perspectivas

Sexta-feira, 9 Março 2012

Durão Barroso: o “cu de pedra” da União Europeia

Segundo o critério das Nações Unidas, uma ONG [Organização Não-governamental] é aceite naquela organização internacional na medida em que não seja financiada por governos; ou seja, a partir do momento em que uma ONG é financiada por um qualquer governo, deixa automaticamente de ser creditada na ONU como sendo uma ONG (Organização Não-Governamental).

Respondendo ao escândalo público que constituiu o financiamento da ILGA-Europa por parte da Comissão Europeia, Durão Barroso escreveu, preto no branco e sem deixar quaisquer dúvidas, que “a União Europeia não se rege pelos critérios da ONU em relação às ONG’s”. Segundo Durão Barroso, a atribuição de financiamentos a organizações políticas da sociedade civil — como é o caso da ILGA-Europa — por parte da União Europeia, depende apenas e só do critério totalmente arbitrário e nepotista da elite política e burocrática europeia sediada em Bruxelas.

Na ex- URSS, Molotov era conhecido pelo apelido de “cu de pedra”, porque foi o exemplo supremo do burocrata — sentado num cadeirão do Poder — que se alcandora a uma posição de relevo no Partido Comunista e na sociedade.

No leviatão europeu também existe um “cu de pedra”: Durão Barroso.

Terça-feira, 30 Novembro 2010

As ligações do lóbi político gayzista à promoção da pedofilia

Filed under: Pedofilia — orlando braga @ 10:18 am
Tags: , , , ,

A Amazon teve à venda um livro com o título “The Pedophile’s Guide to Love and Pleasure: A Child-Lover’s Code of Conduct”. O livro acabou por ser retirado do mercado pela Amazon depois de uma onda de protestos nos Estados Unidos que incluíram ameaças de recurso aos tribunais — embora a Amazon se recusasse, de início a retirar o livro e só o tenha feito depois de algum tempo.

Como é que um livro destes é editado, publicado e vendido por uma editora de referência online como é a Amazon ? Qualquer cidadão norte-americano (que não seja um nome conhecido ou mesmo consagrado no mercado dos livros) que queira publicar um livro e vendê-lo através da Amazon, tem que investir muito dinheiro na promoção do seu livro. Isto é um facto.

A pergunta que deve ser feita é a seguinte: quem financiou a edição, publicação, promoção e venda do livro na Amazon? Quem teria a força política necessária para convencer a Amazon a colocar o livro nos seus escaparates? Quem teria o poder suficiente para convencer a Amazon a não retirar imediatamente a venda do livro quando os primeiros protestos ocorreram?

Não nos podemos nunca esquecer de que a NAMBLA (North American Man/Boy Love Association) fez parte da ILGA até finais da década de 90, quando Bill Clinton exigiu a saída da NAMBLA da ILGA em troco de apoio estatal ao lóbi gayzista. As ligações entre o movimento político gay e a pedofilia estão documentadas e provadas. Não é preciso ser muito inteligente para saber quem esteve por detrás da promoção e venda do livro na Amazon.

Terça-feira, 9 Junho 2009

Estudo científico revela que as crianças adquirem a homossexualidade por aculturação e educação

adopcaoUma das bandeiras da propaganda gayzista protagonizada pelo activismo gay da ILGA, da Ex-aequo e outras organizações patrocinadas pelo governo de José Sócrates, é o slogan segundo o qual “a homossexualidade não se pega” e que, portanto, as crianças podem perfeitamente ser educadas por duplas de gays, e o homófobo é “lélé da cuca”.

O argumento segundo o qual “a homossexualidade não se pega” foi recentemente utilizado pelos gayzistas patrocinados pelos governo de Sócrates e pelo Bloco de Esquerda para defender não só o “casamento” gay como a adopção de crianças por duplas de avantesmas.
(more…)

Domingo, 6 Julho 2008

Semântica politicamente correcta

A palavra “natalidade” queima a língua do governo socialista. Vejam a declaração do representante da Segurança Social no programa da RTP1, “Barriga de Amor”:

A função do governo não é promover a natalidade, mas é antes a de criar as condições para que a maternidade seja facilitada, nomeadamente através da criação de estruturas sociais adequadas como creches e infantários, de apoios financeiros e da revisão da lei laboral que apoie as mulheres grávidas, etc.”

Em suma: a função do governo de Sócrates não é promover a natalidade, é antes a de promover a natalidade. Uma coisa é promover a natalidade, e outra coisa é promover a natalidade.

Promovendo a natalidade, o governo de Sócrates estaria a interferir com o conceito de família e com a necessidade implícita de proteger a união entre um homem e uma mulher (ofendendo a Opus Gay e a ILGA Portugal), enquanto que, pelo contrário, promovendo a natalidade o governo limita-se a apoiá-la sem preconceitos sobre a reprodução associada à união entre um homem e uma mulher. Segundo o representante deste governo, uma coisa não tem nada a ver com outra.

Quarta-feira, 23 Abril 2008

Lá, como cá

Filed under: Hydra gay,politicamente correcto — orlando braga @ 12:03 am
Tags: ,



Uma das falácias do Movimento Gay

«O movimento gay no Brasil, juntamente com o governo federal, têm feito um esforço descomunal na tentativa de convencer a opinião pública brasileira de que os homossexuais estão sofrendo uma verdadeira “caça as bruxas” no país. Isto não é verdade, basta ver a extrema tolerância da população em relação a estas pessoas, nas assim chamadas paradas do “orgulho” gay.

Dados do Congresso Nacional mostram que de 1980 a 2005 cerca de 800 mil pessoas foram assassinadas no Brasil, dentre elas cerca de 2511 eram homossexuais, conforme publicação do próprio site do Grupo Gay da Bahia (http://www.ggb.org.br/assassinatos2005c.html), isto é, menos de 0,5% eram homossexuais. Isto nos mostra uma extrema contradição entre o afirmado e a realidade, pois o movimento gay declara que o número de homossexuais na população brasileira atinge o percentual de 10%, enquanto que o percentual de assassinatos atinge menos de 0,5 por cento. Ou a população gay não atinge 10%, ou não estão sofrendo a alegada perseguição que seus defensores tanto apregoam, pois se assim o tivessem teríamos não apenas 2511 mortes em 25 anos, mas o número de 80 mil mortes, já que tivemos 800 mil assassinatos no país neste período.»

Ler o resto.

Quinta-feira, 31 Janeiro 2008

Justiça manipulada pelo lobby gay

Filed under: Hydra gay,Justiça — orlando braga @ 5:50 pm
Tags: , , , , ,

Elaine Huguenin, uma fotógrafa profissional americana foi processada judicialmente junto do New Mexico Human Rights Division — um departamento do Estado americano que julga violações de direitos humanos — por se ter recusado a fotografar uma cerimónia de “compromisso” entre duas lésbicas, alegando ter convicções cristãs que não se coadunam com este tipo de cerimónias. Ler história aqui.

Em nome dos direitos humanos, e como já acontece na Europa, o lobby gay consegue já manipular a lei e a justiça, atropelando o direito dos cidadãos às suas convicções religiosas.

Sexta-feira, 2 Novembro 2007

Barcelona e o turismo sexual

Temos a ideia de que o turismo sexual pedófilo é um fenómeno exclusivo de alguns países do Extremo-oriente, e não nos damos conta que o fenómeno alastra na Europa.
O governo autónomo da Catalunha anunciou há dias a sua adesão, como membro de pleno direito, à organização internacional ILGA (International Lesbian and Gay Association), tornando-se a Generalitat (o governo catalão) o primeiro governo do mundo a juntar-se a uma organização que promove a pedofilia. Zapatero e o governo socialista não se opuseram a esta adesão – e segundo a constituição espanhola, podiam tê-lo feito.
(more…)

The Rubric Theme. Blog em WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 450 outros seguidores