perspectivas

Domingo, 6 Fevereiro 2011

A plutocracia sociopata da actualidade

Os recentes acontecimentos no médio-oriente devem servir de aviso para aqueles que mais beneficiam com a globalização: a nova elite plutocrata e globalista. De repente, as minas de ouro do terceiro mundo podem transformar-se num pesadelo financeiro.

Em termos gerais, a globalização que se verificou a partir dos anos 90, fez estagnar as economias da Europa e dos Estados Unidos. Essa estagnação das economias europeias e americana foi disfarçada pelo aumento dos défices públicos e aumento das dívidas externas, e pela bolha imobiliária que explodiu em 2007/2008 e mostrou a verdadeira face do problema. É certo que as populações da China e de outros países emergentes beneficiaram um pouco com a actual globalização; porém, a clivagem entre ricos e pobres, na Europa e nos Estados Unidos, aumentou de uma forma brutal.

Entre 2002 e 2007, 65% do total da riqueza produzida nos Estados Unidos foi para os bolsos de apenas 1% da população americana. Os números na Europa são semelhantes e, em alguns países, até mais desequilibrados. Os pequenos ganhos em qualidade de vida que verificamos nos países emergentes e do terceiro mundo, em resultado da globalização, servem de argumento político e económico para fazer estagnar os rendimentos da maioria da população da Europa, ao mesmo tempo que a nova elite plutocrata emergente enriquece de uma forma obscena.
(more…)

Sábado, 5 Fevereiro 2011

Casamento no Cairo

Filed under: curiosidades — O. Braga @ 11:52 pm
Tags: ,

(more…)

A cidadania árabe

Filed under: cultura,Islamismo,Política — O. Braga @ 7:03 am
Tags: , , , , ,

O Twitter é uma Babel moderna, não só no sentido estritamente bíblico mas também no sentido em que é um meio de propaganda política e ideológica. O Twitter substituiu a política panfletária a que assistimos, por exemplo, nos anos 70 e 80 — já não há necessidade de distribuir panfletos à passagem do transeunte. E quem não usa o Twitter, usará certamente outra rede social, como por exemplo, o Facebook; e existem hoje pequenos programas, como o TweetDeck ou o Yoono, que permitem fazer a imediata transposição da informação de um lado para outro. Ou seja, mesmo que não se use o Twitter, a informação veiculada naquele espaço acaba por passar para uma outra rede social qualquer.

No último dia, tenho vindo a seguir a informação do Twitter sobre o que se passa no Cairo. A minha conclusão é a seguinte: 99% da informação que passa no Twitter é pura propaganda política e factualmente falsa. E essa propaganda política e falsas noticias são alimentadas por alguns meios de comunicação social (vulgo me®dia ), como por exemplo a CNN e a Aljazeera.
(more…)

Sexta-feira, 4 Fevereiro 2011

Um milhão de pessoas na praça Tahrir: exemplo da propaganda dos me(r)dia

Filed under: me®dia,Política — O. Braga @ 9:35 pm
Tags: , ,

Será que havia um milhão de pessoas na Praça Tahrir, no Cairo? Este artigo desmonta a propaganda dos me(r)dia.

O erro do Ocidente em relação ao Islão

Filed under: Islamismo,Política — O. Braga @ 8:05 pm
Tags: , , , , ,

Aconselho a leitura deste artigo assinado por Diana West.

Such is “universalist” gospel. Universalists believe all peoples prefer freedom to its absence, which is probably true. But they also believe all peoples define “freedom” in the same way. Is that true?

The answer — and first concept — is no. The entry on freedom, or Hurriyya, in the “Encyclopedia of Islam” describes a state of divine enthrallment that bears no resemblance to any Western understanding of freedom as predicated on the workings of the individual conscience.

According to the encyclopedia, Islamic freedom is “the recognition of the essential relationship between God the master and His human slaves who are completely dependent on Him.”

Ibn Arabi, a Sufi scholar of note, is cited for having defined freedom as “being perfect slavery” to Allah. To put it another way, Islamic-style “freedom” is freedom from unbelief.

(more…)

A reconstrução do califado

Filed under: Islamismo,Política — O. Braga @ 7:03 am
Tags: , , , , ,

Podemos ver neste mapa aqui ao lado a situação explosiva no médio oriente. Para além do Irão, que é um facto consumado de radicalismo islâmico institucionalizado, temos a cor-de-rosa os países que correm sério riscos de radicalização : a Tunísia, o Egipto, o Iémene, a Jordânia e a Síria. O Sudão, que também tem acesso ao mar vermelho, ainda esta semana realizou um referendo de secessão da zona sul do país, e a instabilidade política também é considerável.
(more…)

Quarta-feira, 2 Fevereiro 2011

A revolução egípcia (cartoon)

Filed under: Humor,Política — O. Braga @ 7:53 am
Tags:

Terça-feira, 1 Fevereiro 2011

O “triple blind” egípcio

Filed under: globalização,Política — O. Braga @ 8:03 am
Tags: , , , ,

Enquanto que a Aljazeera incentivava o ódio entre a população egípcia, o preço do petróleo em bruto aumentava, e o Catar, onde está sediada a Aljazeera, vê assim aumentar os seus lucros como produtor de petróleo e gás natural. Entretanto, Mubarak mandou fechar os escritórios da Aljazeera no Cairo. Ou seja: a mais remota possibilidade de a Irmandade Islâmica egípcia poder chegar perto do Poder fez disparar o preço do petróleo, na medida em que o canal do Suez é controlado pelo Egipto.

No Egipto temos hoje uma situação de triple blind : Mubarak, Elbaradei e/ou a Irmandade Islâmica.
(more…)

Sexta-feira, 28 Janeiro 2011

Atento aos Tuites do #Cairo

Filed under: Política — O. Braga @ 8:55 pm
Tags: ,

http://twitter.com/#!/search?q=%23Cairo

Uma das ilusões do ocidente é acreditar que a democracia parlamentar de tipo anglo-saxónico é facilmente aplicável em todas as culturas do planeta. E mais: se algumas culturas não se adaptam à democracia, então devem ser mudadas radicalmente e uniformizadas pelo padrão cultural anglo-saxónico.
(more…)

« Página anterior

%d bloggers like this: