perspectivas

Quarta-feira, 29 Dezembro 2021

Um filho de um cabrão que está ontológica- e moralmente vendido aos mais ricos do mundo

barroso eutanasiado webSe há alguém que chafurda na lama moral; se há um sibarita que vendeu a alma ao demo em troca de prebendas pueris — é este senhor; aliás, procede ele na linha do seu (dele) mentor, o tal que pediu dinheiro emprestado aos plutocratas globalistas para montar um canal de televisão em Portugal.

Um filho-de-puta que sabe que o sistema democrático não é possível sem a pré-existência da nação (ou, como diria Kant: “a nação é a condição da democracia”) — aliás, talvez tenha sido a única coisa boa que Napoleão (involuntariamente) fez, que foi acabar com os impérios na Europa.

Ao ser contra a existência de nações, este filho-de-um-cabrão é (dissimuladamente) contra a democracia, embora diga exactamente o contrário.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: