perspectivas

Quarta-feira, 27 Janeiro 2016

Como os russos vêem o homossexualismo

Filed under: cultura — O. Braga @ 7:22 pm
Tags: , , , , ,

 

(via)

4 comentários »

  1. Em 1’45”, a legenda diz: “50% dos pedófilos são gays”. Não estaria errada? Porque isso não quer dizer absolutarmente nada. Se 50% dos pedófilos são gays, os outros 50% são heterossexuais. E daí? O correto não seria: “50% dos gays são pedófilos”?

    Comentar por cinefilorealista (@cinerealista) — Quinta-feira, 28 Janeiro 2016 @ 9:29 pm | Responder

    • “Se 50% dos pedófilos são gays, os outros 50% são heterossexuais”

      Existe um tipo de pedofilia que é dirigido ao sexo oposto. Por isso faz sentido dizer que existem “pedófilos heterossexuais”.

      ******************************************************

      Se

      P = nº total de pedófilos;
      G = nº total de gays;
      X = nº total de pedófilos homossexuais;
      T = nº total da população;

      → então,

      X= P * 0,5
      G = T * 0,03
      X = P / 2

      A primeira proposição, que você contesta, diz o seguinte:

      X = P * 0,5

      A segunda proposição, que você apoia, diz o seguinte:

      X = G * 0,5

      Ora, se G = T * 0,03 → a percentagem real de pedófilos homossexuais seria de [(T*0,03)*0,5]. Por exemplo, se a população total de um país fosse de 1000 unidades (T = 1000), segundo o critério da segunda proposição (que você aceita), o nº total de pedófilos homossexuais seria de 15, o que significaria que o nº total de pedófilos (incluindo os não homossexuais) seria de 30, uma vez que X= P * 0,5.

      Mas, nesta segunda proposição — que você aceita —, o nº total de pedófilos é estabelecido a posteriori, ou seja, é achado, não em função de números estatísticos reais, mas em função de uma dedução. Ora, não é isto que se passa na realidade: o nº total de pedófilos P é um número estatístico que é o ponto de partida (é o princípio) e deve servir de base para todo o raciocínio.

      Se, segundo as estatísticas, o nº total de pedófilos em uma sociedade for de 30 (P = 30), então segue-se que o nº de pedófilos homossexuais (X) é de P * 0,5 — ou seja, 15. O número de pedófilos homossexuais coincide nos dois casos apenas porque partimos do princípio de que a estatística aponta para um total de 30 pedófilos (P).

      De facto, é a primeira proposição que está certa: X = P * 0,5., porque P é definido a priori através da estatística, por um lado, e porque, por outro lado, se estabeleceu estatisticamente que, do conjunto total de pedófilos, existe um universo de 50% que é homossexual.

      Porém, se tivermos em conta de que o nº total de gays é de cerca de 3% da população total (G = T * 0,03), então segue-se que apenas 3% da população é responsável por 50% dos crimes de pedofilia.

      Comentar por O. Braga — Sexta-feira, 29 Janeiro 2016 @ 5:53 am | Responder

      • Entendi que o correto, estatisticamente (ou esteticamente), é partir da população P (pedófilos). Mas, também pode se partir de G (gays), sem prejudicar a credibilidade da pesquisa. Veja, nesta hipótese:

        Uma pesquisa descobriu que 50% dos pedófilos são gays. Os dados absolutos foram os seguintes:

        * P = 500 indivíduos

        Digamos que a população de:

        * G = 1000 indivíduos
        * H (heterossexuais) = 9000 indivíduos

        Calculando, resultaria:

        * 250 G são P
        * 250 H são P

        Invertendo o caso pra fazer uma leitura a partir de G, teríamos:

        * G, que é P, 250, num universo de 1000 = 25%
        * H, que é P, 250, num universo de 9000 = 2,8%

        Conclusão: estabelecidas as populações absolutas apresentadas, dizer que 25% dos gays são pedófilos, significaria dizer que 50% dos pedófilos são gays.

        De todas as formas, seria muito mais provável encontrar um gay pedófilo do que um heterossexual pedófilo. E acho que foi isso o que quis dizer o autor do vídeo.

        Comentar por cinefilorealista (@cinerealista) — Domingo, 31 Janeiro 2016 @ 5:58 pm

  2. A população homossexual está calculada pelas estatísticas entre 3 a 5% do total da população. Portanto, o rácio 1000 / 9000 não corresponde ao rácio real.

    Se G =1.000 → T = 33.000

    Isto significa que a percentagem relativa de pedófilos por orientação sexual não é a que você indicou.

    “De todas as formas, seria muito mais provável encontrar um gay pedófilo do que um heterossexual pedófilo. E acho que foi isso o que quis dizer o autor do vídeo.”

    Quando falamos de pedofilia, devemos incluir a pederastia e a efebofilia. Se incluirmos todas estas parafilias em uma só categoria desviante, então a sua proposição é verdadeira. Por isso é que o lóbi político gay pretende baixar a idade de consentimento sexual dos 16 para os 14 anos.

    Comentar por O. Braga — Domingo, 31 Janeiro 2016 @ 6:29 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.