perspectivas

Domingo, 7 Março 2010

A cebola politicamente correcta

« Para as necessidades da vida do dia-a-dia, é sem dúvida necessário ― ou algumas vezes necessário ― reflectir antes de falar; mas um membro do Partido chamado a fazer um juízo político ou ético deve ser capaz de emitir as opiniões correctas de uma forma tão automática como se de uma metralhadora disparando balas se tratasse. »

― George Orwell, “1984”


Quando José Sócrates disparou as “balas” no congresso do partido socialista que acabaram por liquidar a jornalista Manuela Moura Guedes, nunca ninguém tinha pensado que alguma coisa parecida com o período revolucionário que se seguiu ao 25 de Abril pudesse voltar acontecer. (more…)

Sábado, 13 Fevereiro 2010

Face aos factos publicados no semanário “SOL”, o presidente da república, Prof. Cavaco Silva, deve demitir o primeiro-ministro, José Sócrates

Dos factos relatados nas duas últimas edições do semanário “SOL” acerca de escutas telefónicas realizadas no processo Face Oculta que ― segundo as interpretações do juiz de instrução e do procurador do Ministério Público do processo, ambos de Aveiro ― constituem fortes indícios de crime de atentado ao Estado de Direito envolvendo o nome do primeiro ministro de Portugal, José Sócrates, há que retirar imediatamente as seguintes ilações:

  1. O primeiro-ministro de Portugal não tem condições políticas objectivas para continuar no cargo; ou se demite, ou deve ser demitido pelo presidente da república.
  2. A cúpula da justiça portuguesa revelou-se em todo este processo ― no mínimo ― incompetente; porém, atendendo à interpretação racional dos factos e à forma como essa cúpula se comportou em todo o processo, o senso-comum aponta para a existência de fortes indícios de obstaculização da própria justiça que essa cúpula deveria coordenar e proteger. Essa obstaculização da justiça por parte de agentes de cúpula da própria justiça, só pode ter tido motivações políticas, o que significa que ou a justiça “arruma a sua casa” autónoma e rapidamente, ou deverá ser a política (em consenso alargado) a intervir na justiça de forma a repor a sua imparcialidade.


(more…)

Sábado, 6 Fevereiro 2010

O “esquema” nauseabundo de José Sócrates

Aquilo que soubemos hoje no semanário “SOL”, e em termos de justiça, não aquece nem arrefece. A justiça, através dos seus dignitários (alguns deles pertencentes à maçonaria) já encerrou o processo do “esquema” de José Sócrates e da sua escumalha para controlar os me®dia em Portugal. Nenhum dos protagonistas desse “esquema” sórdido poderá responder em tribunal pelos seus crimes. Mas o facto de a justiça já não poder actuar neste caso ― porque a maçonaria infiltrada na justiça lhe atalhou o passo mandando arquivar o processo ― não significa que os envolvidos saiam politicamente impunes.

A crise não justificaria a manutenção de uma quadrilha no Poder. Cavaco Silva deveria ter demitido José Sócrates, e não o fazendo, tornou-se parte do problema, e perdeu parte da sua credibilidade.

Os 100 anos da república estão manchados sem remédio. Esta é a república de que se comemora este ano o centenário: corrupta, amoral, desnacionalizada, despótico-populista, anti-popular, nepotista. A evolução do nosso sistema republicano, inserido no leviatão europeu, só pode agravar o que já acontece hoje; a tendência é para piorar.

Adenda: a ler: “Os deuses devem estar loucos”

Segunda-feira, 14 Setembro 2009

A hostilidade espanhola

A nossa colaboração com Espanha foi sempre sinónimo do nosso prejuízo; a História já nos demonstrou isso muitíssimas vezes e há que aprender com a experiência.

A reacção pública do ministro do Fomento espanhol às palavras de Manuela Ferreira Leite que esta proferiu em um debate televisivo efectuadas no nosso país acerca da construção do TGV em Portugal ― e portanto, declarações feitas no nosso país, que é estrangeiro a Espanha ― são preocupantes. Mandariam as boas regras da diplomacia que o ministro espanhol se abstivesse de declarações públicas acerca do debate político interno português, e o facto de essas regras não terem sido observadas pelo governo espanhol demonstra um clima de hostilização espanhola em relação à nação portuguesa.

Não passaria pela cabeça de um político português moderado pronunciar-se em público sobre o debate político interno espanhol. Contudo, os políticos espanhóis não têm o menor pejo em se intrometerem nos assuntos políticos internos portugueses.
(more…)

Quinta-feira, 10 Setembro 2009

A asfixia democrática e a lei do mercado

jornal-e-oculosO fenómeno do Jornal de Sexta da TVI e de Manuela Moura Guedes (MMG) surgiu como reacção do mercado de televisão em relação à domesticação política por parte do governo socialista da informação televisiva tanto na RTP como na SIC. Por razões diferentes, tanto a RTP como a SIC obedeciam a orientações internas de auto-contenção em relação a notícias sobre o governo e sobre o partido socialista. A TVI simplesmente constatou a existência de um nicho de mercado importante e tratou de se demarcar da concorrência através do Jornal de Sexta com MMG.

Os socialistas socratinos em vez de perceberem esse fenómeno típico da concorrência em mercado aberto, passaram a hostilizar a TVI: recusaram convites para entrevistas, impuseram a rei da rolha a todos os militantes mais importantes do PS em relação àquela estação de televisão. Perante o blackout informativo radical por parte do governo socialista e do PS, a TVI retaliou com a insistência nas notícias mais “quentes” envolvendo eventualmente o PS, o governo e José Sócrates.
(more…)

Segunda-feira, 7 Setembro 2009

O discurso redondo

Filed under: Blogosfera,Política — O. Braga @ 9:03 pm
Tags: , ,

(more…)

Sábado, 5 Setembro 2009

O risco calculado

O “caso TVI” demonstra a estratégia socialista do “mal menor” e do “risco calculado”. Entre deixar Manuela Moura Guedes “à solta”, por um lado, e correr o risco de um escândalo censório a três semanas das eleições, por outro, a máquina socialista e maçónica optou pela segunda solução. A esperança socialista é de que, passadas três semanas e até ao dia das eleições, o povo já não se lembre do atentado à liberdade de imprensa perpetrado, enquanto que a opção do Jornal de Sexta “à solta” seria um incómodo permanente até ao dia das eleições.

(more…)

Sexta-feira, 4 Setembro 2009

Bueno, parece que a PRISA negou…

Filed under: Política — O. Braga @ 6:19 pm
Tags: ,

Parece que a PRISA negou qualquer interferência na decisão da TVI. Sendo assim, outros cenários devem ser colocados: a coisa é ainda mais grave, porque pode ser inclusivamente um “serviço combinado com a CP”.

Adenda: porém, não é isso que o El Mundo diz…

Chegou o momento de despedir os espanhóis

Filed under: josé sócrates,Portugal — O. Braga @ 10:07 am
Tags: , , , ,

«Os espanhóis proprietários da Media Capital, detentora da TVI, há uma semana que preparavam este cancelamento, cuja consequência mais visível é o afastamento de Manuela Moura Guedes da antena. Tinham dado instruções para que a promoção ao programa, na qual aparecia José Sócrates, primeiro-ministro, a fazer acusações à TVI, não fosse para o ar. Juan Luís Cébrian, presidente da Prisa, com ligações ao Partido Socialista espanhol, chamou a si esta decisão. Bernardo Bairrão, director-geral da TVI desde a saída de Moniz, ainda terá tentado demover os gestores.»

Quando uma empresa estrangeira interfere na política nacional, ou convidamo-la a sair a bem vendendo activos, ou nacionaliza-se.

Quinta-feira, 3 Setembro 2009

Mais um golpe maçónico

O único poder que existe em Portugal capaz de encerrar um programa de televisão quando esse programa tem procura por parte do público, é a maçonaria que está por detrás da agenda política de José Sócrates.

A direcção de informação da TVI demitiu-se esta quinta-feira, depois da administração ter anunciado a suspensão do ‘Jornal Nacional de Sexta-feira.

manuela-moura-guedesEstamos em presença de uma auto-censura de uma empresa que contraria o mercado de audiências. Basta esta contradição entre os interesses de mercado de uma empresa e a sua “auto-castração” em relação ao mercado, para vermos o dedo do poder oculto da maçonaria. Uma vergonha, o que se está a passar neste país…

Adenda: Os maçons iberistas em acção: TVI diz que decisão de suspender Jornal de Sexta partiu de Espanha


(more…)

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: