(more…)

Página seguinte »

%d bloggers like this: