perspectivas

Segunda-feira, 2 Dezembro 2013

A Croácia proíbe o “casamento” invertido e anfíbio

 

 

bandeira da croacia“Os croatas aprovaram, em referendo, uma revisão da Constituição para impedir o chamado «casamento entre pessoas do mesmo sexo». A iniciativa partiu das forças políticas defensoras da Civilização e contou com o apoio da Igreja Católica, que na Croácia se movimenta em defesa dos valores cristãos e da família natural.

O Governo de esquerda tentou travar esta emenda constitucional. O Primeiro-Ministro, Zoran Milanovic, defensor da aberração chamada «casamento entre pessoas do mesmo sexo», lamentou em tom ameaçador a decisão dos croatas.”

(Fonte)

Anúncios

Domingo, 1 Setembro 2013

Um artigo científico para Isabel Moreira ler

A deputada lésbica do Partido Socialista, Isabel Moreira, afirmou, numa entrevista, que é preciso “separar a maternidade dos afectos”, fazendo alusão à necessidade de vulgarização do negócio das “barriga de aluguer”. O sítio scientificamerican.com publica um artigo interessante acerca da relação entre a mãe e o nascituro.

Isabel Moreira não sabe o que diz – quando a vemos na televisão, com aquele ar postiço de doutorice asnal, com uma pose de quem sabe muitas coisas mas não consegue explicar-se, com aquela ignorância bem escondida por detrás de um alvará de inteligência.

Cientistas descobriram que células do nascituro coexistem no cérebro da mãe .

mom-web.jpg«The link between a mother and child is profound, and new research suggests a physical connection even deeper than anyone thought. The profound psychological and physical bonds shared by the mother and her child begin during gestation when the mother is everything for the developing fetus, supplying warmth and sustenance, while her heartbeat provides a soothing constant rhythm.

The physical connection between mother and fetus is provided by the placenta, an organ, built of cells from both the mother and fetus, which serves as a conduit for the exchange of nutrients, gasses, and wastes. Cells may migrate through the placenta between the mother and the fetus, taking up residence in many organs of the body including the lung, thyroid muscle, liver, heart, kidney and skin. These may have a broad range of impacts, from tissue repair and cancer prevention to sparking immune disorders.»

Domingo, 2 Junho 2013

O Partido Socialista ainda não deu a Júlio Machado Vaz um tacho num governo: então, faxisto?!

Mas Júlio Machado Vaz não descansa : continua na senda do apoio ao cariz anti-democrático do regime político que temos.

A lei da adopção de crianças por pares de homossexuais não foi legitimada por nenhum programa eleitoral de qualquer partido; mas Júlio Machado Vaz quer que se lixe a democracia: o que ele quer é tacho – se não for uma panela num governo socialista, pelo menos que sejam algumas panelas nos me®dia do Estado, pagos com o dinheiro de todos os portugueses.

O curandeiro gayzista da RDP

Domingo, 17 Março 2013

A bovinotecnia de João Miranda e o confisco do directório europeu em Chipre

O bovinotécnico João Miranda já não me surpreende pelo cinismo: começa a surpreender-me por um descaramento que ostenta a estupidez como uma virtude.

bovinotecniaAo contrário do que o bovinotécnico escreve, no caso da intervenção do Eurogrupo no Chipre não existiu uma “transformação de depósitos em capital”, tornando “os Bancos em cooperativas”. O que se passa efectivamente é a aplicação de um imposto definitivo de 9,9% em relação aos depósitos bancários superiores a 100.000 Euros, por um lado, e por outro lado, outro imposto definitivo de 6,7% em relação a todos os outros depósitos. Estamos a falar de um confisco, e não de uma participação dos depositantes no capital do respectivo Banco. Ou seja, os depositantes confiscados não passarão a ter direitos de accionistas dos Bancos: antes, ficarão definitivamente sem uma parte substancial do dinheiro depositado, sem apelo nem agravo, e sem quaisquer direitos.

O bovinotécnico João Miranda é incoerente porque, por um lado, defende a baixa de impostos, mas por outro lado acha bom o confisco em relação aos contribuintes ou em relação aos depositantes, desde que seja para salvar um qualquer Banco com uma gestão irresponsável. A coerência do bovinotécnico existe apenas no que diz respeito aos interesses dos Bancos; segundo ele, parece que um Banco não pode ir à falência: é proibida a falência dos Bancos!.

Por isso, o bovinotécnico justifica a invariável salvação dos Bancos pelos contribuintes ou pelos depositantes (o Calvinismo económico, que determina, a priori, a salvação de uns e a condenação de outros) mediante o argumento segundo o qual “o fundo de garantia é uma ficção” — como se o fundo de garantia bancária não dependesse da feitura de leis ordinárias. O bovinotécnico João Miranda irrita-me porque faz toda a gente de burra; ele adora insultar a inteligência de toda a gente.

Segunda-feira, 3 Dezembro 2012

Para denunciar uma mentira precisamos de muitas palavras

“A mente humana é constituída de tal forma que o erro e a mentira podem sempre ser expressos de maneira mais sucinta do que a sua refutação. Uma única palavra falsa requer muitas para ser desmentida.” — Olavo de Carvalho

Vemos por aí muitos ateístas abordar a metafísica sem terem noções básicas de lógica e mesmo do significado das palavras. Por exemplo:

“Provar hipóteses acerca de deuses é um problema complicado, em grande parte, pela confusão entre vários significados de “prova”. Alguns entendem “prova” como uma dedução formal e, assim, conseguem provar a existência de (pelo menos) um deus. Por exemplo: só Deus pode causar o universo; o universo tem de ter causa; portanto, Deus tem de existir. O problema é que a dedução formal não diz nada acerca das premissas e depende totalmente delas.”

(more…)

Sábado, 24 Novembro 2012

Francisco Miguel Valada e a Causa contra o Acordo Ortográfico

Por princípio, e por exemplo, quando alguém transcreve um texto de minha autoria publicado neste blogue sobre a luta contra o aborto, eu não reclamo “direitos de autor” porque parto do pressuposto de que a luta contra o aborto transcende pormenores, egoísmos e interesses pessoais. E o mesmo acontece também com a luta contra o Acordo Ortográfico: nunca me passaria pela cabeça exigir putativos e alegados direitos de autor sobre qualquer texto meu, ou imagem publicada aqui, que de alguma forma fizesse a crítica ao Acordo Ortográfico.
(more…)

Domingo, 11 Novembro 2012

Alemanha “chumba” vídeo acerca de Portugal

“As autoridades alemãs recusaram exibir um filme promocional de Portugal encomendado por Marcelo Rebelo de Sousa a Rodrigo Moita de Deus. O autor do vídeo já protestou junto da embaixada germânica em Lisboa.

Segundo os promotores da iniciativa, a Alemanha justifica a decisão de não exibir a película na Praça Sony de Berlim por «razões políticas».

via Alemanha chumba vídeo de Marcelo – Política – Sol.

Sábado, 27 Outubro 2012

O CDS/PP é diferente do PSD do Pernalonga no corte da despesa

Se perguntarmos ao João Miranda se — para cortar na despesa — o aborto deve ser gratuito nos hospitais públicos, ou se uma mulher reformada que foi agredida na rua deve pagar taxa moderadora de 109 Euros na urgência do hospital — muito provavelmente o Miranda não estaria com meias medidas no corte da despesa: “PQP a velha!, porque sem preservativo é que é bom!”

É nestas incongruências que o Miranda e toda a tropa bovinotécnica do Blasfémias perdem a razão: dizem eles que “querem cortar na despesa”, mas apenas naquilo que dá jeito ao lóbi económico, ideológico e político que essa tropa fandanga representa na blogosfera.

O exemplo da reformada pagante e do aborto gratuito é apenas um entre muitos em que as opções políticas e ideológicas nos cortes nas despesas distinguem o PSD do Pernalonga do CDS/PP.

Terça-feira, 23 Outubro 2012

Nigel Farage chama os porcos pelos seus nomes (vídeo de 23 de Outubro de 2012)

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=YSoCZs8WlDg

Quarta-feira, 22 Agosto 2012

Como se desconstrói uma treta em duas penadas

«Uma peça importante neste truque é a falsa distinção entre “evidências científicas” e “evidências não científicas”, como se o carácter de ser científico estivesse nas evidências em vez de estar nos processos de inferência.»

via Que Treta!: A “evidência científica”..

A inferência é o acto que consiste em admitir como verdadeira uma proposição que não é directamente conhecida como tal, e por referência a outras proposições verdadeiras com as quais está ligada. A inferência pode ser “racional” mas não enquanto “juízo lógico”: é “racional” no que diz respeito ao seu “conteúdo” — embora alguns lógicos admitam a existência formal (mediante juízo lógico) de inferências imediatas.

A definição de inferência indica, desde logo, duas realidades factuais: a primeira é a de que a verdade existe. A segunda é a que a descoberta da verdade pode ser independente do juízo lógico. Estas duas realidades factuais estão, a priori, implícitas no trecho supracitado.

Portanto, falar em ciência é (1) admitir que a verdade existe; nenhum cientista propriamente dito pode admitir que a verdade não exista, porque estaria na profissão errada. Por outro lado, falar em ciência é (2) admitir também que o conteúdo da verdade — ou o resultado da inferência — é independente do juízo lógico ou da indução que só se aplica no seu estado puro (raciocínio por recorrência) nas matemáticas.
(more…)

Quarta-feira, 8 Agosto 2012

O ateísmo religioso neo-ateísta

A única forma de ser ateu é ser-se radicalmente céptico. Não se pode ser ateu acreditando que Deus ou deuses não existem, porque para além de não ser científica tal postura — a ciência não pode provar que uma coisa não existe —, a crença segundo a qual Deus não existe não deixa de ser uma crença.
(more…)

Domingo, 5 Agosto 2012

Assunção Cristas e a manifestação pública do seu Cristianismo

Num Estado laico, deverá um governante católico ser coibido de manifestar as suas convicções religiosas em público, e enquanto católico, só porque é governante?
(more…)

Página seguinte »

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: