perspectivas

Terça-feira, 30 Novembro 2021

O livro do Anselmo Borges

Filed under: Anselmo Borges,Bergoglio,Igreja Católica,papa Chico,papa-açorda — O. Braga @ 9:49 pm

Reparem bem no argumentário do Anselmo Borges no panegírico do papa Bergoglio, e na crítica à Igreja Católica tradicional:

“Mas é necessário reconhecer que Francisco tem alguns poderosos adversários, que se lhe opõem por causa de nomear mulheres para lugares das decisões no topo da Igreja, de abrir a possibilidade da comunhão para os recasados, da aceitação dos homossexuais… Há quem continue a insistir na Missa em latim e de costas para o povo…

Aqui chegados, permita que lhe diga que, perante a gravíssima crise da igreja – os números de abandono da Igreja e da fé, concretamente na Europa, são dramáticos -, é urgente uma reforma funda, diria mesmo uma revolução, para voltar ao início, à Igreja dos começos”.

A crise da Igreja Católica não foi provocada pela ciência, ou pela História, mas sim pelos me®dia.


É claro que este tipo de argumentos é apoiado pelos me®dia que são, na sua essência, laicistas, materialistas e mesmo anti-religiosos. A crise da Igreja Católica não foi provocada pela ciência, ou pela História, mas sim pelos me®dia. O progressismo católico (do Anselmo Borges, por exemplo, ou do papa Bergoglio) é produto do empenho de adaptar as doutrinas cristãs às opiniões patrocinadas pelas agências de notícias internacionalistas, e às agências de publicidade controladas pela plutocracia globalista. (more…)

Sábado, 30 Outubro 2021

O Padre José Carlos Nunes, e a veneração de Pachamama

Filed under: Igreja Católica,papa Chico,papa-açorda — O. Braga @ 7:10 pm

O Poder (político), na Igreja Católica do papa Chico, é discricionário: não obedece a um critério objectivo, como por exemplo, a tradição; ou à racionalidade de um conjunto lógico de argumentos.

O actual Poder na Igreja é pessoal: assim como Calígula fez do seu cavalo um cônsul do império romano, assim o papa Chico não obedece a qualquer critério objectivo para a nomeação do clero dirigente na Igreja Católica.

O professor universitário e autor italiano, Antonio Margheriti Mastino, escreveu o seguinte, no blogue Papale Papale (entretanto extinto):

«O papa Bergoglio, grande comilão, entra no restaurante [de Santa Marta] com a sua corte de clérigos arrivistas, semi-apóstatas para melhor afastar o peso da fé dos seus ombros. Ele avança, tumultuoso e imperial.

De repente, ele afrouxa o passo e lança o seu olhar sobre um pobre sacerdote em sotaina, que toma a sua refeição sentado em uma das mesas. Ele (o papa) olha-o (ao sacerdote) friamente, de um modo que os seus mais íntimos e próximos já conhecem; e logo que as câmeras de filmar se desligam, e passado pouco tempo, seguindo a sua marcha, volta-se para um elemento da sua guarda pretoriana e ordena:

“Aquele Padre não me agrada! Que eu não o veja mais aqui!”.

Calígula!.»

papa amigo dos comunistas web (more…)

Sábado, 23 Outubro 2021

A “Esperança”, segundo o papa Chico

Filed under: Igreja Católica,papa Chico,papa-açorda — O. Braga @ 5:47 pm

esperança segundo o papa chico web

Quarta-feira, 20 Outubro 2021

Camaradas! O papa Chico é nosso aliado!

Filed under: Igreja Católica,papa Chico,papa-açorda — O. Braga @ 5:18 pm

Camaradas!

fodenocu web

O papa Chico está do nosso lado (como, aliás, já o reconheceu o camarada comissário Daniel Oliveira); por isso, temos que apoiar o esforço do deus dele, no sentido de censurar as Teorias da Conspiração.

summit.news-2021.10.20-16_00_00

papa-chico-comuna-400-webCamaradas! Pela primeira vez na História, a coordenação do nosso partido declarou que estamos ao lado do deus dos padres católicos — aliás, não fazemos mais do que fazem já os camaradas chineses, que já nomeiam os bispos católicos, e não tarda nada irão nomear o papa.

Camaradas! O futuro do deus (do papa Chico) é nosso!

O papa Chico invocou a vontade do deus dele para incitar a censura das Teorias da Conspiração — por exemplo, a censura daquela Teoria da Conspiração que diz que “o papa Chico é burro”. Se ele é burro, ou não, não sabemos; mas temos todos a obrigação de censurar as teorias da conspiração que não nos convêm.

A luta continua! Viva Trotski! Allahu Akbar!

papa-carraca-web

Terça-feira, 19 Outubro 2021

Os dinamarqueses são fassistas

fodenocu webCamaradas!

Os dinamarqueses andaram a vasculhar as estatísticas e chegaram à conclusão de que o custo da imigração não-europeia é de 5 mil milhões de Euros por ano. 

denmark immigration web

Camaradas!

Não devemos vasculhar as estatísticas, porque é anticientífico. A única coisa que podemos vasculhar é a História, para a virar ao contrário!

Em oposição aos fassistas dinamarqueses, temos em Portugal um primeiro-ministro e um ministro da administração interna que são progressistas, porque defendem a imigração em massa de não-europeus, incluindo muçulmanos — o revela, de facto, uma intenção de construir um mundo melhor, à moda do papa Chico.

imigração um futuro melhor web

Camaradas católicos!

Temos que seguir as ideias do papa Chico e denunciar os fassistas dinamarqueses que andam a vasculhar as estatísticas. Como diz o papa Chico: “as estatísticas não dão de comer”.

Os camaradas do Comité Central do nosso partido estão solidários com as ideias do papa Chico e com o clero católico, contra os fassistas dinamarqueses que querem poupar um míseros tostões por ano restringindo a imigração muçulmana, e adoptando uma postura política contra a diversidade cultural.

Abaixo os fassistas dinamarqueses! Viva o Kosta! Viva a Isabel Moreira! Viva o Cabrita! Viva Karl Marx! Viva o António Gramsci! Viva o papa Chico!

A diversidade é a nossa força! A luta contínua! Allahu Akbar!

diversidade-islamica-web

Quinta-feira, 7 Outubro 2021

A minha posição acerca da cremação do corpo humano

Filed under: Igreja Católica — O. Braga @ 10:33 am

1/ Eu não concordo com a actual Igreja “Católica” que se tornou permissiva em relação à cremação — sou contra por várias razões, desde logo porque, por exemplo, se o Padre Pio de Pietrelcina tivesse sido cremado, o seu corpo não estaria incorrupto e à vista de todos os que visitam a igreja de San Giovanni Rotondo, em Itália.

Ademais, temos dezenas de outros fenómenos de incorrupção dos corpos após a morte física — por exemplo, Santa Bernadette, São Francisco Xavier, o Santo Padre Pio de Pietrelcina, São João Maria Vianney, Santa Catarina de Labouré, Santa Rita de Cássia, Soror María de Jesús de Ágreda, São Silvano, Santa Cecília, Santa Catarina de Bolonha, para além de dezenas de outros casos.

Portanto, a minha visão específica acerca deste assunto é católica tradicional, ou seja, é anterior à do Concílio do Vaticano II — o que o leitor não tem necessariamente que adoptar, não sendo católico.

padre-pio-incorrupto-web

Há uma razão mística para não defender a cremação. E essa razão mística foi repudiada pela Igreja “Católica” do liberalismo anti-cultural que surgiu do Concílio do Vaticano II.

2/ Você, caro leitor, não sendo católico tradicional, pode invocar outras razões para ser contra a cremação.

Existe uma influência cultural directa, no Ocidente (a cultura “New Age”) das religiões monistas (Budismo, por exemplo) e politeístas (Hinduísmo) orientais, e nos cultos gnósticos ocidentais (por exemplo, a maçonaria irregular actual, ou as seitas gnósticas da Baixa Idade Média) as quais, tradicionalmente, cremam os seus mortos porque desdenham e desprezam o corpo humano o que não acontece na tradição judaica-cristã, em que o mundo material também faz parte da glória de Deus.

Este desprezo pelo corpo humano — desprezo pelo mundo material porque, alegadamente, este é criado por um deus maléfico (gnosticismo), ou está sujeito ao malefício inerente à Samsara (budismo e Hinduísmo), foi importado pelas filosofias New Age do Ocidente (desde o tempo de Espinosa e de Schopenhauer) que descambaram, por diferenciação cultural sucessiva, em um novo culto gnóstico da Mãe-terra em que a excepcionalidade ontológica do ser humano é negada.

Quarta-feira, 29 Setembro 2021

A última do filho-de-puta do papa Chico

Filed under: Igreja Católica,papa Chico,papa-açorda,vacinas — O. Braga @ 10:43 pm
Tags:

Já sabíamos da recente filha-da-putice do Bergoglio, que proibiu a entrada no Vaticano aos peregrinos oriundos de todo o mundo que não estejam vacinados. O filho-de-puta do Chico priva assim, em princípio e em teoria, centenas de milhões de peregrinos de visitar o Vaticano. Que rico “católico”!

papa-açorda

É este o filho-de-puta do “papa das periferias”, o papa da “Igreja em marcha”, o papa dos “anátemas redundantes”, o papa do Anselmo Borges, o papa do Gonçalo Portocarrero de Almada, o filho-de-puta que é “contra os construtores de muros e de fronteiras”.

É este o grande censor, e imundo filho-de-puta!

Mas o filho-de-puta, crápula e anticristo não está satisfeito: tem necessidade de fazer mais sangue!

puta que pariu o bergoglio

Agora, o cabrão vai deixar de pagar os salários dos trabalhadores do Vaticano!

A suprema hipocrisia do filho-de-puta do Bergoglio é a de que não despede ninguém!: apenas deixa de pagar salários! Grandessíssimo filho-de-puta !

Os trabalhadores do Vaticano, se assim quiserem, podem continuar a trabalhar “à borla”, sem receber o respectivo salário, caso não queiram ser vacinados!
E é este filho-de-puta o papa eleito pelo clero dito “católico”. Puta que os pariu, e todos!

Não ponho mais os pés numa igreja “católica”!.

Domingo, 26 Setembro 2021

O Chico e o Diabo (pintado por Luca Signorelli)

Filed under: Igreja Católica,papa Chico,papa-açorda — O. Braga @ 4:03 pm

anticristo e o diabo luca signorelli web

Segunda-feira, 20 Setembro 2021

A caridade do Bergoglio funciona a duas velocidades

Filed under: Bergoglio,Igreja Católica,papa Chico,papa-açorda — O. Braga @ 9:10 pm
Tags:

O “papa das pontes”, o “papa das periferias”, o papa da “Igreja que sai do Vaticano”, da Igreja dos “anátemas redundantes” e “contra os construtores de muros e de fronteiras” — é a mesma Igreja do Bergoglio que erige uma barreira contra os não-vacinados, os “leprosos” actuais que urge que fiquem extra-muros. papa ambiguo web

A caridade do Bergoglio (e apaniguados) funciona a duas velocidades… calculo que Anselmo Borges, o Frei Bento Domingues, o Gonçalo Portocarrero de Almada, e quejandos, possam estar exultantes e orgulhosos com a caridade bergogliana…

caridade do bergoglio web

Domingo, 5 Setembro 2021

O Anselmo Borges, o Queiruga, e a galinha que nasceu primeiro que o ovo

Filed under: Anselmo Borges,ética,filosofia,Igreja Católica,religião — O. Braga @ 1:33 pm

1/ A propósito deste texto (ler em PDF) do “padre” Anselmo Borges: discordo totalmente do seu ponto 2., por exemplo.

“Assim, como escreve A. Torres Queiruga, na estrutura íntima do processo religioso "não se interpreta o mundo de uma determinada maneira porque se é crente ou ateu, mas é-se crente ou ateu porque a fé ou a não crença aparecem ao crente e ao ateu, respectivamente, como a melhor maneira de interpretar o mundo comum"”

Ou seja, o Anselmo (e o Queiruga) têm a certeza de que “quem nasceu primeiro foi a galinha, e não o ovo”.


Depois, o Anselmo implica (ou defende) a absolutização da subjectividade no processo de interpretação do mundo: se vês o mundo de uma forma ou de outra, deve-se exclusivamente à interpretação que fazes dele, e que pode ser diferente da interpretação do teu vizinho.

(pergunto-me muitas vezes como é que este indivíduo é professor universitário de filosofia)

Há limites para o Construtivismo (a construção do mundo por nós, enquanto indivíduos); e o principais limites são o da intersubjectividade, por um lado, e o pensamento lógico, por outro lado.

Ou seja, a “realidade para nós” (a realidade construída por nós, indivíduos) tem os limites impostos pela intersubjectividade (ou, mutatis mutandis, “objectividade”) e pelos axiomas da lógica (que não são físicos). A “realidade para nós” (a subjectividade) não é (metaforicamente) uma auto-estrada sem limite de velocidade — a não ser no mundo louco dos esquerdistas (e gnósticos) como o do Anselmo Borges.

Cada indivíduo vive a sua vida a partir de uma determinada cosmovisão que nunca é resultado de uma reflexão racional.

Através da citação supra, o Anselmo Borges (e o Queiruga) eliminam o conceito de “interpretação pré-racional” — que é aquela que existe antes de o indivíduo pensar/reflectir que “a interpretação racional que tem do mundo, é a melhor”.

A “interpretação pré-racional” é uma hipótese de fundo não-reflectida (não racionalizada) sobre o sentido da vida e sobre o valor das coisas: cada indivíduo vive a partir de uma determinada cosmovisão que nunca é resultado de uma reflexão racional.

Se alguém vive a sua vida segundo a ideia de que a vida não obedece a nenhum valor superior, ou quando alguém goza a vida sem quaisquer limitações físicas e/ou éticas, ou assume que a vida não tem qualquer sentido, ou de que tudo depende do ponto de vista que se assume — então esse alguém também já fez uma interpretação pré-racional da existência.

Neste sentido, é mais verdadeiro que se diga que “interpretamos o mundo de uma determinada maneira porque se é crente ou ateu”, do que dizer que “é-se crente ou ateu porque a fé ou a não crença aparecem ao crente e ao ateu, respectivamente, como a melhor maneira de interpretar o mundo”.

Ou seja, é mais verdadeiro (baseados na experiência) defender o oposto do que é defendido pelo Anselmo Borges.


2/ Estou parcialmente de acordo com o ponto 1. do texto do dito “padre”: a Igreja Católica deveria abster-se, dentro do possível, de citar as cartas deuteropaulinas — como é o caso da Carta de S. Paulo aos Efésios.

As chamadas epístolas “deuteropaulinasnão foram escritas por S. Paulo, a ver:

Efésios, Colossenses, 2 Tessalonicenses, 1 Timóteo, 2 Timóteo, Tito.

As que não fazem parte desta lista foram mesmo escritas por S. Paulo. Porém, mesmo nas que se demonstrou terem sido escritas por S. Paulo, existem as chamadas “interpolações”, como por exemplo em 1 COR 14, 34-35 — ou seja, esta passagem de Coríntios 1 não é de S. Paulo.

As “interpolações” têm origem em notas marginais que os monges escribas, mais tarde e já na Alta Idade Média, incorporaram no próprio texto, inserindo-as em alguns casos em um determinado lugar, e noutros casos, noutro lugar.

Quarta-feira, 11 Agosto 2021

A sapiência do Padre Almada e a consequente ignorância de muitos cardeais e bispos

Os católicos, em geral, vivem em um tempo penoso.

papa-chico-montagem-webQuando (por exemplo) o “padre” Anselmo Borges defendia (aberta- e publicamente) a legalização do aborto e comparava o papa Bento XVI ao diabo em pessoa; ou quando o Frei Bento Domingues criticava o papa Bento XVI e propagandeava (nos me®dia) a Teologia da Libertação — não víamos, naquela altura, o Padre Gonçalo Portocarrero de Almada a defender acerrimamente o Sumo Pontífice ou a criticar aqueles dois clérigos “progressistas”, como faz aqui a defesa acérrima em relação ao papa Chiquinho.

Os argumentos utilizados pelo Padre Almada, no sentido de justificar a psicopatia do Chico (um papa campeão do acto gratuito) são inenarráveis. Por exemplo, para o Padre Almada, toda a gente que critica a acção e comportamento do Chico é “ignorante” — é um tipo de crítica maniqueísta que se aproxima do tipo de  argumentação “progressista” e radical de Esquerda: ou se é pelo Chico, ou se é ignorante.

Nesta categoria de “ignorantes”, caem, por exemplo, o arcebispo Viganò, o cardeal Burke, o cardeal Pell, o bispo Schneider, ou o cardeal Mueller, entre muitos outros. Só o Padre Almada é, aparentemente, sapiente e conhecedor da teologia católica. É caso para dizer: “presunção e água benta, cada um toma a que quer!”.

Porém, que se inquiete e se preocupe o Padre Almada: a juventude católica, em geral, não está com o Chico. E o futuro da Igreja Católica pertence à juventude.

A violência do ataque ad Hominem, classificando de “ignorantes” as pessoas com quem não concorda, revela a preocupação do Padre Almada: uma Igreja Católica contra os católicos não é presságio de uma boa e promissora causa.


roberto-belarmino-web-png

São Roberto Belarmino, outro “ignorante”.

Domingo, 18 Julho 2021

A intolerância da Igreja Católica do Chico

Filed under: Igreja Católica,papa Chico,papa-açorda — O. Braga @ 4:02 pm

Para o papa Chico, o catolicismo não é propriamente uma religião: em vez disso, para ele, é uma ideologia política, em que a Igreja Católica se organiza como um partido político mundano.

papa-chico-comuna-400-webO sonho do Chico é transformar o catolicismo em uma espécie de Xiismo, em que a componente política imanente controla a metafísica transcendente. Só assim se compreende a forma como o Chico se comporta no exercício das suas funções, como uma espécie de caudilho político autoritarista.

Tal como eu, muitas dezenas de milhões de pessoas, em todo o mundo, afastaram-se desta Igreja Católica do Chiquinho.

Somos pessoas cheias de desgosto pelo que se está a passar no Vaticano. Não há notícia, nos anais da História, de um papa tão intolerante como este — em relação aos católicos, mas só em relação a estes! —; porém, em relação ao mundo não-católico, islâmico, e mesmo herético ou ateísta, nunca houve um papa tão permissivo como o Bergoglio. Ele só “malha” nos seus!

Muito estranho, o que se está a passar na cúpula da Igreja Católica actual; e os bispos, em geral, são coniventes, porque se calam perante o despotismo e a intolerância de um indivíduo que nunca deveria ter sido alcandorado ao papado.

Este papa tem o desplante de desautorizar o seu antecessor que ainda vive; nem sequer esperou pela morte de Bento XVI para revogar os seus éditos papais.

O Chico não se comporta com a misericórdia própria de uma papa, mas antes com a rudeza de um político, ou com a desumanidade de um mafioso. Já tivemos, ao longo da História, alguns papas mafiosos; mas nunca um, como o actual, que demonstrasse tanta intolerância em relação ao povo católico.

Um papa que critica severamente o clericalismo, mas simultaneamente confia no clero a missão intolerante de reprimir a prática religiosa do povo católico. Este papa é uma contradição com pernas. Deus o leve quanto antes.

A ler:

Página seguinte »

%d bloggers like this: