perspectivas

Quinta-feira, 14 Julho 2016

A filha-da-putice puritana do PAN (Pessoas-Animais-Natureza)

Filed under: Esta gente vota — O. Braga @ 12:22 pm
Tags: , ,

 

Segundo o PAN (Pessoas-Animais-Natureza), a rainha de Inglaterra pertence à barbárie.

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza apresentou um projeto de lei na Assembleia da República para proibir a circulação de veículos de tracção animal na via pública. O projecto de lei identifica como alvos da proposta as “carroças”, “charretes” e “carruagens”.

PAN quer proibir carroças e charretes na via pública

rainha-inglaterra-cavalos-web

Um dia destes, os animalistas irão proibir as rondas a cavalo da GNR.

gnr-cavalos

Caro leitor: torna-se impossível aturar esses filhos-de-puta que tratam as excepções como regras.

¿Há gente que maltrata os animais? Há, sempre haverá, como sempre houve. Os que os filhos-de-puta dos animalistas dizem é que as excepções constituem a regra; e, generalizando, entram em um puritanismo bacoco que pretende proibir, pelo simples prazer mórbido de proibir.

Thomas B. Macaulay escreveu o seguinte no século XIX (em relação a puritanismo dos Quacres) : “os puritanos detestavam os combates de ursos, não porque esses jogos causassem sofrimento aos ursos, mas porque davam prazer aos espectadores”.

Quando os filhos-de-puta dos animalistas generalizam os maus tratos dos animais, não pretendem defender os animais, mas antes pretendem retirar o prazer humano da lide com os animais. É neste contexto que os filhos-de-puta dos animalistas pretendem proibir o voo da águia Vitória no estádio da Luz: os filhos-de-puta dos animalistas pretendem retirar aos adeptos do Benfica o prazer de ver a águia a voar no seu estádio.

2 comentários »

  1. Exato. Os puritanos não queriam construir um paraíso na Terra, pelo contrário, queriam que os crentes vivessem em ascese e se preparassem espiritualmente para o Paraíso celestial. Outra enorme diferença: os puritanos defendiam a família tradicional e os valores cristãos. Portanto, querer comparar essa gente “progressista” com os bons e velhos puritanos é forçar a barra. Podem até, hoje, estarem posando de puritanos, mas logo são desmascarados. Assim, como usam o catolicismo pra justificar o comunismo: Teologia da Libertação e o progressismo do Papa Xico.

    Comentar por Jobson Coutinho — Quinta-feira, 14 Julho 2016 @ 1:43 pm | Responder

    • Eu estudei esta matéria de modo diferente.

      Os puritanos queriam e querem um paraíso na terra; o que variou — entre os puritanos até à idade moderna, por um lado, e puritanos actuais, por outro lado — é a entidade alegórica que “gere a humanidade”: para os puritanos antigos, essa entidade era transcendente (contudo, e em alguns casos, algumas seitas calvinistas eram panteístas), ao passo que, para os puritanos actuais, essa entidade alegórica é imanente (por exemplo, a mãe-terra, ou a natureza, ou a ciência).

      Tanto os puritanos antigos como os modernos pretendem uma sociedade perfeita e isenta de mal (o tal paraíso na terra), como um fim da existência humana.

      A defesa da família tradicional não tem necessariamente a ver com o puritanismo. Por exemplo, os católicos da Idade Média defendiam a família tradicional e não eram puritanos.

      Comentar por O. Braga — Quinta-feira, 14 Julho 2016 @ 5:05 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.