perspectivas

Sábado, 29 Novembro 2014

Alfred Tarski, linguagem-objecto e metalinguagem

Filed under: curiosidades — O. Braga @ 7:57 am
Tags: ,

 

O leitor assíduo deste blogue poderá ter-se apercebido de que eu utilizo amiúde as “aspas” na linguagem escrita. Há uma razão para isso: a distinção entre linguagem-objecto, por um lado, e metalinguagem, por outro lado.

Por exemplo, a frase “Sócrates é corrupto” está aqui entre aspas porque, neste caso, pertence à linguagem-objecto, ou seja, pertence à linguagem que se fala comummente: a frase “Sócrates é corrupto”, entre aspas, pode ser considerada como um nome, porque o objecto de que se fala é sempre representado por um nome.

Mas o mesmo conceito — Sócrates é corrupto —, sem estar entre aspas, pertence à metalinguagem, que é a linguagem que utilizamos para falarmos da linguagem-objecto: a frase “Sócrates é corrupto” é verdadeira se e só se Sócrates é corrupto.

A metalinguagem fica mais rica e mais comunicativa se contiver em si mesma a linguagem-objecto.

1 Comentário »

  1. Esta foi a mais clara e sucinta explicação para os dois conceitos.

    Gostar

    Comentar por Jobson Coutinho — Sexta-feira, 4 Outubro 2019 @ 11:41 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: