perspectivas

Quinta-feira, 14 Abril 2016

O José Adelino Maltez ainda vive no tempo do “cogito”

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 10:49 am
Tags:

 

jm-celibato
O José Adelino Maltez ainda vive no tempo do “cogito, ergo sum”; mantém a visão cartesiana que deixou de estar na moda: essa coisa de “ciência” é hoje para papalvos e ignorantes.

Hoje, impõe-se o “coito ergo sum”, o que significa que um homossexual sem parceiro ou parceiros, não é homossexual.

Afirmar que “um homossexual pode ser papa, mas sem parceiro”, é hoje tão incompreensível como afirmar que alguém pode ser professor sem alunos.

O estatuto ontológico de uma pessoa é hoje definido pela acção (a famigerada “práxis”), mas não já pela liberdade. No tempo em que o Maltez era menino e moço, um homem agia porque era livre; hoje é livre porque age (como acontece com os animais domésticos que substituíram as crianças).

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.