perspectivas

Sexta-feira, 10 Fevereiro 2012

O problema do “centro político”

Filed under: ética,cultura,Política — O. Braga @ 5:25 pm

«In contrast to his principal opponent in the upcoming presidential elections, socialist François Hollande, Sarkozy told Le Figaro that he is “not favorable” to homosexual “marriage,” because it “opens the door to adoption.”»

via French president says ‘no’ to homosexual ‘marriage’ and adoption, euthanasia | LifeSiteNews.com.

Clique aqui

Há meses vi uma entrevista a Tony Blair, na Fox News, em que o ex-PM britânico afirmou que “procurava sempre o centro político”. A procura do “centro político” caracteriza a Terceira Via e o sincretismo ideológico seguido como paradigma pelos socialistas fabianos depois da queda do muro de Berlim; mas não só: uma das herdeiras do bilionário Rothschild criticou publicamente, há cerca de um ano, Barack Obama alegadamente por este se ter “desviado do centro”. O centro e o sincretismo políticos são os modelos teóricos da política contemporânea que influenciam até a direita europeia, que de conservadora tem muito pouco.

O que significa a procura do centro político?

Por exemplo, quando a esquerda radical começou a defender a legalização do “casamento” gay para depois poder ter acesso às crianças através da adopção, o centro político institui o PACS francês, a união-civil em Inglaterra, ou a união-de-facto em Portugal, que substituíam o casamento para os gays. Portanto, o “centro político” é sinal de “compromisso político”.

Porém, à medida que a esquerda radicaliza, mais e mais, as suas posições, o tal “centro político” vai desviando a sua posição relativa em direcção à esquerda radical, e ficamos confrontados com a situação de vermos hoje o partido conservador britânico de David Cameron defender o “casamento” gay. E, ainda assim, os centristas continuam convencidos de que estão no centro…

Podemos imaginar um cenário que não é inverosímil a médio/longo prazo: o Bloco de Esquerda poderá passar a defender as ideias do “eticista” Peter Singer do “direito” da mãe matar o filho recém-nascido, ou seja, defender a descriminalização do infanticídio até à idade de um ano da criança. Podemos constatar aqui uma radicalização política com efeitos éticos objectivos — como aliás aconteceu com a descriminalização e posterior legalização do aborto. Qual seria a posição “centrista” e politicamente sincrética, nestas circunstâncias de radicalização política esquerdista?

Provavelmente, o “centro político” reagiria às propostas radicais da legalização do infanticídio do Bloco de Esquerda mediante a comutação da pena de prisão da mãe assassina, ou seja, a infanticida apanharia apenas pena suspensa: é uma solução centrista, sincrética e de compromisso com os radicais de esquerda. E, através do “progresso da opinião pública”, poderíamos ver, então, até o CDS/PP a defender a ideia de que a mãe assassina merece a nossa compaixão e que não deveria ser condenada a pena de prisão.

A existência do “centro político” baseado em um paradigma político sincrético e maçónico, e não baseado em princípios éticos escorados em valores, tem como consequência o invariável resvalar desse “centro político”, e ao longo das gerações, em direcção às posições mais radicais. Neste sentido, o “centro político” é apenas um instrumento da estratégia de acção política radical entendida a médio e/ou longo prazo.

1 Comentário »

  1. […] O problema do “centro político” (1) Share this:EmailGostar disto:GostoBe the first to like this . Deixe um Comentário […]

    Gostar

    Pingback por O problema do “centro político” (2) « perspectivas — Sexta-feira, 10 Fevereiro 2012 @ 8:00 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

AVISO: os comentários escritos segundo o AO serão corrigidos para português.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: