perspectivas

Terça-feira, 15 Novembro 2022

O investigador do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar da Universidade de Aveiro, José Castanheira, e o investigador do Instituto Dom Luiz da Universidade de Lisboa, Pedro Matos Soares

Filed under: Aquecimentismo,aquecimento global antropogénico,Globalismo — O. Braga @ 7:35 pm

Convém avisar o Carlos Fiolhais (o cacique-mor da “investigação”) de que é preciso recomendar o reforço da verba do Estado despendida com estes dois “investigadores”; aliás, sou de opinião de que o Orçamento de Estado deve canalizar dinheiro em barda para estas duas criaturas — porque são cães que conhecem o dono.

A um cão que conhece o dono, não deve faltar nada.

A ideia segundo a qual “o CO2 é poluente”, revela o “peseteiro” que há em um determinado “investigador”. E a ideia segundo a qual “quanto mais CO2 na atmosfera, maior é o Aquecimento Global”, revela a filha-da-putice de quem se serve da ciência para fundamentar uma ideologia política.

“Investigadores” como o José Castanheira ou/e o Pedro Matos Soares venderam a alma ao diabo.

co2-concentration web

E enquanto os “investigadores”, pagos a peso de ouro para mentir ao povo, tratam de manter viva a narrativa do “Aquecimento Global Antropogénico”, realiza-se (desde há dois anos) a maior transferência de riqueza para os super-ricos globalistas registada na História.

Governos, os me®dia, as agendas políticas de tecnocratas globalistas e de multinacionais são apresentadas (pelos me®dia) como sendo “virtuosas” e “progressistas”, escondendo um roubo massivo aos povos do mundo que lança para a miséria muitos milhões de pessoas mais pobres do planeta — e tudo isto em nome do “progresso”, como aconteceu recentemente (por exemplo) no desastre “ecologista” no Sri Lanka, e como está a acontecer na perseguição governamental globalista aos agricultores na Holanda.

Só assim se justifica a presença de Klaus Schwab (o líder do "World Economic Forum", de Davos) na cimeira do G20 — ele que não representa nenhum governo de qualquer país do mundo.

klaus schwab g20 web

Queremos reduzir o carbono, diz a Greta

Filed under: Aquecimentismo,aquecimento global antropogénico — O. Braga @ 6:14 pm
Tags:

greta tu es o carbono-web

Terça-feira, 13 Setembro 2022

Vem aí o fim-do-mundo, devido às “mudanças climáticas”! Arrependei-vos!

Hoje está a chover muito; é das “mudanças climáticas”. E passaram-se os últimos meses sem chover — o que se deve também às “mudanças climáticas”.

Se chove, é “mudanças climáticas”; se não chove, é “mudanças climáticas”. Se cai granizo, é “mudanças climáticas”; se cai neve, é “mudanças climáticas”.

Se faz frio, é “mudanças climáticas”; se faz calor, com certeza que é das “mudanças climáticas”.

Esquerda Neanderthal web

Se o monhé Kosta anda de caganeira, é das “mudanças climáticas”; se anda mal-disposto, é das “mudanças climáticas; se diz asneiras, é das “mudanças climáticas. O monhé está sempre desculpado.

Se a Catarina Martins diz que cidade de Almada vai ficar totalmente submersa devido ao derretimento dos aicebergues, é das “mudanças climáticas”.

gelo-polos-web

É tudo a “ciência” das “mudanças climáticas”, com a chancela “científica” do Carlos Fiolhais.

A luta continua! Abaixo o capitalismo!

Sexta-feira, 10 Junho 2022

As classes médias das nações são consideradas inimigas pela elite política da União Europeia #WEF #EU

O parlamento europeu “decretou” (no dia 8 de Junho passado) que, a partir do ano 2035, acabará a produção de automóveis com motor de combustão (gasolina, diesel e híbridos) no espaço da União Europeia.

Esquerda Neanderthal web

(more…)

Terça-feira, 7 Junho 2022

As “elites” pretendem que os cidadãos percam mobilidade

electric-car

Conta-se aqui a história de duas americanas que resolveram fazer a viagem de Nova Orleães a Chicago (cerca de 1500 quilómetros) em um carro eléctrico de última geração (um Kia EV6 novinho em folha).

Kia-EV6-web

A maioria dos carregadores de baterias disponíveis, ao longo da viagem, demoram 8 horas a carregar; os carregadores mais modernos e mais rápidos (que são poucos) demoram, ainda assim, 3 horas a carregar as baterias do carro.

Durante a viagem de 4 dias, as duas mulheres passaram mais tempo a carregar baterias do carro do que a dormir e a comer.

Uma viagem destas, realizada em um carro eléctrico, é um pesadelo; mas é isto que as “elites” (que viajam em aviões privados) nos querem impingir.

Domingo, 5 Junho 2022

A RTP e o alarmismo escatológico e soteriológico do “Arrependei-vos!, vem aí o fim do mundo!”, alegadamente devido ao Aquecimento Global Antropogénico infanticida

É uma questão de tempo. Os actuais responsáveis pela RTP terão que ser julgados pelos tribunais; e se já não estiverem vivos, serão julgados pelos manuais de História, e serão a vergonha dos seus próprios descendentes.


“A estatística é a ferramenta de quem renuncia a compreender para poder manipular.”

Nicolás Gómez Dávila 


pordata fraude

E o mesmo se aplica à PORDATA, fundada pelo malogrado Alexandre Soares dos Santos que apoiou sempre e explicitamente a agenda política e ideológica da extrema-esquerda portuguesa, em uma aliança contra-natura entre a Esquerda Neanderthal e o grande capital.

Na PORDATA, as estatísticas conduzidas pela Esquerda Neanderthal são feitas propositadamente para enganar o povo português: a ideia propalada pela PORDATA segundo a qual as temperaturas em Portugal são hoje mais altas em 2,1 graus centígrados do que em 1970, é uma manipulação estatística escandalosa. E ninguém tem a coragem de vir a terreiro denunciar a desinformação que a PORDATA (assessorada pela RTP) veicula.

ecotop-web

Fascist Ecology: The "Green Wing" of the Nazi Party and its Historical Antecedents

Recordo que a PORDATA e a Fundação de Alexandre Soares dos Santos promoveram, em um passado recente, publicações de ideólogos da extrema-esquerda que defendiam a eutanásia, a legalização do infanticídio (na sequência das ideias de Peter Singer: por exemplo, Pedro Galvão que publicou um livrinho na Fundação do Alexandre Soares dos Santos, com o título “Ética Com Razões”, em que o autor do opúsculo defende a legalização do “aborto de uma criança já nascida”), o eugenismo, etc.


Um exemplo de manipulação estatística: a NASA diz que o continente antárctico está a perder 147 Gigatonnes de gelo por ano :
(1 Gigatonne = 1 mil milhões de metros cúbicos).

Naturalmente que esta notícia alarma os povos do mundo; e o Carlos Fiolhais (do Rerum Natura)  fica orgulhoso por (alegadamente) ter razão.

Porém, acontece que a Antárctida tem estimados 27 milhões de Gigatonnes de gelo — o que significa que a actual perda anual de gelo é de 0,0005%, e o que significa que a Antárctida ficará sem gelo daqui a 200.000 anos…! — e isto se o misantropo Carlos Fiolhais tiver razão quando diz que o Aquecimento Global Antropogénico é inevitável e perene, enquanto existirem seres humanos no planeta!

Nos Estados Unidos, ¼ dos casais sem filhos diz que não tem filhos por causa do Aquecimento Global Antropogénico — e o misantropo Carlos Fiolhais esfrega as mãos de contente!

Estes ideólogos radicais não são pessoas de bem, e terão que ser julgados em juízo de Direito, por fraude e alarme social.

Segunda-feira, 23 Maio 2022

¿O Carlos Fiolhais será o próximo CEO do Banco inglês HSBC?

Eu fiquei admirado ao saber que o coimbrinha Carlos Fiolhais não tinha sido convidado para a cimeira da "World Economic Forum" que decorre neste momento — porque o Carlos Fiolhais “encaixa” ideologicamente na agenda política da plutocracia globalista.

hsbc

Quarta-feira, 18 Maio 2022

Ursula von der Leyen e o “offshore wind”


Vemos, aqui em baixo, um gráfico da rede eléctrica da Alemanha.

O chamado “offshore wind”, ou “vento do mar”, é a fonte de energia mais cara que existe, e é a menos útil para uma rede eléctrica.

Vemos, no gráfico (clica, para aumentar a imagem), e a azul mais escuro em baixo, a produção alemã do “offshore wind” ou “vento do mar”.

Aumentar o “vento do mar” é aumentar a sua inutilidade.

wind offshore web

Quinta-feira, 12 Maio 2022

O coimbrinha Carlos Fiolhais, amigo do Putin; e o alegado Aquecimento Global Antropogénico

E ele a dar-lhe. Gente como o Carlos Fiolhais é responsável pelo pânico energético que, por exemplo, encorajou a invasão da Ucrânia por parte de Putin.

Os próceres do capitalismo reúnem-se periodicamente em Davos (Suíça) para determinar, com uma exactidão matemática, quantos graus vai subir a temperatura do planeta se não voltarmos todos ao tempo das cavernas.

Os próceres do capitalismo reúnem-se periodicamente em Davos para determinar, com uma exactidão matemática, quantos graus vai subir a temperatura do planeta se não voltarmos todos ao tempo das cavernas.

Seria estúpido alguém dizer que o Carlos Fiolhais não sabe disto; claro que sabe: e é cúmplice.

Os filhos-de-puta que inventaram o mito das “mudanças climáticas”, cujas consequências imediatas são a criação de impedimentos ao desenvolvimento dos países mais pobres do mundo, já conseguiram os seus objectivos. E Carlos Fiolhais faz parte desse grupo.

Enquanto os países pobres — em África, por exemplo — têm que voltar ao paleolítico porque os próceres do capitalismo globalista exigem que utilizem “energias verdes”, são esses amigos plutocratas do Carlos Fiolhais que, em nome de um método cientificista dogmatizado, conseguem prever com uma exactidão divina quantos graus vai subir a temperatura do planeta nos próximos séculos. (more…)

Sexta-feira, 18 Março 2022

O aquecimentismo e a manipulação me®diática

greta judith web

Visite o blogue de Judith Curry em https://judithcurry.com/

Segunda-feira, 14 Março 2022

O carro eléctrico é um roubo mascarado com muitas pretensas virtudes

Filed under: Aquecimentismo,aquecimento global antropogénico — O. Braga @ 10:42 am

¿ Quanto custa a substituição da bateria de um carro eléctrico?

carros electricos china webPor exemplo, a bateria para o novo modelo do Volkswagen Golf eléctrico custa 20.000 Euros — mais ou menos o mesmo preço da bateria para um Tesla 5.

O novo modelo Volkswagen E-Golf, comprado novo, custa cerca de 35.000 Euros; ou seja, o custo da substituição da bateria, no caso do novo E-Golf, é superior à metade do custo do carro eléctrico novo.

¿Quanto tempo dura uma bateria para o novo modelo do E-Golf ?

Segundo os fabricantes, uma bateria para um carro eléctrico dura (salvo excepções, que podem ser mais que muitas) pelo menos (dizem eles) 8 anos ou 100.000 quilómetros.

Ou seja, ao fim de 8 anos ou de 100.000 quilómetros, a probabilidade de o consumidor gastar metade do valor do carro novo, na compra de uma nova bateria, é muito grande.

Em contraponto, se eu comprar um VW Golf com motor a diesel, este carro pode perfeitamente durar 20 anos sem que o motor tenha qualquer tipo de problema.

E mais: ao fim de 20 anos, rectifico o motor (gasto cerca de 2.000 Euros na rectificação de um motor a diesel) e tenho um carro para mais 10 anos….

O carro eléctrico é um grande negócio para os fabricantes de automóveis, mas é um péssimo negócio para os consumidores.

O carro eléctrico é um roubo mascarado com muitas pretensas e alegadas virtudes.

Quarta-feira, 16 Fevereiro 2022

Vais comer merda, e depois vais agradecer

Filed under: aquecimento global antropogénico,Globalismo,União Europeia — O. Braga @ 4:55 pm

comer grilos web

ditadura democracia web

Página seguinte »

%d bloggers like this: