perspectivas

Sábado, 29 Novembro 2014

Alfred Tarski, linguagem-objecto e metalinguagem

Filed under: curiosidades — O. Braga @ 7:57 am
Tags: ,

 

O leitor assíduo deste blogue poderá ter-se apercebido de que eu utilizo amiúde as “aspas” na linguagem escrita. Há uma razão para isso: a distinção entre linguagem-objecto, por um lado, e metalinguagem, por outro lado.

Por exemplo, a frase “Sócrates é corrupto” está aqui entre aspas porque, neste caso, pertence à linguagem-objecto, ou seja, pertence à linguagem que se fala comummente: a frase “Sócrates é corrupto”, entre aspas, pode ser considerada como um nome, porque o objecto de que se fala é sempre representado por um nome.

Mas o mesmo conceito — Sócrates é corrupto —, sem estar entre aspas, pertence à metalinguagem, que é a linguagem que utilizamos para falarmos da linguagem-objecto: a frase “Sócrates é corrupto” é verdadeira se e só se Sócrates é corrupto.

A metalinguagem fica mais rica e mais comunicativa se contiver em si mesma a linguagem-objecto.

%d bloggers like this: