perspectivas

Quinta-feira, 25 Junho 2015

Depois de Edite Estrela, temos a Liliana Rodrigues

 

Depois de o parlamento europeu ter rejeitado o “relatório Estrela”, o Partido Socialista conseguiu fazer aprovar o “relatório Rodrigues”.

liliana-rodriguesO “relatório Rodrigues”, da autoria da deputada socialista Liliana Rodrigues, pode ser resumido em três pontos:

  • Imposição de uma suposta “igualdade dos sexos” por via política administrativa, através de uma lobotomia das crianças e imposição de um pensamento único e politicamente correcto nos professores.
  • Imposição da ideologia de género no ensino, a nível dos manuais escolares. Censura política da cultura (a introdução de uma polícia política do pensamento), nomeadamente a censura dos chamados “estereótipos” e “elementos sexistas na linguagem” (penso eu que se trata da eliminação do género feminino e do masculino na gramática), a proibição de publicação de contos infantis como por exemplo a Branca de Neve e os Sete Anões, censura geral a nível da música, filmes, literatura — alegadamente no sentido de “mudar atitudes”, e anular os comportamentos naturais e típicos dos rapazes e das raparigas.
  • Lobotomia dos professores. Incluir, na formação de professores, estratégias que coloquem em causa a própria identidade e valores dos professores.

LeonorLeonor Tamayo, presidente da instituição “Profissionais para a Ética”, mãe de nove filhos, declarou que o “relatório Rodrigues” viola o direito dos pais das crianças a serem os primeiros educadores dos seus filhos. O “relatório Rodrigues” é orwelliano.

Além disso, segundo Leonor Tamayo, o “relatório Rodrigues” foi adoptado pelo parlamento europeu sem qualquer base jurídica legal, e em total contradição com os Tratados europeus e internacionais, anulando totalmente o princípio da subsidiariedade da União Europeia, contrariando a Declaração Universal dos Direitos Humanos e a Convenção Europeia dos Direitos do Homem, e indo contra o Pacto Internacional relativo aos direitos civis e políticos.

Segundo Leonor Tamayo, o “relatório Rodrigues” viola as liberdades de pensamento e de expressão e intromete-se na vida privada das pessoas, para além de violar o direito dos pais a serem os primeiros educadores das suas crianças. O “relatório Rodrigues” defende uma espécie de república de Platão.

“Não permitiremos que doutrinem as nossas crianças com a ideologia de género. Os pais são os primeiros educadores e este direito é reconhecido a nível das nações e a nível internacional. No “relatório Rodrigues” e nas suas recomendações, os valores das famílias numerosas e os modelos educativos, como a educação diferenciada, não têm qualquer lugar no sistema educativo”.

— Leonor Tamayo

Começamos todos a compreender por que razão a Esquerda defende a integração europeia: a União Europeia é vista pela Esquerda como uma forma de impôr, à revelia dos povos, uma ditadura orwelliana a nível europeu.

1 Comentário »

  1. Espantou-me a notícia de proibição de comercialização da bandeira dos confederados nos EUA.
    Busquei confirmar uma impressão minha, e eis aqui:
    “It is extremely important to note: To ban such items is a tactic of war used to destroy and demoralize your enemy. Now the Federal government is also attempting to ban all statues of the founders of this nation as well. When America destroyed Iraq, it ripped down the statues of Saddam. Now, in America, we have exactly the same thing going on in our Federal government, which an enemy has clearly taken over. No American would ever issue such orders, this is proof of an enemy takeover.
    Only an enemy would have the NSA get all info on all people in a nation, information to be used to single out who it is that enemy needs to get rid of.

    Only an enemy would call White America the number 1 terror threat, because it is white America which is armed and will put up a resistance to the final death of the nation.

    Only an enemy would put in place policies that caused almost all manufacturing to leave the nation.

    Only an enemy would try to force the American people to disarm.

    Only an enemy would try to shut down the alternative media and gain full spectrum information dominance.

    If there is no bloody revolution at this point, it is GAME OVER, we cannot keep allowing ourselves to be slammed the way the enemies who have overtaken our government and institutions are slamming us or eventually we will be knocked out. Action HAS TO take place before that happens.

    If you think at this point your vote matters, IT MIGHT, for dog catcher! In all other areas ONLY the enemy will be voted in, because it is the enemy counting the votes.” por Jim stone
    fonte: http://82.221.129.208/index1.html

    Gostar

    Comentar por Sandra Sabella — Quinta-feira, 25 Junho 2015 @ 11:03 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: