perspectivas

Segunda-feira, 19 Novembro 2012

Pinto Balsemão defende a censura de opinião (2)

Na Era da informação em que vivemos, a repressão política e/ou censura da opinião estão condenadas a falhar.

Poderão ter algum sucesso durante algum tempo, mas será sempre “chuva de pouca dura”. Censurar a opinião é hoje “tapar o sol com uma peneira”. A única forma de tratar a “desinformação” — segundo a opinião de Pinto Balsemão, apoiada implicitamente por José Pacheco Pereira — será sempre através de mecanismos sociais e comunicacionais de pedagogia que combatam a “desinformação” (o que quer que este termo signifique) mediante o uso da razão e da lógica (formal e/ou informal).

Quem defende a censura da opinião — ou a censura da “desinformação” — já reconheceu que perdeu a razão. Já sabe que não tem razão. E tem medo, por isso. Receia a sua falta de razão. Ou, podendo mesmo ter razão, não consegue encontrar argumentos para sustentar a validade da sua opinião. É o caso de Pinto Balsemão.

Quando uma pessoa sabe que não tem razão mas encontra-se em uma situação de Poder, tende a impôr a sua não-razão — mediante a força bruta do Estado — a toda a sociedade. Quando José Pacheco Pereira e Pinto Balsemão se encontraram recentemente em Coimbra para celebrar Rousseau, deveriam ter-se recordado desta frase do pensador francês (e não filósofo, porque não foi): “Um direito digno desse nome não pode ser um direito que caduca quando a força bruta acaba”. Ou seja, o direito de quem manda censurar a opinião não pode ser um direito, porque caduca automaticamente quando a força bruta acaba.

“Desinformação” pode ser qualquer coisa que passe pela cabeça de Pinto Balsemão; qualquer informação que vá contra os interesses privados de Pinto Balsemão pode ser por ele considerada como “desinformação”, independentemente de ser verdadeira ou falsa, racional ou irracional. O que me parece irracional, face à sua posição em relação à opinião pública, é que Pinto Balsemão ainda pertença ao Conselho de Estado.

Pessoas como Pinto Balsemão legitimam a esquerda radical; ou seja: dão um sentido à mundividência radical da esquerda revolucionária.

Pinto Balsemão é o reflexo da nossa sociedade actual, ideologicamente polarizada. Pinto Balsemão — e o PSD do Pernalonga — e Francisco Louçã — e o Bloco de Esquerda — são as duas faces da mesma moeda. Quando Pinto Balsemão defende a censura daquilo a que ele subjectivamente chama de “desinformação”, legitima que outras forças políticas radicais defendam a censura daquilo que — também eles, subjectivamente — chamam de “desinformação”. Passa então a existir uma espécie de “campeonato”, a ver quem consegue impôr a toda a sociedade a sua forma de censura ideológica privada.

As opiniões de Pinto Balsemão não são censuradas, embora sejam maioritariamente irracionais. Por exemplo, quando ele defendeu pública e implicitamente o abate da população portuguesa.

Pinto Balsemão é livre de proferir as maiores barbaridades e irracionalidades, mas defende a censura da opinião de outrem e daquilo que ele considera subjectivamente de “desinformação”. Pinto Balsemão é, em absolutamente tudo, a antítese de Voltaire, que afirmou: “Pode ser que não estejamos de acordo com as ideias dos outros, mas devemos estar dispostos a morrer para defender a liberdade de todas as ideias”.

1 Comentário »

  1. […] Pinto Balsemão defende a censura de opinião (2) […]

    Gostar

    Pingback por Pinto Balsemão defende a censura de opinião « perspectivas — Segunda-feira, 19 Novembro 2012 @ 11:04 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: