perspectivas

Terça-feira, 23 Setembro 2014

Para quem escreve estado em vez de Estado

Filed under: cultura — O. Braga @ 6:55 pm
Tags:

 

Talvez seja um pouco antiquado, mas não percebo por que razão se escreve, nos blogues e em alguma imprensa, Estado com letra minúscula (estado). Reparem na seguinte frase:

“Olhem o estado a que o estado chegou!: já não há estado em bom estado…”

Na minha escola primária aprendi a escrever assim:

“Olhem o estado a que o Estado chegou!: já não há Estado em bom estado…”

A diferença, na escrita, entre “estado” e “Estado” leva a uma maior clareza na escrita, para além de tornar a compreensão da leitura da frase muita mais rápida. Quando dois substantivos homófonos se escrevem da mesma maneira, caminhamos para a subjectividade da língua.

Alguém poderá dizer: existem outros casos semelhantes, por exemplo, pia, são, canto, penso, cedo — mas estes homógrafos são verbos!, ao passo que “estado” e “Estado” são substantivos. Eu também faço a distinção escrita entre “banco”, por um lado, e “Banco”, por outro lado — porque são ambos substantivos.

“Entrei num Banco e sentei-me num banco”; ¿ou “entrei num banco e sentei-me num banco”?

A reforma ortográfica de 1973 e o Acordo Ortográfico de 1990 têm vindo a escangalhar a língua portuguesa.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: