perspectivas

Terça-feira, 29 Maio 2012

A cultura intelectual europeia esclerosada : Ah…! l’amour…!

« Amour, le film de Michael Haneke, a décroché la Palme d’Or hier soir au Festival de Cannes. Amour, c’est la mise en scène à la fois délicate et voyeuriste des derniers mois et jours d’une vieille femme (Emmanuelle Riva) qui va sombrer dans la démence et dans la souffrance, toujours soutenue et soignée amoureusement par son vieux mari (Jean-Louis Trintingnant). Et c’est par Amour que ce dernier finira par la délivrer, en lui donnant la mort : il l’étouffe avec un coussin. »

via “Amour” (c’est-à-dire “Euthanasie”) décroche la Palme | Riposte-catholique.

O festival de cinema de Cannes atribuiu uma Palma de Ouro a um filme austríaco com o título “Amor”. O filme descreve uma situação em que a eutanásia é classificada como uma forma de amor: o marido sufoca, amorosamente, a mulher até à morte, com uma almofada.

Ainda não vai muito tempo, o homicídio era considerado crime; mas a cultura intelectual europeia, já em estado de esclerose múltipla, transformou o homicídio em amor.

Anúncios

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.