perspectivas

Sexta-feira, 18 Janeiro 2013

Kant e a homeopatia

Filed under: Ciência,filosofia,Ut Edita — O. Braga @ 6:22 pm
Tags: , , ,

“Não há evidência que sustente a homeopatia. Nem lógica: o típico medicamento homeopático é preparado segundo diluições seriadas tão extensas que qualquer eventual princípio activo está ausente na diluição final. Sem conseguirem curar pessoas, é notável o estatuto que os homeopatas têm conquistado pela aposta no acessório: os mais de 200 anos da prática como sinal de garantia, um conceito de “medicina personalizada” que dificulta o seu escrutínio pelos testes da medicina convencional, e institutos, revistas da especialidade e licenças para os seus praticantes.”

via De Rerum Natura: Charlatanice em forma de lei.

Kant escreveu o seguinte, no século XVIII, no prefácio dos “Princípios Metafísicos da Ciência da Natureza”:

“(…) a ciência da natureza chamar-se-ia “genuína” ou “imprópria” ciência da natureza: a primeira trata o seu objecto totalmente segundo princípios “a priori”; a segunda, de acordo com as leis de experiência.

Ciência genuína só pode chamar-se aquela cuja certeza é apodíctica: o conhecimento, que unicamente pode conter certeza empírica, só impropriamente se pode chamar “saber”.

(…)

Mas se, por fim, estas razões ou princípios são nela apenas empíricos, como por exemplo, na química, e se as leis, em virtude das quais se explicam, mediante a razão, os factos dados, são simplesmente leis de experiência, não comportam então nenhuma consciência da sua necessidade (não são apodicticamente certas) e, por isso, a totalidade não merece, em sentido estrito, o nome de ciência; pelo que a química se devia chamar antes de arte sistemática, e não ciência.”

Quando Kant escreveu isto, a química era alquimia.

Seja como for, e eu concordo com ele neste particular, Kant considerava que a ciência pode ser apodíctica (ciência genuína) ou empírica (ciência imprópria). A “ciência apodíctica” — através da matemática — cria leis que explicam os fenómenos, ao passo que a “ciência imprópria” baseia-se apenas na experiência e, por isso, não cria uma consciência da necessidade de leis gerais. A esta última ciência, Kant prefere chamar de “arte sistemática”, em vez de ciência.

Se quisermos ser optimistas, a homeopatia é uma “arte sistemática”, segundo o conceito de Kant. Se quisermos ser realistas, nem isso é, porque a arte sistemática de Kant é, apesar de tudo, baseada na estatística (a repetição da ocorrência dos fenómenos), enquanto que, em homeopatia, a estatística aplica-se a cada indivíduo em particular, e por isso não é estatística propriamente dita.

Anúncios

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: