perspectivas

Domingo, 19 Janeiro 2014

A situação política na Grécia é de explosão iminente

Filed under: A vida custa,economia,Europa — orlando braga @ 5:22 pm
Tags: , , ,

 

A situação política e económica na Grécia é de explosão iminente. É mais do que provável — é quase uma certeza — de que a Grécia não vai pagar os 325 mil milhões de Euros que a Troika emprestou ao longo de três programas de resgate; e é quase certo que cada português vai ter que pagar 20.000 Euros para que os gregos não paguem nada.

O partido SYRIZA (tipo Bloco de Esquerda, em Portugal) é já o partido maioritário na Grécia. E este partido assegura que os 325 mil milhões emprestados pela Troika vão pela pia abaixo.

A situação política é a seguinte: o PASOK (Partido Socialista) está nos 3% das intenções de votos e tende a desaparecer do parlamento. O partido da Nova Democracia de Samaras está nos 16%, e o partido radical SYRIZA está nos 25%. O partido dito de “extrema direita”, Amanhecer Dourado, está nos 11%. O Partido Comunista está nos 5%; e 13% dos eleitores estão indecisos.

Portugal pediu à Troika apenas 78 mil milhões de Euros, ao passo que a Grécia já pediu à dita 325 mil milhões de Euros. E, no final de contas, cada português ainda vai pagar 20 mil Euros por causa da dívida grega que não vai ser paga, apesar dos grandes sacrifícios que os portugueses já estão a fazer. Ou seja, o crime compensa, e os burros somos nós. Somos entroikados pela Troika e pela Grécia.

Sábado, 2 Novembro 2013

Tragédia humanitária: Portugal estará pior do que a Grécia em 2014

 

A população portuguesa abaixo do nível de pobreza era de 18% em 2006, e na Grécia era de 20% em 2009. Hoje, o nível de pobreza é (alegadamente) de 25% em Portugal e tende a aproximar-se do nível de pobreza grego em 2014. Entretanto, os banqueiros portugueses estão hoje no topo dos banqueiros mais bem pagos em toda a Europa, e com a conivência política de Passos Coelho.

(more…)

Sexta-feira, 14 Junho 2013

Sobre a greve dos professores e sobre fecho da televisão grega

Filed under: Geral — orlando braga @ 9:59 pm
Tags: , , , ,

O fecho da televisão pública grega foi um acto radical, tão radical quanto as estatizações revolucionárias de empresas privadas, a que assistimos depois do 25 de Abril de 1974. A Troika é tão radical quanto o estalinismo, embora de sinal contrário. O radicalismo da Troika vai deixar marcas indeléveis na Grécia, e vai suscitar um radicalismo de sinal oposto; ninguém tenha dúvidas disso.


Os professores que assim o entenderem têm o direito a fazer a greve marcada para Segunda-feira, mas os professores que não quiserem fazer a greve não podem ser perseguidos politicamente. O governo tem que assegurar que os professores que não quiserem aderir à greve não tenham problemas políticos dentro da escola. A escola não é, em princípio, um lugar político.

Segunda-feira, 3 Junho 2013

Os dois radicalismos que irão devastar a Europa: globalismo e neonazismo

Filed under: Europa — orlando braga @ 4:15 pm
Tags: , , , , ,
neoliberalismo-radical-mirra-amarral-600 web.jpg

Globalismo

neonazismo-480-web.jpg

Neonazismo

Pelo menos na Grécia, os globalistas vão perder a batalha – a não ser que este país saia do actual double blind em que se encontra. E os neonazis vão ganhar devido à natureza antidemocrática do globalismo que impede que se afirme moralmente entre os povos da Europa. O neonazismo é um mal, mas é mal menor quando comparado com o outro mal.

Segunda-feira, 13 Maio 2013

Grécia e Portugal: no Euro, o crime compensa

greece-gdp-per-capita

portugal-gdp-per-capita

Nota: os dados abaixo referem-se ao PIB per capita em US Dollars com ajustamento da inflação. O termo “preços constantes” refere-se à avaliação de preços reais durante o período de 2004 a 2012. (fonte: aqui e aqui)

Se repararmos nestes gráficos, concluímos o seguinte:

grecia portugal pib per capita 650 web

 

1/ O ganho real do PIB per capita português entre finais de 2012 e 2004, foi de 1,38%. Se fizermos a análise de ganhos reais entre 2012 e 1999 (ano de entrada de Portugal no Euro), os ganhos são negativos, o que significa que os portugueses perderam poder de compra real com a entrada no Euro.

2/ Mesmo com as aldrabices gregas, no final de 2012 os gregos tinham ainda um ganho real de PIB per capita de quase mais 10% em relação ao português. O crime compensa.

3/ As actuais medidas do governo de Passos Coelho de mais impostos sobre os reformados vai fazer com que o fosso entre o actual nível de vida dos gregos e dos portugueses se acentue. Porém, todo o mundo fala na desgraça grega, mas ninguém fala da portuguesa. E por quê? Porque temos um governo bovinotécnico cuja função é tornar invisível, a nível internacional, a miséria portuguesa..

4/ repare-se na coluna F da folha de Excel: a diferença real entre o nível de vida grego e o português chegou a ser de 23,5% em 2008! Mesmo assim, em 2012 foi de 9,47%.

Quarta-feira, 16 Janeiro 2013

113.500 pensionistas mortos recebem a sua reforma na Grécia

Filed under: A vida custa — orlando braga @ 7:59 pm
Tags:

A Grécia é o único país da Europa — e quiçá do mundo — onde os mortos recebem a sua pensão de reforma.

Trata-se de um milagre! O Estado grego já conseguiu que 63.500 mortos pensionistas deixassem de receber as suas pensões, mas ainda há cerca de 50.000 pensionistas mortos teimosos que não abdicam das suas pensões. E estes são apenas os casos conhecidos! : se calhar, ainda há muitos mais falecidos que não abdicam do direito à reforma…!

Quando falamos na Grécia, e apesar de termos pena do drama do povo grego, vem-nos à memória muitos casos como este. E por causa dos pensionistas gregos já falecidos, pagam os outros países europeus que estão em dificuldades económicas.

Sexta-feira, 22 Junho 2012

Pudera não! caros ouvintes…!

Filed under: A vida custa — orlando braga @ 6:14 pm
Tags:

El designado nuevo ministro de Finanzas griego, el banquero Vassilios Rápanos, ha tenido que ser hospitalizado tras sufrir un desmayo, por lo que no podrá jurar su cargo como estaba previsto, informaron fuentes oficiales.

via Gafe en el Gobierno de Grecia: hospitalizan a Samaras y al ministro de Finanzas – Libertad Digital.

Segunda-feira, 18 Junho 2012

Sobre as eleições na Grécia

Filed under: Europa,Política — orlando braga @ 8:01 am
Tags: ,

As eleições na Grécia demonstraram que 1) o país está polarizado politicamente; 2) que a situação (ainda) não descambou totalmente porque a Grécia está isolada internacionalmente (ausência de apoio político externo de ruptura, pelo menos, explícito e visível); 3) e que a plutocracia internacional [os donos da dívida grega] está a cometer um erro idêntico ao que cometeu, no passado recente, o materialismo dialéctico, ao reduzir as causas dos fenómenos sociais a uma só causa: a económica.
(more…)

Sábado, 2 Junho 2012

A prova dos nove sobre esta União Europeia

Filed under: Europa,politicamente correcto — orlando braga @ 9:08 am
Tags: , ,

Ainda vamos ver a União Europeia, e sobretudo a Comissão Europeia de Durão Barroso, ceder em toda a linha às reivindicações da esquerda radicalíssima da Grécia, e continuar a perseguir a Hungria e a boicotar os empréstimos financeiros aos húngaros que elegeram um governo conservador. A verdadeira face da União Europeia revelar-se-á, então, escancarada, mediante os factos.

Sexta-feira, 18 Maio 2012

Com a saída da Grécia do Euro, é provável a criação de um “governo económico alemão da União Europeia”

Filed under: economia,Europa — orlando braga @ 9:22 pm
Tags: , , ,

A provável saída da Grécia do Euro pode despoletar um reforço do leviatão europeu com sede na Alemanha. Em vez de enfraquecer a actual discricionariedade política alemã na União Europeia, a saída da Grécia do Euro vai reforçar o Diktat alemão.

Por exemplo, um esquema de garantia de depósitos europeu, que garanta também uma eventualidade de desvalorização do Euro, e que sirva para evitar uma fuga massiva de capital da zona Euro [na ordem dos 300 mil milhões de Euros], vai tornar a Alemanha literalmente a “dona da Europa”.

Se a Grécia ficar no Euro, a Alemanha ganha; e se a Grécia sair do Euro, a Alemanha ganha ainda mais, porque as eventuais perdas da Alemanha decorrentes do default grego serão compensadas pelo assunção de “dona do jogo europeu” — “quem parte e reparte, e não fica com a melhor parte, ou é burro ou não tem arte!”.

Domingo, 13 Maio 2012

Assino por baixo com as duas mãos

Filed under: Democracia em perigo,Europa — orlando braga @ 10:20 am
Tags: , , , ,

O comportamento de chantagem europeu já é hoje um dos factores da crise grega suscitando o nacionalismo e radicalizando-o.

Se, face a Hollande, se põe a dizer que a sua eleição e o seu programa são apenas para ser engolidos pela garganta abaixo na primeira ocasião, com mais ou menos discrição, e que está proibido sequer de fazer alguma coreografia de diferenciação, com medo que isso gere tentações em Espanha, na Itália, na Irlanda, Grécia ou Portugal, e assuste os “mercados” — arriscam-se a ter da próxima vez a senhora Le Pen.”

via ABRUPTO.

Sábado, 12 Maio 2012

Durão Barroso convida a Grécia a sair da União Europeia

Filed under: Europa — orlando braga @ 7:04 pm
Tags: , , ,

“Pendant ce temps-là, José Manuel Barroso laisse entendre que la Grèce ferait mieux de quitter l’Union européenne : « J’ai beaucoup de respect pour la démocratie grecque et le Parlement grec, mais je dois aussi respecter les 16 autres Parlements nationaux de la zone euro qui ont approuvé le plan d’aide à la Grèce. Tout le monde doit respecter les accords. C’est comme dans un club. Je ne veux pas parler d’un pays spécifique mais si un pays ne respecte pas les règles, mieux vaut qu’il parte. »

via Grèce : le point sur le chaos (χάος) : Le blog d'Yves Daoudal.

Eu aproveitava logo o convite.

Página seguinte »

The Rubric Theme Blog em WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 449 outros seguidores