perspectivas

Domingo, 25 Abril 2010

A extrema-direita e a guerra cultural na Europa

A imagem da extrema-direita no poder — ou pelo menos influenciando decisivamente o poder político — em alguns dos mais importantes países da Europa, já não é uma miragem. Por exemplo, o British National Party é um exemplo da ascensão irrefutável de um partido de extrema direita em um país tradicionalmente democrático. Embora todos os fascistas e neonazis ingleses apoiem o BNP, a esmagadora maioria dos apoiantes desse partido é gente comum e sem nenhuma simpatia especial pela ideologia. E o partido está a crescer: conta com a eleição de dois ou mesmo três deputados para a Câmara dos Comuns nas próximas eleições.

E a culpa do que está a acontecer com a ascensão evidente deste tipo de forças políticas na Europa, é da esquerda que através das ideologias niilistas e de rendição ou haraquiri cultural, empurrou o cidadão europeu comum para um beco sem saída. Cada vez mais se torna evidente que a extrema-direita é, para o inglês comum, o mal menor: o pensamento único impera com o partido conservador inglês a virar claramente para o centro-esquerda, o partido trabalhista transformado em um movimento nitidamente marxista, o multiculturalismo afirma-se com a auto-formação de guetos islamitas que, aliados aos marxistas do partido trabalhista, lançaram uma Jihad cultural sem precedentes contra o os valores tradicionais que incluem os do cristianismo. Em consequência da Jihad cultural produto da aliança Marx – Maomé, o crime e a violência aumentam nas ruas inglesas enquanto a política correcta, a sub-informação e pseudo-informação dos me®dia assumem um papel de silenciamento dos factos.

A esquerda europeia está a criar uma situação social e cultural insustentável a médio prazo. A ideia de que “o fascismo nunca mais” é pura retórica. A esquerda neomarxista está a levar, propositadamente, as contradições ideológicas e culturais até a um limite de onde só podemos esperar violência apoiada pelo cidadão comum.

The Rubric Theme Blog em WordPress.com.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 447 outros seguidores