perspectivas

Quarta-feira, 4 Julho 2012

Será que o povo não vê isto? Até quando teremos que aturar essa gentalha?!

Estão a tentar substituir um tabu cultural [o aborto e a desvalorização da vida humana] por outro tabu cultural [coitadinhos dos animais]. E isto porque eles sabem muito bem que “uma cultura sem tabus é um círculo quadrado”.

3 comentários »

  1. Não concordo com o aborto e muito menos com os respectivos apoios públicos.
    Em relação às touradas, não as suporto por várias razões que me escuso de enumerar e recentemente mais esta: http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/05/agora-vai-saber-verdadeira-razao-porque.html

    Comentar por Ana Pereira — Quinta-feira, 5 Julho 2012 @ 2:56 am | Responder

    • Quando as forças progressistas deste país forem contra o aborto, então, e só aí, irei colocar a hipótese de repensar a minha posição em relação às touradas — e espero que a maioria dos portugueses vá pelo mesmo caminho.

      Parece que as duas questões não estão relacionadas — e a esquerda quer convencer-nos de que não estão —, mas, do ponto de vista da cultura antropológica, estão intimamente relacionadas exactamente porque estamos, num e noutro caso, no domínio do tabu.

      Comentar por O. Braga — Quinta-feira, 5 Julho 2012 @ 3:39 am | Responder

  2. Ou, com o diria o “brasuca”
    – É isso áí.
    Cumpts

    Comentar por Inspector Jaap — Sábado, 7 Julho 2012 @ 11:21 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.