perspectivas

Terça-feira, 8 Julho 2008

A “liberalização” do mercado da energia em Portugal

Filed under: economia — O. Braga @ 6:46 pm
Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Deste texto (link), podemos inferir o seguinte:

  1. A evolução do Euro face ao dólar não justifica os aumentos inusitados e exagerados dos preços dos combustíveis em Portugal.
  2. A privatização da GALP e da EDP, realizadas durante o governo do lacaio Durão Barroso por imposição absolutista do Directório da União Europeia, fez com que o capital das duas empresas portuguesas estejam hoje nas mãos de estrangeiros que se estão borrifando para os problemas do Tuga;
  3. De 2002 a 2004 ― e depois da privatização e durante o governo do lacaio Durão Barroso ― os lucros da EDP e da GALP aumentaram em 72%;
  4. De 2004 a 2006 ― durante o governo do lacaio José Sócrates ― os lucros da EDP e da GALP aumentaram 120%.
  5. O lacaio europeísta José Sócrates prepara-se para dar de mão beijada aos estrangeiros do Directório uma outra empresa portuguesa, a REN, que é uma empresa estatal rentável, que entre 2003 e 2006 deu um lucro de 500 milhões de Euros, num aumento de lucros na ordem dos 430% e que beneficiaria o Estado português que nos diz que não tem dinheiro para a Saúde, para a Justiça e para Educação.
  6. Portugal transformou-se no El Dorado da exploração energética estrangeira desenfreada, sem medida ética, à custa de um dos povos mais pobres da Europa a 27 e o mais pobre da Europa a 15.
  7. De 2002 a 2008, Portugal foi o único país da OCDE e da UE que sofreu uma baixa de remuneração salarial média per capita.
  8. Sendo os mais pobres da UE a 15, os portugueses pagam mais 18% do que a média dos preços da electricidade vigente na União Europeia e mais 9% da média dos preços do gás na UE a 15.
    É um “fartar, vilanagem!”
  9. Em 1999, antes da liberalização do mercado energético e da submissão canina portuguesa às regras do Euro, os preços dos combustíveis em Portugal eram mais baixos do que os da média europeia; em 2008, acontece o contrário.

Conclusão: estamos tramados.

2 comentários »

  1. Está visto que nos comem a papa na cabeça e não temos como reagir. Mas é preciso reagir. Desmascará-los para que saibam que sabemos.

    Gostar

    Comentar por Henrique — Quarta-feira, 9 Julho 2008 @ 6:10 am | Responder

  2. A solução é só uma, livramo-nos da mafia de Bruxelas e Frankfurt.
    Com a adesão à então CEE Porugal ficou à beira do abismo.
    E com a adesão à moeda única (vulgo Euro) deu um grande salto em frente…

    Gostar

    Comentar por O Raio — Quinta-feira, 10 Julho 2008 @ 11:29 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: