perspectivas

Sábado, 14 Maio 2016

A herança céltica marcou a viragem do paganismo para o Cristianismo na Europa

Filed under: Europa — O. Braga @ 10:45 am
Tags: , , ,

Um monge que nasceu na região dos Brigantes, (de origem celta), em Inglaterra, e de seu nome Beda, ou Beda Venerabilis, ou Santo Beda (canonizado pela Igreja Católica), escreveu na sua obra-prima “História da Igreja”, na primeira metade do século VIII, sobre um episódio sobre a decisão tomada em 627 d.C. por um rei de origem celta, acerca da adopção ou rejeição do Cristianismo.

Um dos filhos do rei celta disse ao pai:

“Meu rei, a vida actual das pessoas na Terra, em comparação com aquele tempo que nos é desconhecido1 , parece-me semelhante aos momentos em que tu te sentas à mesa com os teus príncipes, no Inverno. A lareira está acesa e aquece a sala, mas, lá fora, ruge uma tempestade de neve.

De repente, vem um pardal e voa rapidamente pela sala — entra por uma porta e sai por outra.

Enquanto está dentro da sala, fica protegido da tempestade de Inverno. No entanto, depois de ter voado pelo pequeno espaço agradável, desaparece dos teus olhos e regressa ao Inverno. Assim, também esta vida é apenas como um único momento. Não sabemos o que lhe antecedeu, nem o que se lhe segue. Portanto, se esta nova religião2 nos proporcionar uma maior certeza sobre isso, em minha opinião, é correcto segui-la”.

Foi assim que os descendentes do povo celta dos Brigantes se converteram ao Cristianismo, deixando o paganismo — usando a inteligência que caracteriza os celtas. Obviamente que esta estória é mítica, mas um mito não é necessariamente falso.


celtas-de-mirandaEu nasci no norte de Portugal, toda a minha família ancestral, desde o princípio da nacionalidade (pelo menos) é oriunda do norte de Portugal entre o rio Douro e o rio Minho.

Nesta região, a origem étnica primordial é céltica. Depois vieram os romanos, que se estabeleceram mais na zona centro do país do que no norte. Mais tarde vieram os suevos (uma elite de cerca de 30 mil) que dominaram a população celta no norte de Portugal (com a capital sueva em Braga), e mais tarde os visigodos, oriundos de Espanha (cerca de 100 mil, com a capital em Toledo, Espanha), dominaram os suevos mas não emigraram em massa para o norte de Portugal (a influência étnica visigótica no norte de Portugal é pouco relevante).

Para além do norte de Portugal, existem na Europa outras nações celtas, a ver: a Galiza (Espanha), Astúrias (Espanha), Bretanha (em França), Gales (Reino Unido), Cornualha (Reino Unido), Ilha de Man (Reino Unido), Escócia (Reino Unido), e Irlanda.


Notas
1. o passado primordial, e o tempo de antes do nascimento da pessoa
2. o Cristianismo

7 comentários »

  1. São os pauliteiros de Miranda do Douro?

    Comentar por Eu Mesmo — Sábado, 14 Maio 2016 @ 11:35 am | Responder

    • Sim.

      Comentar por O. Braga — Sábado, 14 Maio 2016 @ 11:39 am | Responder

      • Uma terra cujo orgulho reside numa língua diferente, no destaque durante a resistência às invasões espanholas e que paradoxalmente hoje em dia não sobrevive economicamente sem os “nuestros hermanos”. Vem almoçar num restaurante ao fim~de~semana e Miranda do Douro mais parece uma cidade espanhola, rs.

        Comentar por Eu Mesmo — Sábado, 14 Maio 2016 @ 2:01 pm

  2. Olavo tem dito várias vezes:
    “O problema essencial continua: o brasileiro é um povo cristão e conservador PROIBIDO de ter um governo cristão e conservador.”
    É correcto afirmar que o povo português é um povo cristão e conservador e que está na mesma condição política do povo brasileiro?

    Comentar por Eu Mesmo — Sábado, 14 Maio 2016 @ 8:18 pm | Responder

    • As situações são muito parecidas, mas em Portugal é pior do que no Brasil, porque:

      1/ Portugal está totalmente controlado e dominado pela União Europeia; não se pode dizer que Portugal seja hoje um país; ora, isso não acontece com o Brasil.

      2/ Portugal teve o Estado Novo, com claros laivos e influência do fascismo italiano; no Brasil houve apenas uma ditadura militar sem uma ideologia claramente definível.

      3/ Portugal está na Europa, que sofre as consequências dos erros históricos do nazismo e do estalinismo — o que influencia não só a afirmação política de uma direita conservadora, mas também introduz um niilismo nas relações entre as mulheres e os homens.

      Comentar por O. Braga — Domingo, 15 Maio 2016 @ 8:37 am | Responder

      • Mas acha que o povo português pode ser adjectivado como cristão e conservador?

        Comentar por Eu Mesmo — Domingo, 15 Maio 2016 @ 12:10 pm

      • Os povos são sempre conservadores. Todos! Sempre!

        Comentar por O. Braga — Domingo, 15 Maio 2016 @ 6:52 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.