perspectivas

Quarta-feira, 18 Fevereiro 2015

O anti-semitismo islamista aumenta em França

Filed under: Europa — O. Braga @ 12:05 pm
Tags: , , , ,

 

Quando dizem, os me®dia portugueses,  que o anti-semitismo em França vem da Front Nationale de Marine Le Pen, os factos no terreno desmentem essa afirmação, embora seja um facto que muita gente da esquerda radical vota Front Nationale.

Mas o anti-semitismo em França vem dos milhões de imigrantes muçulmanos; e não nos podemos esquecer que o Islão foi um bom aliado de Hitler.

Um jornalista francês usou um kippah e passeou-se durante dez horas pelas ruas de Paris.

Domingo, 3 Agosto 2014

A ambiguidade política do liberalismo em relação a Israel

 

 

“A Faixa de Gaza é um gigantesco gueto onde se amontam 1,7 milhões de pessoas num pequeno território sem recursos. Os seus habitantes são refugiados ou seus descendentes expulsos de territórios ocupados por Israel nas últimas décadas.”

Da miséria humana

Naturalmente que se esconde o facto de nenhum país árabe ou islâmico vizinho de Israel ter aceitado acolher os seus “irmãos” árabes palestinianos; e pior: a Jordânia, por exemplo, até os expulsou! Mas ninguém fala nisso: preferem acusar Israel.

Os liberais preferem alinhar com a Esquerda em tudo, excepto nas folhas Excel da economia.

“Face a uma ofensiva militar israelita, os civis não tem escapatória possível. Não há lado nenhum onde um refugiado se possa refugiar.”

A julgar pela opinião liberal, Israel deveria levar com os mísseis lançados de Gaza e ficar “quietinho para não levar mais no focinho”. Os liberais querem um Estado de Israel masoquista. Aliás, os liberais não sabem para que serve o Estado senão para salvar os Bancos privados da falência: para os liberais, são as folhas Excel da economia que dão algum sentido ao Estado quando a Banca privada está em apuros.

Convém lembrar os liberais de alguns factos e notícias recentes, (clique nas imagens) a ver:

liberais1

liberais2

liberais3

Sexta-feira, 1 Agosto 2014

Uma dica sobre o conflito israelo-árabe em Gaza

Filed under: Islamismo — O. Braga @ 8:14 pm
Tags: ,

 

Para ajudar a compreender o conflito entre o Hamas e Israel, aconselho a leitura do livro “A Doença do Islão”, do autor Abdelwahab Meddeb, Editora “Relógio d’Água”, Lisboa 2005.

Quinta-feira, 24 Julho 2014

O Novo Anti-semitismo da Esquerda

 

“La bonne conscience de gauche, habituellement sûre d’elle-même et dominatrice, regarde avec effarement cet objet idéologique imprévu, le nouvel antisémitisme.”

→ Christian Vanneste: “La Gauche ne reconnaît pas son enfant : le Nouvel Antisémitisme”.

Terça-feira, 22 Outubro 2013

Os inimigos de Israel são hoje os inimigos da cristandade

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 1:22 pm
Tags: ,

 

«Meu recado aos judeus é simples: nenhum mal lhes virá pelo lado cristão. Os inimigos de Israel são hoje os inimigos da cristandade. Se vocês querem mesmo saber de onde vem o perigo, leiam o livro do rabino Marvin S. Antelman, To Eliminate the Opiate (Jerusalem, The Zionist Book Club, 2 vols.).»

(Olavo de Carvalho)

Segunda-feira, 21 Outubro 2013

O problema da imigração, e Israel

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 10:38 am
Tags: , , , ,

 

O problema da imigração deve ser analisado a partir de duas perspectivas diferentes: por um lado, o fenómeno migratório em si mesmo, e por outro lado, o tipo de reacção das populações autóctones ou locais à imigração. E vem isto a propósito deste verbete.

(more…)

Terça-feira, 20 Novembro 2012

A narrativa de Daniel Oliveira acerca de Israel

O movimento revolucionário tem o maior desprezo por qualquer nexo causal histórico, e substitui a História por uma narrativa. Ou seja, a História é transformada em estória.

Para quem quiser ler, eis aqui uma carta de um palestiniano que vive hoje no Brasil (PDF).

(more…)

Sexta-feira, 16 Novembro 2012

Israel tem direito à sua defesa

Filed under: Política — O. Braga @ 4:45 pm
Tags:

Sexta-feira, 20 Janeiro 2012

A minha opinião sobre Ron Paul

Filed under: Política — O. Braga @ 1:41 pm
Tags: ,

O meu postal de há dias em que assinei por baixo um artigo de Olavo de Carvalho acerca de Ron Paul, causou perturbação no Facebook; diria mesmo que o artigo de Olavo de Carvalho foi considerado por uma certa “não-esquerda” como sendo uma “heresia”.
(more…)

Quinta-feira, 17 Fevereiro 2011

A ignorância do esquerdalho acerca da História da Palestina

A esquerda, frustrada pela queda retumbante do muro de Berlim, tende agora a reconstruir a História de uma forma muito parecida com o método utilizado por Estaline para erradicar Trotski da História da ex-União Soviética. Depois da fuga de Trotski da URSS, Estaline mandou apagar o nome do relapso comunista de todos os documentos do Estado soviético — incluindo as fotografias. A nova esquerda marxista cultural faz exactamente o mesmo em relação a alguns factos históricos bastamente documentados.

(more…)

Sexta-feira, 4 Fevereiro 2011

A reconstrução do califado

Filed under: Islamismo,Política — O. Braga @ 7:03 am
Tags: , , , , ,

Podemos ver neste mapa aqui ao lado a situação explosiva no médio oriente. Para além do Irão, que é um facto consumado de radicalismo islâmico institucionalizado, temos a cor-de-rosa os países que correm sério riscos de radicalização : a Tunísia, o Egipto, o Iémene, a Jordânia e a Síria. O Sudão, que também tem acesso ao mar vermelho, ainda esta semana realizou um referendo de secessão da zona sul do país, e a instabilidade política também é considerável.
(more…)

Quarta-feira, 9 Junho 2010

As maiorias construídas nos laboratórios da ideologia

A estratégia da nova esquerda — ex-estalinista e/ou ex-trotskista porque os tempos mudaram e a razão prevaleceu — é a construção artificial de maiorias. Por tudo e por nada, vem a lengalenga: “a maioria do povo, isto e aquilo”. Por vezes, existem sondagens realizadas com todo o rigor exigido pelo viés ideológico — tudo para provar a existência de uma maioria previamente definida e estabelecida. Contudo, é essa esquerda, que se pavoneia com as sua “maiorias” nos bolsos, que recusa referendos senão quando tem a certeza de que a ideologia vence. Desde que possível e ao alcance do seu poder, a esquerda nunca corre riscos de ceder à vontade do povo.
(more…)

Página seguinte »

%d bloggers like this: