perspectivas

Segunda-feira, 16 Maio 2022

O diálogo político torna-se impossível, porque a irracionalidade volta a estar na moda

¿Existe, na Constituição portuguesa, um “direito ao aborto”? Resposta: não existe.

(more…)

Sexta-feira, 25 Março 2022

A evolução natural de um jornalista do semanário Expresso

Filed under: A vida custa,comunicação social,Esta gente vota,me®dia,merdia — O. Braga @ 4:50 pm

Na década de 1970, havia o Restaurador Olex, utilizado pelos machos que não queriam parecer velhotes devido às cãs que a idade serôdia concede.

restaurador olex

Hoje, o macho-rabeta pinta o cabelo para se apanascar; o arrombado que se preza pinta o cabelo de cenoura, ou até de roxo; e um factor de apanascamento é a frequência dos me®dia do Pinto Balsemão: o semanário Expresso “abichana”.

o expresso apanasca web

Sexta-feira, 18 Março 2022

O aquecimentismo e a manipulação me®diática

greta judith web

Visite o blogue de Judith Curry em https://judithcurry.com/

Terça-feira, 1 Março 2022

A imprensa globalista defende claramente as guerras

Filed under: comunicação social,Globalismo,me®dia,merdia — O. Braga @ 7:56 pm

imprensa globalista web

Quarta-feira, 26 Janeiro 2022

Ser jornalista é ser criminoso

Filed under: comunicação social,corrupção,jornal Observador,me®dia,merdia — O. Braga @ 10:37 pm

Sábado, 8 Janeiro 2022

O que era o jornalismo, e o que é agora

Filed under: comunicação social,me®dia,merdia — O. Braga @ 3:37 pm
Tags:

jornalismo antes agora web

Ser jornalista, hoje e em geral (salvo excepções), é pertencer a uma organização criminosa.

Quarta-feira, 22 Dezembro 2021

Um bom exemplo do Argumentum Ad Verecundiam (ou falácia da autoridade)

Imaginem que alguém diz:

“O Cristiano Ronaldo usa combustíveis da marca SHELL nos seus carros, e por isso essa marca de combustíveis é a melhor do mundo”.

Temos aqui um exemplo do Argumento Ad Verecundiam  ou falácia da autoridade.

ad vericundiam web

O que é mais grave, nisto tudo, é o facto das elites ditas “intelectuais” (por exemplo, o José Pacheco Pereira, ou os jornaleiros nos me®dia) fazerem passar a ideia de que é perfeitamente normal que um matemático se pronuncie sobre epidemiologia.

Terça-feira, 14 Dezembro 2021

A Grande Me(r)dia Portuguesa

Filed under: CHEGA,comunicação social,me®dia,merdia — O. Braga @ 10:00 am

Terça-feira, 7 Dezembro 2021

Esta merda é notícia em Portugal

Filed under: A vida custa,Esta gente vota,me®dia,merdia — O. Braga @ 5:36 pm

vibrador na cueca web


Agora imaginem o complemento da “notícia”:

« Inês Castel-Branco gosta de vibradores em forma de uma verga negra, e com um mínimo de 17 centímetros de comprimento. E durante o sexo, Inês Castel-Branco confessa que é uma berrona».

boa verga web

gosto de berrar web

Terça-feira, 24 Agosto 2021

“Fact-check” de "Fake News" sobre a “vacina” da PFIZER, propalados pelos me®dia portugueses

Filed under: comunicação social,me®dia,merdia,vacinas — O. Braga @ 10:26 am
Tags:

Os me®dia portugueses — todos, desde o Diário de Notícias ao Observador — têm publicado "Fake News" acerca de uma putativa aprovação, por parte da FDA (Food and Drug Administration), da vacina da PFIZER.

Os me®dia portugueses — como sempre fazem — mentem ao povo português. Os me®dia portugueses são desonestos e até criminosos.

pfizer-fda-index

Se lerem bem o comunicado da FDA (Food and Drug Administration), este organismo informa que 1/ apenas procedeu à revisão da Autorização do Uso de Emergência da referida “vacina”, e 2/ o estudo da segurança da dita “vacina” só estará completo em Maio de 2023!

Caro leitor!: Não confie na merda dos me®dia!


Vejam aqui um vídeo que entrevista o dr Robert Malone, o inventor das vacinas mRNA. Naturalmente que — segundo o Totalitarismo de Veludo — o dr Malone é negacionista… e reaccionário.

Domingo, 22 Agosto 2021

Hoje, ser jornalista é ser criminoso

Filed under: comunicação social,me®dia,merdia,vacinas — O. Braga @ 5:17 pm
Tags:

Para a aliança entre a Esquerda e os Neoliberais, os muitos milhares de mortos devido a “vacinas” não passam de “danos colaterais”.

Nos Estados Unidos, dados da VAERS publicados na passada Sexta-feira revelam um total de cerca de 600 mil reacções adversas graves e cerca de 13 mil mortos devido às “vacinas” do COVID-19.

Os meios de comunicação social — vulgarmente chamados de me®dia — são os veículos de insensibilização da população em relação às mortes devidas às ditas “vacinas”.

Hoje, ser jornalista, em geral, é ser criminoso.

Sábado, 14 Agosto 2021

O jornaleco “Observador” e o jornalismo de merda

Filed under: comunicação social,jornal Observador,me®dia,merdia,vacinas — O. Braga @ 12:24 pm
Tags:

Eis aqui um exemplo de desonestidade jornalística e dos “fact-checkers” de merda:

merda-do-observador-vacinas-web

A verdade dos factos:

  • Uma pessoa (com menos de 50 anos) em cada 50 mil pessoas (rácio de 1 / 50.000), desenvolve coágulos sanguíneos (I.T.P. e/ou VITT) directamente relacionados com a vacina da AZ.
  • Deste rácio de 1/50.000, 23% das pessoas (com menos de 50 anos) morreu.
  • 1 em cinquenta mil não é um “evento raro”! Um “evento raro” seria, por exemplo, 1 em um milhão.
  • Segundo a hematologista britânica Sue Pavord, este fenómeno mortífero (I.T.P. e/ou VITT) afecta normalmente pessoas jovens e saudáveis, e tem uma alta percentagem de mortalidade.


No que diz respeito às outras vacinas (Moderna ou Pfizer), também há inconvenientes graves — mas só acontecem aos outros!

pimenta-no-cu-dos-outros-web

Página seguinte »

%d bloggers like this: