perspectivas

Quarta-feira, 20 Junho 2012

Parlamento europeu pressionado a continuar o financiamento da pesquisa que mata células embrionárias humanas

Filed under: ética — O. Braga @ 7:05 pm

“As a matter of fact, on October 18, 2012, the European Court of Justice (ECJ) in Greenpeace vs Brustle, unequivocally defined a human embryo as any fertilized ovum capable of developing into a human being. As a consequence, the ECJ established the non-patentability of any technique – such as embryonic stem cell research – that derives from the destruction of a human embryo.

Some pro-life MEPs are therefore requesting that embryonic stem cell research be excluded from public funding.”

via European Parliament urged to continue funding research that kills human embryos | Talpa brusseliensis christiana.

Não existem provas de que as células embrionárias humanas podem ser úteis no tratamento de doenças. Pelo contrário, as experiências feitas até agora pela ciência demonstram exactamente o oposto. Então por que continuar a matar células embrionárias humanas? Por uma razão: a afronta gratuita e estúpida, por parte da comunidade científica, às religiões universais.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.