perspectivas

Terça-feira, 15 Maio 2012

A comunicação social caiu na me®dia

“Como posso engatar ou ser engatado? E ultrapassada essa questão: como ter uma aventura sexual num espaço público sem ser visto? A estas e outras questões promete dar respostas o primeiro workshop sobre engate e sexo em Portugal, esta segunda-feira à noite, em Lisboa, inserido no movimento ‘Primavera Global’.”

via Workshop dá dicas de engate e sexo em espaços públicos – JN.

Segundo o lóbi político homofascista, “democratizar as cidades” é fazer sexo grupal em locais públicos.

Esta obsessão com o sexo em locais públicos confirma aquilo que eu já tinha escrito aqui: a identidade do gay consiste apenas no seu desejo sexual; o gay não tem outra identidade, o que o transforma em um caso patológico e em um problema de saúde pública.

O dogging gay é a expressão mais degradante da sexualidade de um indivíduo e revela uma doença mental grave. O dogging consiste práticas sexuais casuais entre desconhecidos, na maior parte dos casos em grupos de gays, e em locais públicos. O dogging transforma o ser humano em um animal inferior, e o Jornal de Notícias aprova e divulga.

O Jornal de Notícias ainda não percebeu que o abuso da liberdade de imprensa pode ser justificação para a inibição dessa liberdade.

Em vez de se abster deste tipo de “notícias”, o Jornal de Notícias faz a apologia cultural do dogging. Por exemplo, o facto de existir um grupo sócio-cultural que pratica sexo grupal com animais em locais públicos, não significa que os me®dia transformem esse facto em notícia, a não ser que o Jornal de Notícias pretenda contribuir activamente para a degradação dos costumes.

Através de notícias deste tipo, os me®dia transformam uma prática sexual degradante em algo de perfeitamente aceitável e normal. O que Jornal de Notícias está a fazer é contribuir activamente para a normalização cultural do dogging. E depois, os jornais queixam-se de que estão a perder leitores…!

Este tipo de notícias em jornais de “referência” revelam que a nossa sociedade entrou em decadência acelerada, e alguma coisa tem que ser feita, a nível político, para que essa decadência seja contrariada.

[ ficheiro PDF ]

1 Comentário »

  1. Da mesma forma que a falência é o instituto moralizador da economia capitalista, a guerra é o instituto moralizador da sociedade… o que está a fazer falta a esta fanchonada toda é uma guerra que os cure dos seus padecimentos…
    Tomo a liberdade de o remeter para os fins do Império Romano, que terá aí a explicação para os males que nos afligem; ainda não batemos no fundo.
    Cumpts
    P.S. quanto ao tal jornal de que fala, estamos conversados…

    Gostar

    Comentar por Inspector Jaap — Terça-feira, 15 Maio 2012 @ 3:26 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: