perspectivas

Sábado, 19 Setembro 2009

Não se trata de “esquizofrenia”; trata-se de “maçonaria”. Rima, mas não é a mesma coisa

Três notícias chamam (hoje) a minha atenção:

Depois de Belmiro ter dito recentemente deste governo “cobras e lagartos”, e em plena campanha eleitoral, parece que os bons espíritos se reencontram. Lembro-me de me cruzar muitas vezes, já lá vão vinte anos, com Belmiro no voo da noite da TAP entre Madrid e o Porto; a diferença é que eu era trabalhador por conta de outrem, e Belmiro não. Não nos esqueçamos que Belmiro de Azevedo é o dono do jornal “Público” que levantou a polémica sobre as escutas telefónicas ao Presidente da República em Agosto passado.


monarquia

Toda a gente sabe que os serviços secretos dependem directamente do primeiro-ministro. Toda a gente sabe que os serviços secretos estão infiltrados por gente da maçonaria, e por isso podemos dizer que a maçonaria controla indirectamente o SIS. Se o próprio assessor do primeiro ministro é membro da maçonaria, aquele tem um acesso privilegiado não só as informações do SIS como pode influenciar o tipo de investigações seguidas pelo SIS.

Vamo-nos deixar de sofismas e introduzir a lógica em todo este imbróglio: existe uma alta probabilidade de o Presidente da República ― que foi eleito pelo povo em sufrágio directo, secreto e universal ― estar a ser vigiado e escutado ilegalmente pelos serviços secretos que são controlados directamente pelo primeiro ministro e pelo seu assessor maçon.

Mas não só o PR: toda a gente sabe que o Procurador-geral da República aventou a possibilidade de ter os telefones da PGR e mesmo o seu telefone pessoal, sob escuta.

O projecto maçónico para Portugal, que se consubstancia ― entre outras coisas ― na “espanholização” de Portugal, não só considera José Sócrates como o “Obama português” (o indivíduo que vai fazer o que a máfia e a tríade de Macau querem, ou acaba por ser preso devido às irregularidades que cometeu), como até não exclui a possibilidade de fazer aceder o Bloco de Esquerda ao Poder para viabilizar um governo minoritário de José Sócrates caso este ganhe as eleições sem maioria absoluta.

José Sócrates é um elemento chave do iberismo maçónico e de um projecto de servidão para o povo português. Chegou o momento de os generais começarem a prestar mais atenção ao que está a acontecer. E chegou o momento de os patriotas tirarem as devidas ilações sobre o “método” de acção a executar.

Terça-feira, 11 Dezembro 2007

Os “serviços secretos” e as escutas telefónicas

“Todos têm o direito de resistir a qualquer ordem que ofenda os seus direitos, liberdades e garantias e de repelir pela força qualquer agressão, quando não seja possível recorrer à autoridade pública.”
Constituição da República Portuguesa, art. 21 (Direito de resistência)

A escuta telefónica ilegal é uma forma de agressão que dá ao cidadão o direito de repelir pela força essa agressão, caso não seja possível recorrer à autoridade pública, por omissão desta. As escutas telefónicas ilegais por parte dos “serviços secretos” legitimam o “terrorismo cívico” como forma de resposta a uma agressão que ofende os direitos de cidadania do povo.

Este post no Vickbest causa-me alguma apreensão, porque é suposto vivermos num Estado de Direito; pelo que se vê, a lei do Estado de Direito não se aplica ao próprio Estado. (more…)

%d bloggers like this: