perspectivas

Sexta-feira, 1 Junho 2012

A democracia e o futuro, segundo Thomas Bertonneau e Spengler

« Culture, Spengler asserts, must insist on itself; it must exercise its prescriptions imperiously, or it will die. Once the bearers of Culture succumb to the sentimentality of “understanding,” of “acclamation… and support” for the amorphous, for the alien, the Culture has yielded itself entirely. In Spengler’s view this has been the case in the West since the middle of the Nineteenth Century. Western civilization, he writes, “offers no defence,” none at all, on its own behalf, while at the same time “it takes pleasure in its own vilification and disintegration.” Following Jean-Jacques Rousseau, clever, all-too-clever people celebrate tribal crafts and savage customs, imputing to them a supposed authenticity lacking in the Western heritage. Soon those people celebrate savagery itself. »

(…)

« Nihilists never call themselves that. Candor would give their game away. Nihilists call themselves soldiers of “Liberty” or champions of “Liberation. »

via Oswald Spengler On Democracy, Equality, And “Historylessness” | The Brussels Journal.

Eu tenho imensa dificuldade em aceitar os pressupostos da filosofia de Spengler. Spengler é um historicista pessimista que critica os historicistas optimistas, mas não deixa de ser historicista. E eu tenho um “problema” com os historicistas; mas tenho que aceitar que algumas conclusões de Spengler são verdadeiras — ou seja, que ele chega, aqui e ali, às conclusões certas embora mediante um raciocínio enviesado.
(more…)

Anúncios

Segunda-feira, 5 Julho 2010

A revolução tranquila e o condenado moderno

Quando em princípios dos anos 30 do século passado, Ortega Y Gasset deixou os Estados Unidos para regressar à Europa, foi-lhe perguntada a razão da sua mudança, ao que ele respondeu que “Europa es el único continente que tiene un contenido” — em castelhano, “continente” e “contenido” têm a mesma raiz — ou seja, a “Europa é o único continente que tem um conteúdo”. Muito sinceramente, hoje tenho muitas dúvidas sobre se Ortega Y Gasset teria tido a mesma opinião, depois de todo o processo cultural que a Europa sofreu a partir do início da II Guerra Mundial.
(more…)

Terça-feira, 1 Janeiro 2008

Citações

Filed under: Sociedade — O. Braga @ 11:39 pm
Tags: , ,

“Hoje, quando o materialismo dialéctico está na estante das teorias clássicas, ainda há muita gente que, mesmo abominando o comunismo, continua a aderir inconscientemente ao seu postulado mais básico. Cada vez que se diz que a economia manda no mundo está a ser-se marxista. A ideologia morreu; só ficou o cinismo.”João César das Neves (DN)


“Não existe nenhum movimento comunista ou proletário que não opere em função do dinheiro, e actualmente funcionam até com a autorização e chancela da plutocracia – e tudo isto sem que os idealistas que são os líderes desses movimentos tenham a mínima suspeita deste facto.”Oswald Spengler

Sábado, 17 Novembro 2007

A probabilidade da Europa (2)

Filed under: cultura,Europa — O. Braga @ 2:28 pm
Tags: , , , ,

Quando Spengler tem razão

Oswald Spengler tem razão quando se refere à decadência de valores morais e mesmo à perseguição religiosa na Europa moderna. Em alguns países europeus, como em Inglaterra, Holanda, Bélgica, Suécia e Espanha, as religiões em geral e o cristianismo em particular, estão já sujeitos a uma perseguição de Estado dissimulada em nome da acomodação de valores de decadência na cultura.
(more…)

A probabilidade da Europa (1)

Atenção: o texto que se segue está escrito como se da mente de Oswald Spengler (1880 – 1936) tivesse surgido, e o bloguista desaparece de cena e não assume qualquer responsabilidade ideológica no seu conteúdo.
(more…)

Site no WordPress.com.