perspectivas

Terça-feira, 23 Abril 2013

Pessoa, ou substância individual de natureza humana

Filed under: ética,Ciência,Ut Edita — O. Braga @ 8:41 am
Tags: ,

Durante a Idade Média, a Escolástica definiu “pessoa” como “substância individual de natureza racional” (Boécio). Esta definição de pessoa — em relação à qual a Igreja Católica também é co-responsável — manteve-se como uma sombra negativa sobre a Humanidade e foi mesmo adoptada pelo chamado Humanismo anti-religioso que se serviu religiosamente da ciência para negar a religião propriamente dita.

O eticista anti-ética Peter Singer, baseando-se neste conceito de pessoa, defende a ideia segundo a qual uma criança já nascida não só não é pessoa, como tem o estatuto ontológico de um peixe; e defende que um ser humano que tenha perdido as suas faculdades cognitivas já não é uma pessoa, e que por isso pode e deve ser eutanasiado.

Esta definição de pessoa já não tem sustentação racional:

“Infants have a sophisticated behavioral and cognitive repertoire suggestive of a capacity for conscious reflection. Yet, demonstrating conscious access in infants remains challenging, mainly because they cannot report their thoughts. Here, to circumvent this problem, we studied whether an electrophysiological signature of consciousness found in adults, corresponding to a late nonlinear cortical response [~300 milliseconds (ms)] to brief pictures, already exists in infants. We recorded event-related potentials while 5-, 12-, and 15-month-old infants (N = 80) viewed masked faces at various levels of visibility. In all age groups, we found a late slow wave showing a nonlinear profile at the expected perceptual thresholds. However, this late component shifted from a weak and delayed response in 5-month-olds (starting around 900 ms) to a more sustained and faster response in older infants (around 750 ms). These results reveal that the brain mechanisms underlying the threshold for conscious perception are already present in infancy but undergo a slow acceleration during development.”

A Neural Marker of Perceptual Consciousness in Infants

Um estudo científico publicado recentemente apresenta as primeiras verificações de que os bebés têm consciência, pelo menos a partir dos cinco meses de idade. É tempo de mudar a noção de pessoa que nos chega da Idade Média. A nova definição de pessoa deve ser a seguinte: substância individual de natureza humana.

2 comentários »

  1. […] só a favor do aborto como a favor do infanticídio (por exemplo, Peter Singer), foi desmontado aqui. Portanto, o Padre voltou ao […]

    Gostar

    Pingback por O bacorejar abortista do Padre Anselmo Borges | Bordoadas — Domingo, 5 Maio 2013 @ 8:23 pm | Responder

  2. […] só a favor do aborto como a favor do infanticídio (por exemplo, Peter Singer), foi desmontado aqui. Portanto, o Padre voltou ao […]

    Gostar

    Pingback por O bacorejar abortista do Padre Anselmo Borges | perspectivas — Domingo, 5 Maio 2013 @ 8:23 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: