perspectivas

Quarta-feira, 13 Novembro 2019

O puritanismo do grunho José Pacheco Pereira

Filed under: José Pacheco Pereira,touradas — O. Braga @ 7:25 pm

O problema não é o de o José Pacheco Pereira emitir opinião; não há idiota que não a tenha. O problema é o de evitar que radicais da laia do Pacheco se aproximem do Poder — como está a acontecer hoje com o monhé das cobras no poleiro. Os culpados são o Santana Lopes que guindou o Pacheco (e o Durão Barroso) no PSD; e o Cavaco Silva que lhe aplainou o caminho.


Parece que o Miguel Sousa Tavares enfrentou (anteontem) o Pacheco numa faena de que faz eco este artigo (ver em PDF).

“…choca-me que um homem manifestamente inteligente e na maioria das vezes educado e polido, se tenha ontem transformado, ainda que por momentos, num verdadeiro grunho.”

Tourada-web

JPP-ZAROLHOUm indivíduo que alinha com as teses ideológicas do PAN (Pessoas-Animais-Natureza) não pode ser inteligente: pode ter um “alvará de inteligente” — o que é coisa diferente. Vivemos no país dos alvarás e das cunhas.

Os grunhos andam agora convencidos de que “isto agora é tudo auto-estrada”; “Unidas Podemos”; “até Podemos calar a diferença”; “chegou finalmente o progresso que proíbe”. O arquétipo mental totalitário do grunho marxista Pacheco revelou-se em todo o seu esplendor… porém, o animal nunca me enganou.

O grunho Pacheco — que não gosta de futebol, e que defendeu a ideia segundo a qual a televisão não deveria transmitir jogos de futebol — é o tal que pretende proibir as touradas: estamos em presença de um puritano pós-moderno (neo-gnóstico).

Não há, na tese do grunho, um apelo à lei do mercado: “é o Estado proibir mesmo! Ponto!”.

“A dada altura Sousa Tavares disse e bem que se o toiro de lide não fosse toureado, simplesmente deixava de existir. Ora o Pacheco Pereira, pateticamente, transmitiu que pouco lhe importava o destino dos toiros se a sua existência assentasse no fim tourada.

Portanto o caro amigo está tão, mas tão preocupado com um animal, que prefere que ele não exista, a existir para um fim com o qual não concorde.”

Aplica-se ao grunho Pacheco a seguinte frase de Thomas B. Macaulay:

“Os puritanos detestavam os combates de ursos, não porque esses jogos causassem sofrimento aos ursos, mas porque davam prazer aos espectadores”.

jpp-marx

A Esquerda radical, a dos grunhos marxistas da espécie do Pacheco, são os novos puritanos “protestantes” — os gnósticos actuais e actualizados.

O grande problema do grunho Pacheco é o prazer que a tourada oferece a quem gosta dela.

2 comentários »

  1. Ora, numa época de profunda degradação moral, em que, por exemplo, a maioria do povo é fuleragem, tendo oportunidade para roubar, rouba: o roubo torna-se a tradição, o puritanismo baseado em valores cristãos é a única solução. Maus hábitos também podem se tornar em tradição. Nem tudo o que é tradição, torna-se sacrossanto.

    Gostar

    Comentar por Denis Camursa — Quinta-feira, 14 Novembro 2019 @ 9:19 am | Responder

    • 1/ Nenhuma actividade nociva — nociva em relação a uma determinada comunidade, entendida no seu todo — se pode transformar em tradição excepto se essa actividade for concebida como um rito da religião vigente (seja essa religião um monismo ou um dualismo) nessa sociedade.

      Por exemplo, foi assim que os sacrifícios humanos se tornaram tradição nas culturas ameríndias da América central, quando foram justificados, pelas elites, através de ritos religiosos.

      Outro exemplo: a tradição do canibalismo, entre os povos remotos da Papua, fazia parte de um ritual religioso.

      A ideia segundo a qual o roubo pode ser transformado em tradição, sem ser por via religiosa, é um absurdo — porque o roubo prejudica a sociedade no seu todo.

      2/ O puritanismo não tem uma ligação exclusiva com o Cristianismo; existe “puritanismo islâmico”, por exemplo, e mesmo “puritanismo ateísta” (sendo o ateísmo uma forma de religiosidade) como foi o caso de George Bernard Shaw.

      Gostar

      Comentar por O. Braga — Quinta-feira, 14 Novembro 2019 @ 3:26 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: