perspectivas

Quarta-feira, 11 Agosto 2010

Filosofia quântica para todos

Recebi o seguinte email:

Caro Braga,
Tenho seguido o seu blogue quase diariamente, com particular interesse nas questões da física quântica, relacionando com a existência de Deus.

Para um leigo na matéria como Eu, habituado à física clássica, é particularmente difícil assimilar os conceitos de incerteza, não-localidade e dualidade partícula-onda.

a) Com é que é possível concluir que na escala microscópica não é possível determinar a posição da partícula quando na escala macroscópica podemos determinar a posição de um objecto.

b) Como é possível concluir pela não localidade espaço-tempo das partículas, quando, no plano macroscópico, a matéria é matéria porque está individualizada no espaço-tempo.

Se toda a matéria é constituída por partículas, como é que se articula a física clássica com a física quântica. Parece que há um intervalo, um salto de lógica que não está explicado ou que para mim é de difícil assimilação.

Serve isto para lhe pedir que me recomende leitura acessível e de introdução sobre estes assuntos, deixando nota que sou de facto ignorante na matéria, mas cheiro de curiosidade em perceber a razão de ser das coisas.

(more…)

Anúncios

Terça-feira, 24 Fevereiro 2009

O problema da Teodiceia

Filed under: Religare — O. Braga @ 4:55 pm
Tags: , , ,

Uma questão colocada amiúde é a seguinte: “se Deus é o Bem e criou o mundo, porque é que existe o mal?”
(more…)

Sexta-feira, 28 Novembro 2008

A “matéria” é simples “flutuação” de partículas no vácuo quântico

Filed under: filosofia — O. Braga @ 5:42 pm
Tags: , , , ,

Vácuo quântico

Vácuo quântico


Aquilo que escrevi numa série de postais com o título genérico “Thomas Huxley estava errado” confirma-se:

Matter is built on flaky foundations. Physicists have now confirmed that the apparently substantial stuff is actually no more than fluctuations in the quantum vacuum.

The researchers simulated the frantic activity that goes on inside protons and neutrons. These particles provide almost all the mass of ordinary matter.

Each proton (or neutron) is made of three quarks – but the individual masses of these quarks only add up to about 1% of the proton’s mass. So what accounts for the rest of it?

Create a free website or blog at WordPress.com.