perspectivas

Sexta-feira, 8 Abril 2016

Documento vergonhoso

Filed under: A vida custa — O. Braga @ 7:39 pm
Tags: , , ,

 

Este aqui, assinado pelo papa Chico. Mais de 60 mil palavras ambíguas e sem vergonha. O papa Chico defende a casuística (à boa maneira jesuíta) para o juízo acerca sobre se o adúltero deve participar na comunhão eucarística. Ele não o diz explicitamente, mas é o que podemos inferir do texto.

Vão surgir por aí "católicos fervorosos" a dizer que “a intenção do papa Chico não é essa”. Ignorem-nos.

Nos parágrafos 298 – 302, o papa-açorda Francisco defende a ideia segundo a qual é impossível a uma pessoa ter consciência da culpa dos actos pecaminosos em que participa, isto é, voltamos à casuística dos jesuítas da contra-reforma. Segundo o papa Chico, cabe ao sacerdote, e caso a caso, decidir da culpa do acto pecaminoso.

No parágrafo 186, o papa-açorda redefine escandalosamente o conceito de “consciência do corpo de Cristo”, levando à inversão do significado de “admoestação”. Ou seja, o papa-açorda não nega explicitamente a doutrina da Igreja Católica neste domínio, mas tenta distorcer a doutrina. Uma vergonha!

Advertisements

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.