perspectivas

Terça-feira, 15 Maio 2012

Sondagens já dão vitória a Mitt Romney nas próximas eleições nos Estados Unidos

Filed under: Obamacrimes — O. Braga @ 10:04 pm
Tags: , ,

“El casi seguro candidato republicano para las presidenciales de noviembre en EEUU, Mitt Romney, aventajó con un 46% de apoyo al presidente Barack Obama, que obtuvo un 43%, en una encuesta de CBS/New York Times publicada este martes.”

via Romney ya gana a Obama en las encuestas – Libertad Digital.

Domingo, 13 Maio 2012

A mulher na sociedade burogâmica de Barack Hussein Obama

Como é possível alguém defender o princípio da autonomia do indivíduo e, simultaneamente, vincular a vida desse indivíduo à tutela do Estado? Eu penso que existe uma contradição fundamental na Esquerda obamista.

Deparei-me com esta campanha obamista “Life of Julia” [A Vida de Júlia]. A Júlia é o exemplo ficcionado de uma mulher americana de raça branca que vive a vida inteira dependente ao Estado, em vez de basear a sua vida na estrutura institucional da família. A Júlia é o protótipo do ideal da mulher segundo a esquerda obamista.
(more…)

Quinta-feira, 10 Maio 2012

Obama apoia “casamento” gay 48 horas depois de ameaça de corte de fundos

Filed under: ética,homocepticismo,Homofascismo,Obamacrimes — O. Braga @ 9:30 pm
Tags: ,

“A review of Obama’s top bundlers, who have brought in $500,000 or more for the campaign, shows that about one in six publicly identify themselves as gay. His overall list of bundlers also includes a number of gay couples who have wed in jurisdictions where same-sex marriage was legal.”

via Obama openly supports gay marriage: 48 hours after top gay donors cut off funding « Wintery Knight.

Obama apoia “casamento” gay 48 horas depois de um grupo de financiadores homossexuais da sua campanha eleitoral, ter ameaçado retirar o seu apoio financeiro a Obama para a campanha eleitoral do próximo Outono.


BuzzFeed reported that Obama’s campaign collected an astonishing $1million within 90 minutes after the ABC News interview aired.

But while gay rights advocates applauded Obama’s announcement on Wednesday, Republicans accused the commander-in-chief of pulling off a cynical political manoeuvre.”

via Gay marriage: Barack Obama's shift on same-sex marriage nets $1m in 90 minutes | Mail Online.

Quarta-feira, 2 Maio 2012

Nem queria acreditar, quando li isto…!

Filed under: A vida custa,Obamacrimes,Política — O. Braga @ 5:43 pm
Tags: , ,

“In order to recognize the American spirit of loyalty and the sacrifices that so many have made for our Nation, the Congress, by Public Law 85-529 as amended, has designated May 1 of each year as “Loyalty Day.” On this day, let us reaffirm our allegiance to the United States of America, our Constitution, and our founding values.

NOW, THEREFORE, I, BARACK OBAMA, President of the United States of America, do hereby proclaim May 1, 2012, as Loyalty Day. This Loyalty Day, I call upon all the people of the United States to join in support of this national observance, whether by displaying the flag of the United States or pledging allegiance to the Republic for which it stands.”

via Presidential Proclamation — Loyalty Day, 2012 | The White House.

Já não chega o facto de o 1º de Maio ser dia do trabalhador: o marxista Barack Hussein Obama proclamou o 1º de Maio como o “Dia da Lealdade”. E estou aqui, a rir… a imaginar as fauces de alguns bloguistas neoliberais que adoram Barack Hussein Obama … 😆

Terça-feira, 24 Abril 2012

Cada um coloca em cima da mesa aquilo que a educação lhe deu

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 9:55 am
Tags: ,

“TWO YEARS ago, Israelis comentators were reportedly strongly critical of Obama for propping his feet up on his desk while talking to Prime Minister Benjamin Netanyahu by phone. The pose was considered extremely disrespectful.”

via The Thinking Housewife › Obama’s Sole.

Quinta-feira, 29 Março 2012

Obama pode vir a ter uma “morte macaca”

Filed under: me®dia,Obamacrimes — O. Braga @ 5:43 am
Tags: , , ,

“Em 31 de Dezembro, quando o povo estava distraído festejando o Ano Novo, Obama assinou o Defense Authorization Act, que lhe dava, simplesmente, o direito de mandar matar ou de prender por tempo indefinido, sem processo nem habeas corpus, qualquer cidadão americano.”

via O advento da ditadura secreta.

Este artigo de Olavo de Carvalho revela alguns factos acerca de Obama que os me®dia escondem propositadamente da opinião pública. Porém, penso que existe uma “possibilidade pesada” de Obama acabar com um tiro na cabeça — como é, aliás, o desígnio tradicional dos tiranos na cultura anglo-saxónica.

Domingo, 18 Março 2012

Obama: provavelmente a maior fraude de legitimidade política de todos os tempos

Filed under: Obamacrimes — O. Braga @ 10:03 am
Tags: , , ,

“Que Obama seja o “Presidente da Manchúria”, que por trás da súbita e misteriosa ascensão de um ilustre desconhecido ao comando da nação americana haja um vasto esquema de ocultação e manipulação, a maior fraude política de todos os tempos, é coisa que, no meu modestíssimo e louquíssimo entender, já nem se discute. Quem quer que ainda tenha dúvidas a respeito sofre de Síndrome do Piu-Piu em estado terminal.”

via Teoria da Pura Coincidência.

  • No arquivo do hospital de Mombaça, ainda do tempo do Quénia como colónia inglesa, desapareceram os registos dos nascimentos das crianças nascidas durante a semana de 1961 em que Obama nasceu.
  • Nos Estados Unidos, os registos da Imigração relativos àquele mesmo período de tempo, desapareceram.
  • No Arquivo Nacional em Washington, os registos daquela semana de 1961, desapareceram.
  • Os registos, respeitantes a esse mesmo período de tempo em 1961, pertencentes às companhias aéreas que operavam entre os Estados Unidos e o Quénia, desapareceram.
  • Obama gasta um milhão de Euros em advogados para garantir a interdição do acesso ao documento original da sua certidão de nascimento.


Eu estou como os espanhóis que dizem que ¡Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay!.

Terça-feira, 13 Março 2012

A política cultural gayzista de Obama e Hillary Clinton, falha em África

“On January 19, three days after Clinton attended the second-term inauguration ceremony of Liberian President Ellen Johnson Sirleaf, a winner of the 2011 Nobel Peace Prize, Sirleaf’s press secretary announced that she would veto any legislation allowing gays to wed or legalizing homosexuality.

In February, a Liberian lawmaker introduced legislation that would ban gay marriage. The bill, an amendment to existing legislation banning incestuous marriages and polygamy, would make gay marriage a first-degree felony, with prison sentences of up to ten years.”

via The Obama Administration’s Bold but Risky Plan to Make Africa Gay-Friendly – Robbie Corey-Boulet – International – The Atlantic.

Barack Obama e a abortista Hillary Clinton adoptaram uma política de chantagem em relação aos países africanos: ou legalizam o “casamento” gay, ou os Estados Unidos não apoiam o desenvolvimento de África.

Ora, o que acontece é que as reacções dos países africanos em geral contra a agenda política obamista — nomeadamente da Libéria que é maior aliado dos Estados Unidos em África, através da presidente liberiana e prémio Nobel da Paz Ellen Johnson Sirleaf [na imagem abaixo] — revelam que a estratégia política radical de Obama de promoção da cultura de morte em África saiu furada.

Os países africanos ainda vão ter, um dia, a missão de civilizar a Europa.

Domingo, 11 Março 2012

Obama conduz um golpe-de-estado de baixa intensidade

Filed under: Obamacrimes — O. Braga @ 7:57 am
Tags: , ,

“A prosecutor has decided to pursue and possibly charge members of El Paso area churches who promoted petitions opposing the city administration’s decision to implement benefits for same-sex partners even after voters decided not to allow that.

via Christians who signed petitions investigated.

Há dias, um editorial do jornal russo “Pravda” perguntava o que era feito da liberdade de informação dos Estados Unidos. Não deixa de ser irónico que um jornal da ex-URSS chegue à conclusão de que a liberdade de expressão nos Estados Unidos de Obama se esfuma a cada dia que passa. E o que é espantoso é que aqueles que aparentemente mais pugnam pela liberdade de expressão são os que mais acerrimamente apoiam Barack Obama para um segundo mandato.

Nos Estados Unidos de Obama, o sistema de justiça transforma-se paulatinamente em um instrumento de acção política da esquerda radical coordenada por Obama e seus apoiantes. Existe hoje uma tendência evidente de Obama para governar por decreto e sem a aprovação explícita e clara dos representantes do povo americano; e quando Obama é impedido de governar por decreto, avança a quinta coluna do radicalismo político obamista: o sistema judicial.

É assim, por exemplo, que o referendo popular da Califórnia sobre o “casamento” gay foi anulado por decisão de um só juiz, que por sinal é homossexual. A justiça americana não só decide em causa própria, como chega ao ponto de legislar pela negativa, na medida em que — em termos práticos e objectivos — “veta” leis aprovadas pelos representantes do povo americano.

É assim, também, que os promotores de uma petição pública, que pretende reforçar a aplicação da lei aprovada pelos representantes do povo de El Paso, são processados, perseguidos e ameaçados de prisão pela Justiça obamista, e são assim interditados do seu direito à liberdade de expressão.

Os Estados Unidos estão hoje sob um golpe-de-estado de baixa intensidade coordenado por Barack Obama e pela esquerda mais radical. A Constituição americana tem vindo a sofrer sérios atentados à sua legitimidade — e já nem se fala na sua legalidade! —, a começar pela pesporrência com que Obama encarou as exigências provenientes de vários quadrantes políticos, no sentido de provar documentalmente a sua legitimidade para ser presidente dos Estados Unidos.

Sábado, 10 Março 2012

A Wikipédia é uma vergonha!

Em 2004 tive uma breve experiência como colaborador da Wikipédia, mas depois de ter sofrido a primeira censura em relação a factos concretos, desisti da empreitada. A Wikipédia é um antro de radicais esquerdistas.

A última censura de factos perpetrada pela Wikipédia diz respeito às relações pessoais muito próximas que existiram entre o professor da universidade de Harvard, Derrick Bell, e Barack Obama. Derrick Bell foi o professor negro que afirmou num programa de televisão que “eu vivo exclusivamente para chatear os brancos”. Derrick Bell foi um racista negro na linha de um outro amigo íntimo de Obama, o Reverendo Wright.

Recentemente foi publicado na imprensa um vídeo do tempo em que Obama era estudante [estudante aos 30 anos! Que rico estudante! Com jeitinho, acabava o curso aos 65 anos!], em que o actual presidente radical dos Estados Unidos fazia uma intervenção num comício estudantil ao lado do seu amigo professor Derrick Bell.

Pois bem: o verbete de Derrick Bell na Wikipédia é um campo de batalha ideológico; e os factos concretos e objectivos, esses, são mandados às malvas! — o verbete sofreu a censura do lápis azul radical esquerdista dos mentores da Wikipédia.

[ ficheiro em PDF do verbete da Wikipédia ]

Sexta-feira, 10 Fevereiro 2012

O problema do “centro político” (2)

Filed under: ética,cultura,Obamacrimes,Política — O. Braga @ 8:00 pm
Tags: ,

Quando Barack Hussein Obama proíbe a liberdade de objecção de consciência da Igreja Católica — e dos fiéis católicos — em relação à contracepção, e sobretudo em relação à pílula abortiva do dia seguinte, Obama pretendeu, com o maquiavelismo que o caracteriza, rotular a Igreja Católica Apostólica Romana de “radical”.

Foi esta a estratégia de Obama que se revelou suicida, e por uma simples razão: o que está realmente em causa é a 1ª Emenda da Constituição dos Estados Unidos, independentemente da opinião de Obama e da sua entourage esquerdista radical acerca da Igreja Católica. Não é a Igreja Católica que está em discussão e em causa com a decisão radical de Obama, mas antes é a garantia das liberdades prevista pela 1ª Emenda da Constituição dos Estados Unidos.

Vemos, neste caso, como a radicalização de posições por parte da Esquerda obamista pode justificar a atribuição do rótulo de “radical” a quem sempre foi coerente com as suas posições. Radicalizando à Esquerda, Obama passa a dizer que a Igreja Católica é “radical”, quando em boa verdade, quem radicalizou, foi Obama.

Quando Obama destruiu, com a sua acção política e legislativa, a 1ª Emenda da Constituição dos Estados Unidos, abriu a possibilidade de ele próprio e a sua entourage poder vir a ser perseguida politicamente no futuro. Aliás, passa a não ser impossível que Obama acabe por ir parar à prisão.

Quarta-feira, 8 Fevereiro 2012

Ich bin ein Amerikaner !

Filed under: A vida custa,Obamacrimes — O. Braga @ 8:45 pm
Tags: , , ,

“Aux États-Unis, la nouvelle couverture santé inclut le remboursement de l’avortement et de la contraception. Les catholiques doivent choisir entre violer la loi civile et abandonner leurs principes religieux.

via États-Unis : la voix de la conscience | Famillechrétienne.fr.

« Página anteriorPágina seguinte »

%d bloggers like this: