perspectivas

Segunda-feira, 27 Fevereiro 2012

Adolfo Mesquita Nunes: o submarino

“Foi com perplexidade que assisti ao voto favorável vindo da bancada parlamentar do CDS-PP, por parte do Senhor Deputado Adolfo Mesquita Nunes, ao projecto de lei do Bloco de Esquerda sobre a adopção de crianças por “casais” do mesmo sexo.

Este Senhor Deputado já em 2007 tinha lutado a favor da liberalização do aborto, sendo assim co-responsável pelos mais de 80 mil bebés mortos legalmente, tudo patrocinado com o dinheiro dos nossos impostos.”

via Senza: Carta aos Deputados do CDS-PP.

Não tenho dúvidas nenhumas de que o CDS/PP de Paulo Portas pretende, a prazo, minar o CDS/PP naquilo que este partido tem de fundamental.

Da mesma maneira que seria dificilmente imaginável existir um deputado nazi no Partido Social Democrata — pelo menos, de modo confesso —, é inimaginável que exista um deputado do CDS/PP [ Adolfo Mesquita Nunes ] que tenha votado a favor do aborto livre e da adopção de crianças por duplas de gays. E isto por uma razão simples: os estatutos do CDS/PP mencionam claramente que este partido tem como fundamento a “inspiração cristã” [sic].

Portanto, Paulo Portas está à espera de uma de duas coisas: ou do “progresso” da Igreja Católica [pode esperar sentado!], ou da retirada paulatina da “inspiração cristã” dos estatutos do partido mediante o “progresso da opinião pública”. Paulo Portas faz parte do problema, e desempenha no CDS/PP o papel dos infiltrados políticos no partido dos mencheviques [os submarinos], correspondente à “estratégia de tenaz” de Lenine: Paulo Portas fecha, à direita, o ideário ideológico radical do Bloco de Esquerda e do seu irmão Miguel Portas.

De resto, e como podemos constatar através de factos políticos, é um partido com menos de 5% dos votos dos portugueses — o Bloco de Esquerda — que comanda a política portuguesa em matéria de cultura antropológica.

A permanência de Adolfo Mesquita Nunes no CDS/PP parece-me ser patrocinada por Paulo Portas. Adolfo Mesquita Nunes é um protegé de Paulo Portas; e há lá outros, como por exemplo João Rebelo ou Assunção Cristas. Paulo Portas pode enganar o povo durante algum tempo, mas não o vai enganar o tempo todo.

Eu fui um votante alternante do Partido Social Democrata e do CDS/PP até ao início da guerra cultural que se desenvolve hoje. A partir de Durão Barroso no Partido Social Democrata, deixei de votar neste partido; e com a presença de submarinos no CDS/PP — e um deles é o próprio líder do partido! — , vou ter que repensar o meu voto nesse partido.

Anúncios

6 comentários »

  1. […] Estamos a lidar com cobardes. Os nossos representantes primam pela ausência, escondem-se por detrás dos biombos do Poder, e ainda temos alguns, eleitos por nós, que viram as suas armas contra a esperança de sobrevivência da nossa sociedade. […]

    Gostar

    Pingback por Temos uma direita ao serviço da esquerda « perspectivas — Segunda-feira, 27 Fevereiro 2012 @ 5:34 pm | Responder

  2. […] Dezembro, por um lado, com a posição, por exemplo, do deputado do CDS/PP, Adolfo Mesquita Nunes acerca da adopção de crianças por duplas de gays. “Daqui, salta logo à vista que é incoerente quem critica Ribeiro e Castro por votar de acordo […]

    Gostar

    Pingback por O “efeito Paulo Portas” no CDS/PP (5) « perspectivas — Quarta-feira, 4 Abril 2012 @ 1:37 pm | Responder

  3. […] ideia dessa frase vinda de alguém do CDS/PP. E talvez por isso é que se explica a existência de “submarinos” no CDS/PP de Paulo Portas; e talvez por isso é que a saudosa Maria José Nogueira Pinto foi “convidada” a sair do CDS/PP […]

    Gostar

    Pingback por As actuais direita e esquerda « perspectivas — Segunda-feira, 28 Maio 2012 @ 11:10 am | Responder

  4. O Sr. antes de nascer já eu existia (aliás tem idade que podia ser meu filho). Realmente o Sr. tem um nome que diz bem com o Ditador Adolfo Hitler, que com a vossa politica atiram com o nosso País para o maior buraco “será que sabe que é Portugal ????? assim como o 1º. Ministro???”, todos vós são uns EMBUSTES mentem com quantos dentes têm na boca. Não olhem só para o vosso Umbigo e não digam que se preocupam com os Portugueses que estão a sofrer na pele pelas asneiras da má Governação, do BPN, na compra dos Submarinos, etc etc. Falam em Esperança – pergunto: – qual Esperança? se todos vós só querem saber dos interesses do grande Capital e o resto que se desenrasque, tanto na Saúde, no Ensino, no Emprego, nas Rendas de Casa, enfim um inúmero de coisas em que para o Governo PSD/CDS-PP a Igualdade e Justiças Sociais não existem. A sobrevivência social da maioria dos Portugueses está em risco pelas sucessivas mentiras e falta de transparência do vosso Governo, que é CEGO, MUDO E SURDO. Sou Isabel Lemos de 63 Anos que já vivi numa Ditadura e não é por uns Incompetentes que só se preocupam em defender as grandes Fortunas, as grandes Empresas Públicas ou Privadas que a História de Portugal e dos Portugueses irá acabar aqui. Tenho dito.

    Gostar

    Comentar por João Alves Pinto — Quarta-feira, 26 Dezembro 2012 @ 11:56 pm | Responder

  5. Não é necessário ser-se de esquerda para defender políticas mais liberais ao nível dos costumes. Eu, não sendo de direita nem de esquerda, defendo a economia de mercado, o livre mercado e o liberalismo económico, com um Estado mínimo, bem como o casamento entre pessoas do mesmo sexo e adopção de crianças por estas. Antes da sociedade, está a liberdade económica do mercado e a liberdade individual de cada pessoa, respeitando, claro, os outros. cumprimentos

    Gostar

    Comentar por José António M Macedo — Quinta-feira, 31 Janeiro 2013 @ 10:58 pm | Responder

    • Caro amigo:

      O princípio da identidade consiste em verificar que numa expressão E com uma ocorrência de “=”, os símbolos à esquerda de “=” denotam ou nomeiam o mesmo objecto que é denotado pelos símbolos à direita de “=”.

      Neste sentido, por exemplo, as expressões “x+5=7” e “y-5=7” identificam-se ambas com o número 7. De facto, as expressões são diferentes, mas têm em comum a identificação com o mesmo número (7).

      Isto tudo para dizer que você é de esquerda. Vou-lhe dar duas dicas:

      ¿ Qual é a diferença básica entre a Esquerda e a Direita ?

      http://wp.me/p2jQx-eEW

      Por que não sou um liberal

      http://goo.gl/lyKS

      Se, depois de ler os dois verbetes, você ainda não conseguir identificar a sua posição política, nunca lhe será possível sabê-la.

      Gostar

      Comentar por O. Braga — Sexta-feira, 1 Fevereiro 2013 @ 9:02 am | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: