perspectivas

Sexta-feira, 24 Junho 2016

A União Europeia cagou na democracia

Filed under: Europa — O. Braga @ 10:29 am
Tags: ,

 

Dizer a União Europeia se pode reformar a si mesma, seria como afirmar que o teorema de Gödel é falso. Nenhum sistema é reformável senão colocando em causa o seu próprio fundamento; ou então essa reforma é imposta de fora, pela realidade dos factos.

A aposta da classe política da III República portuguesa, falhou; apostaram tudo em um só cavalo, e o cavalo perdeu. A aposta foi de tal maneira estúpida que endividaram o país, convencidos de que a União Europeia iria pagar a conta.


A União Europeia nasceu como um mercado livre, e os países tinham, cada um, a sua moeda. Essa União Europeia era boa. Depois, a União Europeia adoptou o tratado de Schengen que garantia a livre circulação de pessoas nacionais dos vários países. Essa União Europeia continuou a ser boa.

Depois, os globalistas plutocratas entraram em acção: inventaram o Euro; mas como uma moeda única não pode sobreviver sem uma união política, quiseram impôr um “nacionalismo europeu”, sacrificando as nações da Europa: diziam eles que “as nações indígenas são más”, e que a “nação europeia é que é boa”. Cagaram na democracia; a democracia passou a ser para tótós.

E foram mais longe: o tratado de Schengen previa a livre circulação de pessoas nacionais de cada país. Mas a Angela Merkel passou a importar milhões de pessoas de fora da Europa, e essa massa de imigrantes muçulmanos, inadaptados culturalmente, passou a circular na Europa como se fossem nacionais da Alemanha. Ou seja, os alemães “assassinaram” o tratado de Schengen. Mais uma vez, os “donos disto tudo” cagaram na democracia e nos tratados.

Depois, os burocratas de Bruxelas, a soldo dos globalistas, começaram a pressionar os países para aceitar o Euro; a pressão para adoptar o Euro aumentou sobre a Dinamarca, a Suécia e o Reino Unido. Entretanto, com a crise das dívidas soberanas, a Islândia retirou a sua candidatura à entrada para a União Europeia; e a Suíça, que tinha também equacionada a sua entrada para a União Europeia, também já retirou o seu pedido de adesão. A União Europeia é hoje uma casa a arder.

3 comentários »

  1. Mas entretanto não faltam os comentários(tanto dos ditos especialistas merdiáticos como nas redes ditas sociais)que não devemos sair porque a economia isto e as finanças aquilo.Quem diz que os povos não podem escolher(porque os mercados isto e os juros aquilo e a moeda não sei quê) na prática fomenta a ditadura,pois a ditadura actual é merkantilista e global(sendo a UE parte disso mesmo).

    Comentar por Martim Moniz — Sexta-feira, 24 Junho 2016 @ 11:32 am | Responder

  2. Babilónia em chamas! http://biblelight.net/tower-painting-parliament.jpg

    Comentar por Eu Mesmo — Sexta-feira, 24 Junho 2016 @ 2:00 pm | Responder

  3. Encontrei agora mesmo esta pérola(já tinha visto há uns tempos)em video do Farage no parlamento europeu http://paraummundolivre.blogspot.pt/2010/10/nigel-farage-provoca-no-parlamento.html

    Comentar por Martim Moniz — Sexta-feira, 24 Junho 2016 @ 5:21 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.