perspectivas

Quinta-feira, 12 Maio 2022

O coimbrinha Carlos Fiolhais, amigo do Putin; e o alegado Aquecimento Global Antropogénico

E ele a dar-lhe. Gente como o Carlos Fiolhais é responsável pelo pânico energético que, por exemplo, encorajou a invasão da Ucrânia por parte de Putin.

Os próceres do capitalismo reúnem-se periodicamente em Davos (Suíça) para determinar, com uma exactidão matemática, quantos graus vai subir a temperatura do planeta se não voltarmos todos ao tempo das cavernas.

Os próceres do capitalismo reúnem-se periodicamente em Davos para determinar, com uma exactidão matemática, quantos graus vai subir a temperatura do planeta se não voltarmos todos ao tempo das cavernas.

Seria estúpido alguém dizer que o Carlos Fiolhais não sabe disto; claro que sabe: e é cúmplice.

Os filhos-de-puta que inventaram o mito das “mudanças climáticas”, cujas consequências imediatas são a criação de impedimentos ao desenvolvimento dos países mais pobres do mundo, já conseguiram os seus objectivos. E Carlos Fiolhais faz parte desse grupo.

Enquanto os países pobres — em África, por exemplo — têm que voltar ao paleolítico porque os próceres do capitalismo globalista exigem que utilizem “energias verdes”, são esses amigos plutocratas do Carlos Fiolhais que, em nome de um método cientificista dogmatizado, conseguem prever com uma exactidão divina quantos graus vai subir a temperatura do planeta nos próximos séculos.

À cabeça da “cruzada do clima” estão (hoje) os países desenvolvidos, controlados pela plutocracia globalista que o Carlos Fiolhais caninamente serve.

Porém, a inspiração para esta “cruzada do clima” nasceu na extinta URSS, ao mesmo tempo que os países comunistas ignoravam, para eles próprios, aquilo que recomendavam aos países não-comunistas — esta aliança (aparentemente contra-natura) entre os plutocratas globalistas, por um lado, e a Esquerda Neanderthal, por outro lado, não é inexplicável: por detrás deste absurdo, estão enormes interesses económicos, muitos deles inconfessáveis.

A teoria apocalíptica e catastrofista do Aquecimento Global Antropogénico caracteriza-se pelo abandono do método científico (trata-se da politização da ciência, ou cientismo, defendido pelo Carlos Fiolhais ), pela obsessão pelo “modelo informático” (ou “ídolo de silício”); e a falta de escrúpulos demonstrada por gente como o Carlos Fiolhais que, ao permitir a manipulação de uma menina de 15 anos (Greta T.), revelaram a repugnância do seu modus operandi.

Sem ter um Plano B como garantia, os países da Europa renunciaram a fontes fidedignas de energia — por exemplo, a energia nuclear de última geração: limpa e eficaz, e cada vez mais segura. Esta renúncia a fontes alternativas e fiáveis de energia causou o pânico energético na Europa que deu força a Putin.

Carlos Fiolhais tem as mãos manchadas de sangue do povo ucraniano.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: