perspectivas

Quarta-feira, 23 Março 2016

Os atentados de Bruxelas não têm nada a ver com os refugiados islâmicos

 

O argumento segundo o qual “os atentados de Bruxelas não têm nada a ver com os refugiados” e que “os bombistas eram belgas”, tem vindo a ser utilizado ad Nauseam pelos “progressistas” nos me®dia.

Porém, a realidade é diferente da ficção politicamente correcta.

O terceiro homem do atentado do aeroporto de Bruxelas, Najim Laachraoui, veio “refugiado” da Síria e foi recrutado na Hungria por Salah Abdeslam a 9 de Setembro de 2015.

Obviamente que os me®dia portugueses não se referem a este facto, porque praticam sistematicamente a sub-informação.

Fica assim destruída a tese segundo a qual “os atentados de Bruxelas não têm nada a ver com os refugiados islâmicos”.

SPOT-THE-BOMBERS-web

3 comentários »

  1. “união europeia” é uma cambada de degenerados, pederastas, afrescalhados veados, comunistas como Durão Barroso, parasitas e idiotas suicidas que abriram as portas da Europa para milhões de invasores criminosos, analfabetos, parasitas e terroristas! É agora a podre “união europeia” pederasta e frouxa, colhe o que semeou, e vai ser pior ainda para esses Porcos Depravados de Bruxelas!!!

    Comentar por Nicolae Sofran — Quarta-feira, 23 Março 2016 @ 1:13 pm | Responder

  2. Crer que é a imigração que atenta principalmente contra a identidade colectiva dos países de acolhimento é um erro. O que atenta contra as identidades colectivas é, em primeiro lugar, a forma de existência que prevalece hoje em dia nos países ocidentais e que ameaça estender-se progressivamente ao mundo inteiro. Os imigrantes não têm culpa que os europeus já não sejam capazes de dar ao mundo o exemplo de um modo de vida que lhes seja próprio! A imigração, deste ponto de vista, é uma consequência antes de ser uma causa: ela constitui um problema porque, face aos imigrantes que normalmente conservam as suas tradições, os ocidentais já decidiram renunciar às suas.

    Alain de Benoist in «C’est-à-dire».
    http://accao-integral.blogspot.com.br/2016/03/a-imigracao-massiva-e-efeito-e-nao-causa.html

    Comentar por Icxc Nica — Quinta-feira, 24 Março 2016 @ 12:36 am | Responder

    • Eu percebo o argumento, que é o da “ocupação do vazio”: existe um vazio no ocidente que está a ser ocupado, porque a natureza tem horror ao vazio. Mas a guerra contra a descaracterização cultural dos povos da Europa é feita em duas frentes: a interna e a externa (exemplos da Hungria e da Polónia).

      Comentar por O. Braga — Quinta-feira, 24 Março 2016 @ 10:40 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.