perspectivas

Quinta-feira, 23 Maio 2013

A herança de Luís Filipe Meneses em Gaia

Filed under: A vida custa,Esta gente vota — O. Braga @ 7:04 pm
Tags: ,

Hoje fui as serviços municipalizados da empresa Águas de Gaia pagar a água e constatei que havia imensa gente a pagar facturas vencidas para repor o fornecimento de água depois de corte do abastecimento.

Em Portugal inteiro, o local onde se paga mais por metro cúbico de água é em Gaia. Mesmo que não exista consumo nenhum, o cidadão de Gaia paga sempre por mês entre 15 a 20 Euros de impostos à empresa Águas de Gaia “gerida” por Luís Filipe Meneses. Ou seja, em Gaia não é preciso consumir água para pagar um balúrdio de impostos. E Luís Filipe Meneses diz que é liberal…

Os portuenses que se ponham a pau. A herança de Luís Filipe Meneses em Gaia não augura nada de bom se ele ganhar a Câmara Municipal do Porto. Não há cu que aguente os impostos de Menezes. A Câmara Municipal de Gaia é uma “casa a arder”.

luis filipe menezes napoleao 300 web

Domingo, 20 Janeiro 2013

Perante o populismo de Luís Filipe Meneses, a opção válida é Rui Moreira

Filed under: Coelhismo,Política — O. Braga @ 11:24 am
Tags:

Luís Filipe Meneses é um dos mentores políticos de Passos Coelho, em duo com Miguel Relvas. Convém começar por aqui.

luis filipe menezes napoleao 2 webLuís Filipe Meneses apresentou a sua candidatura à Câmara Municipal do Porto afirmando que 1/ é uma candidatura que abrange a direita conservadora à esquerda radical (?); 2/ pretende fundir as cidades do Porto e Gaia (?).

Convém dizer que Luís Filipe Meneses já tinha anunciado anteriormente que, se fosse eleito presidente da Câmara do Porto, iria construir um túnel por baixo do rio Douro, ligando o Porto a Gaia. No entanto, parece que Luís Filipe Meneses já se esqueceu dessa promessa despesista.

Luís Filipe Meneses é um populista perigoso; deixou a Câmara Municipal de Gaia falida e altamente endividada. Agora, que Luís Filipe Meneses quer “abalar a fugir pela janela fora” e levando o inferno para o Porto, os cidadãos de Gaia dão-se conta da catástrofe financeira em que se encontra a autarquia.

Por exemplo, as dificuldades financeiras, devido ao endividamento excessivo, da CM de Gaia são tantas, que basta que um cidadão da cidade se atrase uma só semana no pagamento da factura do abastecimento de água, para que a CM mande imediatamente cortar a água e cobre 40 Euros pela restabelecimento do abastecimento: ou seja, por uma factura média de 25 Euros de água, o cidadão incauto que se atrasa uma semana no pagamento, vai desembolsar mais do dobro. A Câmara Municipal de Gaia, depois de Menezes, é uma “casa a arder”!

Sexta-feira, 4 Janeiro 2013

Cada época tem o Napoleão que merece

luiz filipe menezes napoleao 1 webluis filipe menezes napoleao 2 web

luis filipe menezes napoleao 3 web

Quinta-feira, 13 Setembro 2012

Luís Filipe Menezes vai levar o inferno de Gaia para o Porto

O actual presidente da Câmara de Gaia e ex-líder do PSD, Luís Filipe Menezes, anunciou, em entrevista à SIC Notícias, a candidatura à Câmara do Porto nas autárquicas de 2013.

via Luís Filipe Menezes anuncia candidatura à Câmara do Porto | Económico.

Depois de ter ateado fogo a Gaia, deixando o município cheio de dívidas, Luís Filipe Meneses vai agora levar o inferno para o Porto. Um dia destes, Rui Rio vai provavelmente ter uma apoplexia, quando verificar que todo o seu trabalho — de muitos anos — de equilíbrio financeiro da Câmara Municipal do Porto, vai sendo destruído por um populista do seu próprio partido.

Sexta-feira, 20 Abril 2012

O diabo ataca a Câmara Municipal do Porto

Depois de ter ateado fogo a Vila de Nova de Gaia, deixando este município com uma das maiores taxas de endividamento das autarquias portuguesas, Luís Filipe Menezes prepara-se para levar o inferno para o município do Porto — em Gaia, quem vier atrás de Menezes que feche a porta!

Menezes não faz a coisa por menos: promete agora ao eleitorado portuense construir um túnel sob o rio Douro que ligue o Porto a Gaia. A bipolaridade de Menezes não lhe permite viver com os pés assentes na terra.

Iberista convicto e traidor da pátria, abencerragem indefectível da defesa da ligação do TGV com Madrid — a capital da Ibéria —, e depois de ter endividado os gaienses, Luís Filipe Menezes prepara-se para comprometer também o futuro dos portuenses.

Domingo, 18 Dezembro 2011

O Luís Filipe “Às Vezes” e o provincianismo saloio

Filed under: A vida custa,Esta gente vota — O. Braga @ 7:56 am
Tags: ,

“Luis Filipe Menezes, alcalde de Vila Nova de Gaia, ha sido el último en expresar en voz alta un pensamiento que lleva ya años instalado en el fútbol portugués: que sus grandes jueguen en nuestra Liga, la mejor del mundo.”

via En Portugal quieren que sus ‘grandes’ jueguen en la Liga española – Libertad Digital.

  • Quem é este idiota provinciano para afirmar, no estrangeiro, que “os portugueses querem alienar o campeonato nacional de futebol”?
  • Quem é esta besta ambulante para falar em nome dos portugueses?
  • Por que é que esta cavalgadura não se preocupa com as dívidas astronómicas da Câmara Municipal de Gaia em vez de dizer asneiras?

Sábado, 9 Julho 2011

Excelente trabalho da Câmara Municipal de Gaia

(more…)

Sexta-feira, 8 Julho 2011

Um recado ao Parque Biológico de Gaia

O PSD e o CDS/PP de Vila Nova de Gaia vão pagar isto com língua de palmo

(more…)

Segunda-feira, 28 Setembro 2009

O que se está a passar agora no PSD é uma vergonha!

Uma das características do partido republicano de finais do século XIX era a de que era um partido de bases, e não era um partido de quadros. Em contraponto, os partidos do rotativismo monárquico eram partidos de quadros mas não eram partidos de base, e portanto, a partir do momento em que os quadros abandonaram os partidos do rotativismo ― e logo que se implantou a república ― os partidos extinguiram-se. Naturalmente que os partidos que evoluíram a partir do velho partido republicano ― como por exemplo, o partido democrático e o partido evolucionista ― rapidamente se transformaram em partidos de quadros também, e por isso foi possível o Sidonismo e a ditadura de 28 de Maio de 1926 que deu origem ao Estado Novo de António de Oliveira Salazar.

Tudo isto para dizer que as acusações que são feitas a Pacheco Pereira responsabilizando-o pela “derrota” do PSD são a manifestação típica de um partido de quadros perante um revés eleitoral. Quem critica Pacheco Pereira são os quadros do PSD ― aqueles que se mudam de um lado para o outro enquanto o diabo esfrega um olho.
(more…)

Sexta-feira, 25 Setembro 2009

Pobrete mas “Allegretto”

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 8:20 pm
Tags: ,

Luís Filipe Menezes afirma-se “patriota”, “nacionalista moderado” e “europeísta convicto”.

matrioskaEu penso que a propensão natural de LFM para o “patriotismo” é de tal grandeza que foi este a causa do seu desarranjo familiar: dedicou-se em full time à causa do amor ao “patriotismo”.
Porém, Menezes ― como beatificamente o padre António Vieira antes dele ― é decididamente mais pela Mátria do que pela Pátria; é uma questão de estilo. O problema é que não existe o substantivo “matriota”, mas sempre podemos substitui-lo por “matrioska”: são exóticas e cabem umas dentro das outras (têm muita arrumação).

Menezes diz que é um “nacionalista moderado” e “europeísta convicto” ― isto é, uma espécie de nacionalista Allegro ma non Troppo em Portugal, Moderato Andantino na União Europeia, e quiçá Grave Larghissimo nos comentários “off-the-record” com os jornalistas do El País. Enfim: Gravissimo

Menezes diz-se convicto de que a “Espanha é o principal objectivo e desafio de Portugal nas próximas décadas”. E europeísta convicto. E como não se afirmou “iberista convicto” como o fez o camarada Mário Lino, foi uma sorte: devia estar num dia “sim”.

Não sei porquê, cheira-me a José Sócrates (Espanha! Espanha! Espanha!). E defende o TGV já! E alguém que vier atrás dele que pague as dívidas astronómicas da Câmara de Gaia. E quem não se endivida até ao pescoço não faz obra! E que se foda a crise que alguém há-de pagá-la, nem que seja vendendo o corpo dos portugueses em andamento Prestissimo Doppio Movimento!

A táctica do puto

Filed under: Política,Portugal — O. Braga @ 2:03 pm
Tags: , , , ,

Eu vivo em Vila Nova de Gaia e sempre votei em Luís Filipe Menezes para a Câmara Municipal. Not anymore… Quando Menezes foi eleito presidente do PSD e era constantemente enxovalhado nos me®dia, algumas vezes aqui eu fiz de seu advogado. Not anymore

A entrevista que LFM deu ontem ao jornal espanhol El País, e tendo em conta o timing da dita, revela a táctica do puto ― lembra-me as traquinices dos putos quando já se julgam chico-espertos. Já não podemos dar um desconto a Menezes por ser lélé-da-cuca; temos que o desculpabilizar por ser um puto. Numa sociedade decente, Menezes é inimputável.

Naturalmente que a falta do meu voto em Menezes não faz grande mossa. O que vai fazer eventualmente alguma mossa é um palanque aqui aberto a denunciar as tácticas do puto, e os contactos que tenho em Gaia. Talvez tenha chegado o momento de Marco António substituir o “César”, porque quem se deita com putos acorda mijado.

Página seguinte »

%d bloggers like this: