perspectivas

Sábado, 16 Junho 2012

As ideias coliformes de Pedro Mexia, ou, é esta a direita que merecemos ter

Diz Pedro Mexia que “não há nada de ‘natural’ no casamento, trata-se de ritualizar e institucionalizar uma troca e uma realidade biológica que, essa sim, é estritamente animal”.

Em primeiro lugar, há uma patente contradição aqui: se, como diz Mexia, não há nada de natural no casamento, como é que se apoiaria numa realidade biológica (animal), e portanto, natural?

via Espectadores: Fatal e precário?.

O problema da actualidade não é a estupidez ter voz pública; os estúpidos sempre falaram. O problema actual é a estupidez ser escutada religiosamente. Não encontro uma explicação para o facto de o erratismo comportamental e ideológico aliado a uma veneração fundamental da recusa da Razão se ter tornado em paradigma coliforme boiando na cultura da nossa época.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: