perspectivas

Terça-feira, 23 Junho 2020

A censura sistémica da opinião nos me®dia

Filed under: comunicação social,Facebook,me®dia,merdia — O. Braga @ 8:07 pm

Segunda-feira, 25 Maio 2020

A TVI é o canal de televisão menos pluralista e mais próximo do Bloco de Esquerda

Filed under: Brasil,comunicação social,me®dia,merdia,TVI — O. Braga @ 4:00 pm

Hoje, a TVI anunciou as “catástrofes” do COVID-19 nos Estados Unidos de Donald Trump e no Brasil de Jair Bolsonaro — mas “esqueceu-se” de falar na Bélgica, por exemplo, que atingiu as 800 mortes por milhão de habitantes; ou a Espanha que já ultrapassou as 600 mortes por milhão.

Os editores da TVI não têm vergonha na cara; aliás!: não têm cara.

covid-25-5

Sexta-feira, 15 Maio 2020

Eu não sei se é uma agenda política (dos me®dia), ou pura estupidez natural

“Todos os dias, depois de engolirem impávidos e serenos tudo o que o poder e a DGS lhes digam ou o contrário, os pobres diabos dos telejornais têm dois pequenos momentos obtusos sobre o Brasil e os EUA. O conteúdo é planeado e escrito por uma combinação de imbecis e chicos-espertos.”

A horinha dos imbecis


Covid-15-5

Segunda-feira, 11 Maio 2020

Um resumo da escatologia política dos me®dia portugueses

Filed under: comunicação social,Donald Trump,me®dia,merdia,Obamacrimes — O. Braga @ 8:04 am

Quando o Trump dá um peido, os me®dia portugueses vêm logo a terreiro fazer um eco desgraçado; mas quando o Obama se borra todo, os me®dia (incluindo o José Pacheco Pereira) fazem de conta que ‘no pasa nada’.

dinesh-souza-web

Sábado, 9 Maio 2020

Os jornaleiros do jornalixo do Observador

Filed under: comunicação social,merdia — O. Braga @ 10:31 am

“Layoff” … “ espera”!

layoff-observador

Imagem daqui.

Sexta-feira, 8 Maio 2020

A mentira sistémica e nojenta dos me®dia portugueses

Se eu fosse jornalista, sentiria uma vergonha profunda pela SISTEMÁTICA manipulação da informação.

Gente como o Miguel Sousa Tavares deveria ter uma pinga de vergonha na cara quando critica o presidente Jair Bolsonaro pela gestão da crise do covid19 no Brasil.

Temos aqui em baixo um gráfico das mortes no Brasil devido a COVID19; e verificamos que “o lindo Portugal do António Costa” (o Portugal dos jornaleiros esquerdopatas portugueses) tem — de longe! — um pior desempenho do que o Brasil de Bolsonaro.

O Brasil tem 43 mortes por milhão de habitantes. Portugal tem o dobro das mortes brasileiras, por milhão de habitantes.

Mentirosos da me®dia!

brasil-covid19-webbrasil-covid19-2-web

Sexta-feira, 24 Abril 2020

O jornaleco “Observador” e o Argumentum ad Trumpum

Como toda a gente sabe — excepto o jornaleco Observador  (o artigo do pasquim não está assinado) —, as ondas ultravioletas são (há bastante tempo) utilizadas para descontaminar biologicamente superfícies fechadas (por exemplo, o interior de aviões, ou de espaços restritos em hospitais).
Mas quando o Donald Trump se referiu aos raios ultra-violetas para desinfectar os vírus, caiu o Carmo e a Trindade nos me®dia, e “Aqui d’El Rei que o homem é ignorante!”.

Temos aqui mais um exemplo do Argumentum ad Trumpum.


desinftante-injtar-observador-web

Depois, para os jornaleiros dos me®dia cognitivamente deficientes (incluindo os do Observador, em juízo universal), uma pergunta feita por Donald Trump é sempre uma afirmação peremptória.

Se, por hipótese, Donald Trump perguntar: “¿Será que é possível ir ao Sol de noite?” — os jornaleiros dos me®dia que temos irão publicar: “Donald Trump disse que é possível ir ao Sol de noite!”.

Ora, uma pergunta, por mais estúpida que nos possa parecer, não é uma afirmação. Confundir uma afirmação e uma pergunta só pode vir de um liberal retardado (passo a redundância).

Eu tenho mais respeito pelo pasquim Público do que pelo jornaleco Observador — desde logo porque o Público não segue o Acordo Ortográfico, ao passo que o Observador seguiu as ordens dos neoliberais “progressistas” e globalistas, no que diz respeito à cultura e língua portuguesas; e depois porque o pasquim Público não engana ninguém, ao contrário do jornaleco Observador que passa a vida a fingir que é de Direita.

merdia-merdosos-web

Quarta-feira, 25 Março 2020

O jornalismo entendido como uma “aristocracia”

Filed under: comunicação social,merdia — O. Braga @ 9:33 pm

Sábado, 8 Fevereiro 2020

Um exemplo concreto da mentira sistémica dos me®dia: “o aumento da temperatura na Antárctida”

Sai a seguinte “notícia” no jornal Púbico : “Antárctida bate recorde de temperatura e ultrapassa pela primeira vez os 18 graus Celsius”:

«A temperatura registada num dos termómetros da estação de investigação argentina Esperanza bateu o recorde anterior de 17,5 graus Celsius, registado em Março de 2015.»


¿O que é que o jornal Púbico não diz? — porque mente sempre e de forma descarada.

1/ A estação de investigação argentina Esperanza (a que se refere o jornal Púbico) fica localizada no chamado “Glaciar Thwaites”.

2/ O Glaciar Thwaites está localizado sobre um vulcão actualmente activo. Como se sabe, os vulcões activos têm influência no aumento da temperatura do ar local.

3/ O “recorde de temperatura” é também causado pelo efeito Föhn; ou seja, é uma situação conjuntural do tempo, e não uma situação do clima. O jornal Público confunde “tempo”, por um lado, e “clima”, por outro lado; e essa confusão é propositada, para enganar o Zé Povinho.

Não acreditem nos me®dia. Não comprem jornais!: levem-nos à falência!.

Sexta-feira, 29 Novembro 2019

O mentiroso Gustavo Sampaio e a mentira do Polígrafo

Filed under: CHEGA,comunicação social,me®dia,merdia — O. Braga @ 9:07 pm
Tags:

O Polígrafo é como a “Rádio Moscovo”: diz que fala sempre a verdade. Mas, pelo menos neste caso (e analisaremos outros), mente de uma forma descarada.

poligrafo_privatizaçao-hospitais-web

Diz o Polígrafo que o CHEGA defende a privatização dos hospitais; mas não diz onde (em que texto) é que o CHEGA defende a privatização dos hospitais.

Lendo a o programa eleitoral do CHEGA, verificamos que o Gustavo Sampaio é um mentiroso: o que o CHEGA defende é “a promoção da gestão privada dos hospitais públicos” (sic), que não é a mesma coisa que “privatizar os hospitais públicos”.

promover-chega

Eu não concordo com a prospecção política do CHEGA em relação à política pública de saúde (penso que é possível a coexistência entre as gestões privada e pública dos hospitais) — o que não significa que seja legítimo mentir descaradamente, como fazem o Polígrafo e o Gustavo Sampaio.

O Polígrafo não tem credibilidade.

Sexta-feira, 22 Novembro 2019

O novo símbolo gestual da extrema-direita detectado pelos me®dia

Filed under: me®dia,merdia — O. Braga @ 9:06 pm

simbolo-da-extrema-direita-web

Quinta-feira, 21 Novembro 2019

Não vejo o dia em que Pinto Balsemão “bate a bota”… !

Filed under: merdia,Pinto Balsemão,SIC NOTÍCIAS — O. Braga @ 8:54 pm

Ontem já era tarde!

sic-balsemao-nao-bate-a-bota-web

Página seguinte »

%d bloggers like this: