perspectivas

Sexta-feira, 2 Abril 2010

O desespero do materialismo

Desde meados dos anos 70 do século passado, mas acentuando-se sobremaneira de há vinte anos para cá, temos vindo a assistir a uma actividade militante por parte de personalidades neo-ateístas oriundas principalmente do mundo académico ― tipo Richard Dawkins, Christopher Hitchens, Daniel Dennett e Sam Harris, Peter Singer, etc. ― e apoiadas logística e financeiramente por um determinado tipo de elite plutocrata sem Pátria. Os neo-ateístas não se limitam a divorciar-se da religião relegando esta para a vida privada de cada um, como faziam os seus predecessores ateístas; o neo-ateísmo organizou-se ele próprio como uma forma de religião negativa que lançou uma espécie de Jihad contra as religiões positivas.
(more…)

Quarta-feira, 31 Março 2010

A intervenção directa da política na educação das nossas crianças

A classificação do bullying como crime público, por parte deste governo e da ministra da educação (que pertence à maçonaria feminina), revela a total e completa desorientação por parte do que se considera ser hoje a “civilização laica”. Estamos, de facto, a viver num mundo governado por gente totalmente louca.

A partir de agora, pode passar a ser comum a polícia entrar numa escola e prender um miúdo de 10, 11, 12 ou 13 anos. E a coberto desta decisão de transformar o bullying em crime público, pretende-se significar que se reforça a autoridade dos professores, quando essa decisão vai exactamente no sentido contrário: a partir de agora, o professor chama a polícia e tira o “problema” de cima das suas costas; a escola transforma-se cada vez mais em “ensino sem educação”, e a área da educação, que é por sua natureza, pré-política, transforma-se num espaço de intervenção da política. Está tudo louco. Em vez de se dar meios de actuação à escola e ao corpo de professores, mete-se a polícia e política lá dentro.
(more…)

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: