perspectivas

Quinta-feira, 19 Agosto 2010

A ética e a experiência da totalidade

O facto de existirem pessoas que por característica própria não se interroguem sobre a sua realidade, não é nada de novo, nem sequer algo de anormal. O que é novo na contemporaneidade é a recusa de olhar o óbvio — já não se trata de aceitar ou não um dogma, como em tempos passados; mas de recusar, na sua subjectividade, a própria lógica.
(more…)

%d bloggers like this: