perspectivas

Sábado, 23 Abril 2022

A obsessão liberal pela “igualdade” é o fundamento do novo totalitarismo

A busca pela “igualdade total” impõe um totalitarismo neognóstico que, através da ideologia, pretende alterar/modificar a estrutura fundamental da Realidade. igualdade novo totalitarismo web

“O gnosticismo é um sistema de crenças que nega e rejeita a estrutura da realidade, particularmente a realidade da natureza humana, e substitui-a por um mundo imaginário construído por intelectuais gnósticos e controlado por activistas gnósticos.”

Eric Voegelin

(more…)

Segunda-feira, 28 Março 2022

O jornal Observador e o machismo de Esquerda

Filed under: machismo,marxismo cultural,politicamente correcto,transgéneros — O. Braga @ 8:24 pm

Se me oferecessem um ano de assinatura do Observador, eu recusaria; nem dada!.

nao e mulher web


Eu cito o “jornal” Observador, aqui e ali, porque o Google me impinge as suas publicações — que é o caso desta “notícia” assinada por uma jornaleira que dá pelo nome de Mariana Fernandes.

lia thomas observador

(more…)

Terça-feira, 14 Dezembro 2021

Inger Stoejberg: vítima das Burocracias do Espírito e do Direito Positivo

Inger Stoejberg webNas sociedades ocidentais (de tradição e cultura cristãs) abundam hoje os “pequenos mártires” — entre estes, estão os “pequenos mártires” que são produto da acção impessoal e a-histórica do Direito Positivo: um Direito que não tem ética nem história, que é (metaforicamente) escrito em uma folha em branco, e que prescinde de quaisquer princípios metajurídicos.

A ex-ministra da Imigração da Dinamarca, Inger Stoejberg, foi condenada (ontem) a pena de prisão porque (enquanto ministra) deu ordens no sentido de os imigrantes islâmicos (machos), alegadamente “casados” com meninas menores de idade, fossem separados destas enquanto permanecessem em solo dinamarquês — em um esforço de repressão da pedofilia e da pederastia que são características do Islamismo.

Estou absolutamente convicto de que gente como (por exemplo) Isabel Moreira que se diz “constitucionalista”, apoiaria em Portugal uma decisão judicial deste tipo — porque esta gente compõe a classe dos “burocratas do Direito” que, por sua vez, fazem alarde da sua “burocracia do espírito” (o politicamente correcto é a “burocracia do espírito”).

Inger Stoejberg é a mais recente mártir da “burocracia do espírito” e da ditadura anética da “burocracia do Direito Positivo”.

Quinta-feira, 18 Novembro 2021

A marca de automóveis VOLVO é “fassista”

“Um estudo elaborado pela Volvo aponta que o processo de produção de um novo automóvel 100% eléctrico gera mais 70% de emissões de gases com efeito de estufa do que um modelo convencional equipado com motor térmico.”

Eléctricos geram mais emissões do que os automóveis a combustão

puta que pariu os electricos web

(more…)

Sexta-feira, 5 Novembro 2021

Quando o aborto legalizado mata, não é notícia nos pasquins

Filed under: aborto,Polónia,politicamente correcto — O. Braga @ 7:24 pm
Tags:

Quando uma mulher morre na sequência de um aborto (legalizado), os neomarxistas e os neoliberais dizem que é um “caso acidental” e/ou um “dano colateral”, por um lado, e, por outro lado, nem sequer é notícia de primeira página.

Quando uma mulher morre, na Polónia, devido à lei que impede o aborto, os neomarxistas e os neoliberais dizem que a morte dela poderia ter sido evitada se o aborto fosse legal, por um lado, e por outro lado, a notícia faz as parangonas dos jornais.

O pasquim Observador é um pasto abundante de neomarxistas e neoliberais. E nenhum jornaleiro do pasquim fala das vinte mil crianças assassinadas anualmente em Portugal devido ao aborto legal.

aborto-dentista.portugal-web

Domingo, 10 Outubro 2021

O conceito de “equidade”, segundo a Esquerda

Para a Esquerda, equidade é uma corruptela do conceito de “equidade” segundo Aristóteles.


Uma vez que o princípio de justiça não pode ser uma igualdade aritmética — não se pode pretender o nivelamento de todas as condições — o problema que se põe é o da distribuição social equitativa dos constrangimentos, dos fardos, dos privilégios e das honrarias.

A equidade não é igualdade: antes, é o equilíbrio, conformidade e justa medida da Justiça.

A aplicação do conceito aristotélico de “Equidade”, distingue-se do “direito” comum porque consiste na correcção da lei positiva mediante a consideração da lei natural, nos casos em que a sua aplicação pudesse contribuir para uma maior e melhor justiça.

Segundo Aristóteles, a equidade é a Justiça que diz mais respeito ao espírito, do que à lei, e que pode mesmo moderar ou rever esta última, na medida em que se mostre insuficiente devido ao seu carácter geral.


Para a Esquerda, “equidade” é o resultado de uma relação de soma-zero entre pessoas (ou entre determinados grupos de pessoas) — em que o ganho de uma pessoa (ou grupo de pessoas) representa, necessariamente e sempre, uma perda para outra pessoa ou grupo de pessoas.

Para a Esquerda, para que o negro ganhe seja o que for, o branco tem necessariamente que ser prejudicado.
Meus amigos: isto vai ter que acabar — a bem ou a mal!

equidade web

Em 2020, o branco Kyle Rittenhouse baleou três criminosos (negros) em legitima defesa; teve que pagar 2 milhões de US Dollars de fiança depois de vários meses na pildra, e nenhum advogado quis representá-lo.

Há poucos dias, o negro Timothy Simpkins levou uma arma de fogo para a escola, baleou 4 pessoas brancas incluindo um professor, foi libertado com uma fiança de 25 mil US Dollars em menos de 24 horas depois do crime.

Sábado, 25 Setembro 2021

Com todo o respeito pelos cabo-verdianos…

… em Portugal, a língua oficial é o português.

E quem não está contente com a língua portuguesa, ou mesmo alguém que considere que a língua portuguesa é “fassista” e “culunialista”, é respeitosamente convidado a deixar o nosso país. O raio que os parta!

Quanto ao CDS e ao Partido Social-democrata: são partidos de Esquerda. A prova está neste cartaz eleitoral em Cascais.

cascais-nu-bai-vota-web

Domingo, 5 Setembro 2021

Jacinda Ardern, a Primeira-ministra socialista da Nova Zelândia

Depois de um ataque islâmico contra seis pessoas, em um supermercado na capital da Nova Zelândia e em que três pessoas ficaram em estado graveJacinda Ardern, a Primeira-ministra socialista da Nova Zelândia, mostrou-se preocupada com as eventuais represálias do povo em relação ao Islamismo e aos islamitas.

Esta senhora interpreta, na perfeição, a ideia de politicamente correcto que defende o princípio segundo o qual é perfeitamente possível agarrar um cagalhão pela sua parte mais limpa.

«…Asked about concerns of a backlash against New Zealand’s Muslim community, Ardern said it “would be absolutely wrong” to “direct any frustration at anyone beyond this individual.”

“What happened today was despicable. It was hateful, it was wrong, it was carried out by an individual, not a faith, not a culture, not an ethnicity, but an individual person who was gripped by ideology that is not supported here by anyone or any community.”»

Em resumo: a ideia (da senhora) é a seguinte: “não há nada no Islão que incentive ou apele à morte dos infiéis”. Só quem não leu o Corão pode ter esta ideia.

jacinda ardern web

Terça-feira, 27 Julho 2021

O governo basco aplicará multas de 10.000 Euros a quem enaltecer o Estalinismo

Filed under: marxismo,marxismo cultural,politicamente correcto — O. Braga @ 9:32 pm

governo basco

Quarta-feira, 7 Julho 2021

Manif contra a misoginia na Faculdade de Direito do Porto

Filed under: Esta gente vota,politicamente correcto — O. Braga @ 3:20 pm

fressura-web

Imaginem, camaradas, que eu entrava numa sala-de- aula da faculdade de Direito do Porto com os meus tomates à mostra; e que a professora da cátedra me ameaçava de expulsão da sala.

Naturalmente que essa atitude da professora seria uma manifestação de misandria — porque ninguém me pode tirar o direito de mostrar os meus tomates, quando e onde eu quiser.

Mostrar a tomatada é um direito humano.

misosigia-camaradas-web

Como afirmou o camarada José Pacheco Pereira, estamos a viver numa época em que os fassistas andam muito activos — por exemplo, proibindo que as mulheres entrem nas instituições de ensino com as mamas ao léu, ou impedindo que eu entre numa sala-de-aula com os tomates de fora das calças.

Portanto, camaradas, sugiro a organização de uma Manif à entrada da faculdade de Direito do Porto, em que o pessoal apareça todo nu, em sinal de apoio à igualdade de género.

A luta continua! A vitória é certa! Viva o camarada Pacheco! Abaixo os fassistas misóginos!

Quarta-feira, 23 Junho 2021

Perguntem a um médico!: tomar no cu faz mal à saúde !

Bem sei que está na moda, tomar no cu; mas nem tudo o que está na moda faz bem à saúde.

il-lei-hungara-web

Se um indivíduo é adulto e quer tomar no cu, o problema é dele: já é maior e vacinado, e toma onde quer. Mas as crianças têm que ser protegidas da aberro-sexualidade e dos pedófilos.

Senão, vejamos os factos e os números (fonte):

  • os homossexuais representam cerca de 2% da população total;
  • são responsáveis por cerca de 33% dos actos sexuais pedófilos;
  • 23% das crianças com “duas mães” (lésbicas) foram sexualmente abusadas;
  • 67% dos doentes com SIDA são homossexuais;
  • Em média, um homossexual tem cerca de 1000 parceiros sexuais durante a sua vida;
  • 78% dos homossexuais têm DST (doenças sexualmente transmissíveis);
  • 33% dos homossexuais adultos admitem ter tido relações sexuais com menores de idade;
  • 47% das pessoas LGBTQPBBQ+ foram violadas sexualmente por um adulto durante as suas infâncias.

Portanto, aconselho o João Cotrim de Figueiredo, que já é adulto, a ir tomar no cu — para, a seguir, poder contribuir para sobrecarregar o Serviço Nacional de Saúde que ele tanto repudia.

Meus caros: tomar no cu é um problema grave de saúde pública (perguntem a um médico!), e contribui activamente para uma séria crise cultural e civilizacional.

Quarta-feira, 16 Junho 2021

A selecção gaulesa de futebol

Filed under: imigração,politicamente correcto — O. Braga @ 9:39 am

A noção politicamente correcta de “diversidade” = “ausência de europeus”.

seleccao gaulesa web

Agora imaginem que a selecção francesa de futebol fosse composta apenas por brancos… — “Que horror! São fassistas, esses franceses…”

Página seguinte »

%d bloggers like this: